Robô celebra casamento

Por , em 17.05.2010

No Japão, um juiz de paz eletrônico celebrou seu primeiro casamento.

Apesar da noiva estar linda, usando um impecável vestido branco, quando ela caminhou até o altar, a maioria dos olhos estava voltada para outra coisa: um robô que celebraria a união do casal.

O nome do padre cibernético é “I-Fairy”. Ele mede pouco mais de um metro, é coberto por plástico e tem olhos brilhantes. De acordo com a fabricante do robô, a Kokoro, o casamento, realizado no último domingo, foi o primeiro a ser celebrado por uma máquina.

“Pode beijar a noiva”, o I-Fairy declarou, em sua voz fina e tipicamente eletrônica, depois de concluir a cerimônia.

Atrás do robô estava uma cortina escura, onde, através de controle remoto, um técnico controlava as ações do I-Fairy.

Quer seu próprio I-Fairy? O preço dele é 68 mil dólares. Atualmente há três em uso – este, no Japão, um nos Estados Unidos e outro em Singapura. Ele tem 18 níveis de movimentos e pode ser programado para repetir sons.

Está certo que o Japão tem uma indústria de robótica muito forte, mas será que um casamento celebrado por um robô é válido legalmente por lá? [MSNBC]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

1 comentário

  • Rita B.:

    Enquanto o juiz de paz for um robô tudo bem, imagine quando for um dos noivos…Mas esse pessoal do Japão tem cada uma, eles adoram mostrar ao mundo suas tecnologias, estão certo eles, são esforçados e trabalhadores.

Deixe seu comentário!