Porque algumas pessoas veem o rosto de Jesus em sanduíches

Por , em 4.12.2011

Acredite se quiser, mas um sanduíche de queijo de 10 anos de idade foi vendido em leilão por 28 mil dólares (cerca de 50 mil reais) simplesmente porque as pessoas achavam que viam o rosto da Virgem Maria nas dobras da comida estragada.

E não é a primeira vez que as pessoas encontram um significado profundo em objetos mundanos. A diferença é que agora os cientistas dizem saber por que isso acontece – e como funciona.

Segundo os especialistas, nosso cérebro é “ligado” para prestar atenção quando vemos objetos que lembram algo que já sabemos.

Ele automaticamente identifica objetos semelhantes e, em seguida, os organiza de acordo com o tipo. É por isso que podemos olhar para um boné e um chapéu country e saber de imediato que ambos são chapéus, por exemplo.

Os pesquisadores começaram a se perguntar que partes do cérebro são ativadas quando pessoas veem significado em objetos mundanos.

Assim, eles reuniram 10 voluntários que estavam dispostos a “mentir” em um scanner cerebral enquanto olhavam para um monte de rabiscos. Os voluntários do estudo foram solicitados a classificar os rabiscos em uma escala de 1 a 5 como sendo significativos ou não, conforme as imagens passavam (significativos seriam os rabiscos que lembrassem aos voluntários algo real, como um animal ou um rosto).

Cada vez que um rabisco passava, várias partes do córtex visual do cérebro brilhavam, incluindo uma região na parte frontal conhecida por estar envolvida na análise do significado e importância dos dados que os olhos estão transmitindo para o cérebro.

Em seguida, os voluntários foram convidados a olhar para uma série maior de rabiscos – que também continham os que já haviam sido vistos. As instruções para os voluntários desta vez eram escolher os que tinham passado na primeira parte do experimento.

Mais uma vez, várias regiões do córtex visual se ativaram conforme os voluntários assistiram os rabiscos. Mas, curiosamente, a região frontal ficou quieta quando rabiscos “significativos” passaram na tela.

O que isto significa, segundo os pesquisadores, é que os cérebros dos voluntários catalogaram esses rabiscos na visão anterior como rostos ou animais ou algo mais significativo para eles. Desta vez, não houve necessidade de analisar as formas novamente.

O objetivo de tudo isso é mais provavelmente promover nossa sobrevivência. Quando estávamos evoluindo, na savana, era importante reconhecer qualquer coisa que parecesse um predador.

Assim, se você estivesse vagando à noite, precisava reconhecer que as sombras poderiam ser ameaçadoras. Se você não conseguisse identificar a sombra que se parecesse vagamente com um animal, você poderia ser comido.

No mundo moderno, ainda estamos à procura de padrões importantes. Então, agora, quando você ver uma batata frita que se parece com Roberto Carlos, seu cérebro vai achar que você está vendo uma outra manifestação do Rei.[MSN]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (4 votos, média: 4,50 de 5)

57 comentários

  • Filiͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥͥpe Fernandez:

    Essa imagem na torrada aí me lembrou a marilyn monroe

  • Celo:

    É igual a dois chapados que tentam se entender quando acham que observaram a mesma coisa e na verdadade cada um dos dois está vendo coisas completa mentes diferentes…
    – Você viu o que eu vi, sim, hóhohohohoho

  • xayanny:

    Faça-me um favor, vender um negocio desse por 28 mil doláres (50 mil) um pão vale 0,25 centavos queimado ai não vale nada mesmo, só pq tem um rosto de uma mulher, eles conheream Maria, acho que não , então não dá pra sair por ai falando bobagem…

    • Natália:

      Isso acontece pelo simples fato dessas pessoas terem muito dinheiro e não saberem mais com o que comprar e gastar. 😉

  • higor:

    Aquela mulher do sanduíche parece a Marilyn Monroe.
    ¬¬’

  • kayane porto alegre RS:

    na imagem parece qualquer mulher menos a virgem maria!!!
    parece eu!!!kkkkkk
    bjão galera

  • Hugo Chagas:

    Parece a Marilyn Monroe.

  • Milena Karla:

    Sempre que eu olho pro piso do banheiro vejo algum personagem da turma da mônica. Mas eu nunca vi nada em comida. Quando está escuro q tem alguma bolsa ou roupa preta por perto quando eu olho vejo um monstro.

    • Ezio José:

      A Mônica adulta tem mesmo a mania de olhar pessoas nuas em banheiros e compará-las ao Cascão. Alguma coisa está tentando lh mostrar que um banho mais assíduo está sendo necessário.

    • Zeca:

      Tenta achar alguma figura religiosa. Daí tu vende pra algum otário..

    • micaely:

      olha Milena eu tambem vejo esas coisa no piso do meu banheiro vejo :rostos e cachoros. E no meu outro banheiro vejo um casal brigando. no meu quarto monstros enormes de olhor vermelhos mas em comida eu ainda nao vi. Se eu olho muito para um local no escuro as coisas a minha volta começao a se mecher bem devagar na minha direçao (É DE DAR MEDO)

    • Someone:

      Eu também, a mesma coisa.
      Mais incrível ainda foi quando eu e uns amigos meus de infância subimos no último andar de um dos prédios do condomínio em que morávamos e apagamos todas as luzes dos corredores. Foi então que a gente teve a ideia de ficarmos em roda, bem perto um dos outros, e olhar diretamente e fixo para o rosto de nossos amigos. Com o passar de alguns segundos, a gente começou a ver cada coisa no escuro, que te garanto, dá mais medo do que muito filme de terror por aí.
      Tivemos que acender as luzes e descer correndo para o primeiro piso. Nunca mais fizemos aquilo.

    • Ana Suzuki:

      Também vejo coisas em qualquer borrão. Papai costumava chamar-me para ver ladrilhos, azulejos, e víamos as mesmas coisas. Também observávamos as nuvens,o que faço até hoje. Penso que são apenas estruturas, que a gente completa com a imaginação. Sombras, borrões, manchas, nuvens, qualquer coisa pode fazer-nos ver, ou não, figuras que nomeamos como parecidas com uma santa,uma princesa,um palhaço. Nessa foto dopãohá apenas uma mulher que pode ser qualquer uma, pois tem dois olhos, uma boca e um nariz. Cabelos crespos, e é só.

  • Lúcia:

    Às vezes, vejo rostos em tecidos amassados, muros em relevo, mas sei que se trata apenas da minha imaginação. Acima, não vejo relação com o rosto de cristo ou de Nossa Senhora, mas vi um rosto que parece ser de uma mulher, que parece ser até uma atriz de cinema. Um golpe de vista bem feito, rs. Só precisamos ter cuidado para não nos encafifarmos com isso. Bom senso, sempre.

  • ROBERTO:

    oi gloria tudo bem?gostei da estória ,mas veja bem milhares de pessoas nunca viram buda,maomé,kardek,madre teresa e dai por diante,e onde á santificação nestas pessoas?o próprio povo elegem sua fé naquilo que é conveniente a eles,mas que o (birá) resolveu o problema isso ele resolveu.um abraço

  • ROBERTO:

    as pessoas andam confusas buscando se apegar em qualquer coisa ,tem que tomar cuidado com os charlatões de plantão que estão sempre a espreita da fé alheia,pra se ver jesus,nossa senhora ou outro santo basta olhar dentro do seu interior,por que todos estão dentro do nosso coração

  • ROBERTO:

    bom com todo respeito a todos essa questão de fé vai de pessoas por pessoas,já falava o apóstolo paulo,a fé é a substância das coisas desejadas,á fatos e fatos,uns são criação da própria mente,outros existem mas a ciência não aceita e no entanto é tão fácil de explicar.

  • Magda Patalógica:

    Oi, Glória.

    Legal sua estória. Muito elucidativa e mostra que a fé não impõe raciocínio.

    Pode ser canalizada tanto para o bem como para o mal.
    Cabe ao crente (no sentido de quem crê) saber racionalizar a fé (quando consegue)

    Basta sacar o exemplo dos homens-bomba do terrorismo, que agem assim, acreditando que estão sendo úteis ou a serviço de Alá.

    Quando Jesus curava, dizia “A tua fé te curou”.

    Tem também as pessoas que acreditam só na desgraça e afirmam que o urubú de baixo caga no de cima.
    Ou que se sentem “O cocô do cavalo do bandido”

    Eu já entrei em deprê e cheguei a me sentir “O cocô do mosquito do cocô do cavalo do bandido”
    Depois tudo passou.

    Fui.

    • leandro:

      eu gostaria de saber afinal, a fé esta necessáriamente ligada a crença no sobre natural(religião) ou pode ser algo tipo acreditar que o meu time vai ganhar.

    • kayane porto alegre RS:

      leandro

      a fé esta necessáriamente ligada a crença no sobre natural(religião),dependendo no que vc acreditar,e na questão di seu time ganhar é esperança e sorte,se seu time for boommm!!!kkk
      bjão

  • Theo:

    Sem apoiar ou desapoiar ninguem…
    Fé nao se questiona, fé se vive…

    • Ezio José:

      E tão pouco se expõe como única e verdadeira.

  • gloria:

    Meu pai conta q um homem fez um boneco de madeira p\ o filho brincar , q recebeu o nome de”birá”, um dia o menino perdeu o boneco na beira do rio , uma enchente levou o boneco rio abaixo, o menino ficou doente por causa da perda , o pai ficou sabendo q na cidadezinha rio abaixo havia um santo milagreiro q fora achado no meio da plantação, então o pai levou o filho lá p\ ser curado da tristeza e voltar a se alimentar.Chegando na capela o menino gritou alegre “é o meu birá”. O povo cai de joelho chorando e rezando, desde a perda do boneco q o menino ñ dizia uma só palavra, ficara mudo de tanta tristeza. Os devotos ñ sabiam da história do boneco, acreditavam piamente em milagres do santo “birá”. Ver santo onde ñ tem nenhuma santificação é questão de fé, ignorancia e hipogrisia.

    • Magda Patalógica:

      Glória:

      Tem uma frase legal que diz:
      “As pessoas e as coisas têm o exato valor que lhes damos”.

      Então as religiões e as pessoas saem por aí, rotulando:
      Isto é sagrado… Isto é profano.
      Isto agrada a deus… Isto é pecado.

      Eu, hein?

      Fui.

    • Ana:

      Acho engraçado que as pessoas vêm coisas onde não as à.
      o ser humano tem uma mente muito creativa.

  • João de Melo:

    Dá pra notar mesmo o rosto de uma moça,mas com certeza o da Virgem Maria não é.
    Será que há dez anos atráz em vez da moça comer o sanduíche,foi o sanduíche que comeu a moça?

  • ALX:

    CONCORDO COM QUEM VIU O ROSTO DA Marilyn Monroe OU TALVES MADONAM CONFESSO Q TAMBEM NÃO CONSEGUI ENXERGAR JESUS NESSA FOTO, TALVES UM ANJO SEI LA, MAIS JESUS NÃO KKKKKKKKKK

  • ALX:

    VOU COMEÇAR A CAÇAR ROSTO EM TUDO POR AQUI, QUEM SABE NUM FICO RICO TAMBEM KKKKKKKKKKKK. DE TUDO ISSO A UNICA COISA Q ME SURPREENDEU ATE HOJE FOI A IMAGEM DE NOSSA SENHORA APARECIDA NO OLHO DE UM MENINO E MESMO ASSIM TENHO SERIAS DUVIDAS SOBRE AQUILO, JA Q A IMAGEM FOI ENCONTRADA SEM AKELA FORMA COM A ROUPA AZUL, DEPOIS Q CRIARAM A VESTIMENTA DANDA ORIGEM A FORMA MEIO TRIANGULAR DELA, OU SEJA SE FOSSE PRA ELA SURGIR TERIA Q APARECER SO O ROSTO

  • Ezio José:

    Fiz uma fotografia num entardecer de verão e apareceu uma figura de um coelho que as nuvens formavam. Um coelho com todos os detalhes identificáveis. Noutro dia, fotografei uma protuberâcia num tronco de uma árvore onde um galho havia sido cortado e ao chegar em casa, quando fui editar a foto notei que parecia com algum acidente geográfico vulcânico que eu já tenha visto em imagens na internet.
    Mas, entendo que tudo tem suas representações icnográficas. Cada cérebro traduz de acordo com sua cultura e com seu armazenamento de dados.

    • Ezio José:

      Protuberância.

  • Magda Patalógica:

    Não sei se ainda são usados os antigos cartões com manchas onde o psicólogo pergunta o que você está vendo.
    Anota suas respostas e isso auxilia na análise do seu psiquismo.

    Meu pai conta que quando era criança, o povo dizia que pegando uma escama de peixe e olhando contra o sol, o povo via Nossa Senhora de Aparecida com manto azul e tudo.
    Faça o teste e confira.

    Tempos atrás, Nossa Senhora apareceu na vidraça de uma casa. Deu até no Fantástico e no Gugu.
    A ruazinha pacata virou o maior comércio com camelôs vendendo terços, embranças, cachorro quente e tudo mais. Teve até padre rezando missa no local. Só que os moradores eram evangélicos.

    Que Virgem Maria, que nada.

    A foto tá mais é para aquela melindrosa do cinema mudo da década de 20, que depois de dançar um Charleston, pegou um bombom de chocolate branco e foi posar para a foto. Pode ver bem que ela segura um bombom.

    Se é prá viajar, prefiro ver na lua cheia o eterno e persistente São Jorge, matando o dragão . (rss)

    Fui.

    • rato bravo:

      eu fraguei o bombonsinho
      tipo aquele ouro branco
      certas coisas fazem agente ver coisas demais…
      uma delas é a religião, outra delas pode ser um vinho, ou coisa melhor!

  • Renys Kenys:

    Por que tem que ser imagem de santos, por exemplo: tanta gente usa barba e bigode nesse mundo não precisaria ser Jesus em madeiras, móveis, vidros, comidas etc. inclusive isso não é nenhum milagre, não traz nenhum benefício a ninguém.

    • Magda Patalógica:

      Oi, Renys Kenys

      Trouxe um baita dum benefício, cara.
      50 mil mangos pro dono do bagulho.
      Se fosse o meu rosto, não ia dar ibope nenhum.

      Lutero combateu a Igreja, que vendia uma lasquinha da “cruz de Cristo” por uma verdadeira fortuna.

      Tempos atrás, foi leiloada uma radiografia do torax da Marilyn Monroe por uma grana preta.

      Nesse mundo tem bobo prá tudo.

      Fui.

  • Ricardo Luiz:

    Nossa!
    Eu vi um sanduíche que deve ter sido gostoso, enquanto quentinho…
    Tal qual pinturas psicodélicas, podemos casuisticamente tanto pintar quanto identificar significados.
    Nem mais, nem menos.

    • Magda Patalógica:

      Ricardo

      Você me fez lembrar de um artista plástico que depois de limpar o “C” , guardou todos os papéis higiênicos, colou-os numa tela e colocou numa exposição.

      Arte abstrata (e cheirosa) é isso (rss)

      Fui.

  • Jonatas:

    Igual aos fanáticos que vêem imagens satânicas e 666 em logos e símbolos de empresas e organizações do Brasil e do mundo julgando serem sinais de iluminattis.

    • Glauco:

      Bom, os illuminatis são ocultistas. Eles usam desses símbolos em todos os locais onde possuem o poder.

    • Jonatas:

      Sim, mas não são satânicos, certo?

    • Glauco:

      Ahhhh, esses aí são ocultistas beeem satânicos sim! Eles dão medo!

    • Flor de Lis:

      Se Glauco disse que dão medo, é pq dão medo mesmo!

    • Glauco:

      Hehehehe!!

    • Heitor:

      Glauco na sua foto vc parece um demonio!! troca ele pelo amor de D’eus..

  • Everton:

    Isto se chama ‘pareidolia’.

  • Sheldon Cooper:

    Está parecendo mais com a Marilyn Monroe, eu acho.

    • Alexandre Semmer:

      verdade ehehhe

  • Clara Telis:

    Vemos o que queremos ver,isso é fato.

    • Chuck Norris®:

      Tem imagens que são perfeitas. Eu vejo em todos os lugares.
      Pode até ser que você tenha razão. Mas é muito estranho.

  • lucas:

    o piso do banheiro de casa tambem parece que tem um rosto desenhado em cada.

  • REGIANE:

    NÓS VEMOS O QUE QUEREMOS VER, PRA MIM PARECE MAIS A MONALISA TRISTE.

  • Glauco:

    É isso que eles disseram mesmo. No caso específico de rostos, nós estamos sempre procurando-os em padrões aleatórios de imagens sem sentido. Vejam aquelas imagens de Marte, que volta e meia tem um maluco dizendo que viu uma construção com rosto humano.

    Nos azulejos do meu banheiro tem pelo menos vinte pessoas desenhadas no meio daquele monte de rabisco…

    • Gabriel.¿:

      no meu azulejo tambem ! kkkkkkkk

  • Chuck Norris®:

    Consigo ver um rosto no meio do sanduíche. Parece ser um rosto de criança. Reparem direito.

    • Romário Huebra:

      Eu consegui ver o Seu Madruga.

    • Flor de Lis:

      Pra mim parece mais uma mulher com um penteado antigo.

    • Ezio José:

      Cheguei a imaginar a sister of Chuck do filme “O Beneco Assassino”.

    • Seu Madruga:

      ei oq q tem eu!

Deixe seu comentário!