Sacolas reutilizáveis podem fazer mal a saúde

Por , em 1.07.2010

Segundo uma nova pesquisa, apesar de não poluírem o meio ambiente, as sacolas de pano reutilizáveis que se tornaram moda nos últimos anos escondem uma bactéria que pode envenenar os alimentos.

Testes feitos nas sacolas de clientes de mercado mostraram que metade das sacolas analisadas continha E. coli, uma bactéria letal que envenena os alimentos. Outras continham salmonela.

De acordo com os cientistas, a culpa não é das sacolas em si, mas dos usuários, que não percebem que elas precisam ser lavadas regularmente e com água bem quente, para matar qualquer substância que tenha sido transmitida por um produto armazenado lá e que possa ser repassada para outros alimentos.

Os testes foram feitos por especialistas da Universidade do Arizona em sacolas de 84 pessoas de cidades diferentes. Os resultados mostraram, também, que quanto mais quente era o clima da região, maiores eram as chances da sacola reutilizável estar contaminada.

Uma enquete feita posteriormente mostrou que 97% das pessoas que usam as sacolas ecológicas nunca nem pensou em lavá-las. Como a maior parte delas é feita de juta ou de polipropileno, tecidos grossos, elas podem armazenar toxinas, bactérias e até pequenos insetos – basicamente, coisas que você não quer na sua salada.

E você? Já lavou sua sacola reutilizável hoje? [Telegraph]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

15 comentários

  • Doris Schlabitz:

    Não, não lavo a sacola para poupar água. Simplesmente lavo a salada!

  • Eduardo Marques:

    Não sei o que é pior. Eco-chato defendendo sacolas reutilizáveis, ou estas ideias radicalistas estúpidas de hipocondríacos.
    É muita historinha. Têm bactérias em tudo, vírus, protozoários. Monstros. Enche o saco essa conversa estúpida de que tudo contamina. E pior é que existe efeito dominó em cima disso. Quanto mais surgem matérias como essas, mais as pessoas ficam neuróticas, e prejudicam seus filhos, que desenvolvem uma menor resistência e cedem à qualquer doença quando adultos. Isso não é novidade, acontece que estas pessoas neuróticas se dizem tão apoiadoras da ciência, e ignoram este fato.
    Daqui uns 100 anos, se continuar nesse ritmo, as pessoas terão de sair com máscaras e vestimentas que cobrem todo o corpo. Uma versão moderna daquela ilustre vestimenta usada pelos médicos em épocas da Peste Negra, durante a Baixa Idade Média.
    Poupem as próximas gerações com esta ignorância. Pensando melhor, os eco-chatos apesar de serem desagradáveis, fazem algo pelo futuro. Enquanto que estes radicalistas hipocondríacos não fazem nada senão perturbarem os outros com suas paranóias, e enfraquecer-nos ainda mais. É importante sim prevenirmos de patalogias, mas é de se perceber que ter esta fobia exacerbada quanto as doenças, já é em si, uma patologia.

    Qualidade de vida era brincar na areia quando criança.

  • gloria:

    Nosso organismo tem defesas naturais contra esses patógenes,tudo é contaminado por alguma coisas e até hoje ninguém morreu por usar uma sacola de tecido, e sacola ñ se come se come o q carregamos nela ,é só lavar os alimentos q ñ tem perigo nenhum.

  • Lu:

    Eu sempre lavo as sacolas,não pensei que outras pessoas não lavassem!!!

  • Nickmo:

    Quanta hipocrisia….Antes das sacolas estarem detonando o mundo, os bebedores de cerveja diários, os de refrigerantes (usa-se muita água potável nas fábricas), os devoradores de churrasco (carne, pastos, desmatamento, cervão…) estão há muito mais tempo ferrando o planeta! As sacolinhas vieram muiito depois..

  • Alex:

    E. coli não é veneno, é uma bactéria, assim como Salmonella sp.

    A ideia do post é interessante, realmente a galera esquece de noções básicas de higiene.

  • Rosangela:

    É isso aí Sidão. Eu lavo minha sacola ecológicamente correta.Viva a natureza!

  • Rogério:

    ahhhhh tá! o governo precisa ser punido por não ter previsto ha 20 e tantos anos que as sacolas se tornariam um pesadelo ambiental. e por não fechar as fábricas que produzem as sacolas.
    e o cidadão comum é o passante desavisado? cara, realmente, genial. pra que ficar carregando “eco bag” por ai se é muito mais fácil pressionar o governo a usar o NOSSO DINHEIRO para limpar a cagada? não sou pro governo, mas nada é pior que o imobilismo dos revolucionários de butique.

  • Rogério:

    antes da popularização do uso de sacolas plásticas todos usavam sacolas reutilizáveis como as atuais “eco bags”, quem tiver menos de 30 anos pode perguntar pra alguem mais velho, só não eram chamadas “eco bags”. estamos vivos, não estamos?

  • Rogério:

    A restrição ao uso de sacolas plásticas não é uma coisa exclusiva do Brasil, grande parte do mundo está banindo seu uso, não pelas gerações futuras e sim pela atual. não apenas uma questão ecológica mas econômica e de saúde. basta pensar nos prejuizos causados pelos bueiros entupidos durante as chuvas de verão ou na enorme gama de doenças transmitidas pelos ratos que se aninham no lixo acumulado. colocar a culpa e a responsabilidade nos ombros do governo e das empresas ou criticar o capitalismo e o consumismo é o melhor jeito de não fazer nada, ficando revoltadinho e sem sentir um pingo de remorso.

  • Rogério:

    estudo interessante. mas a chance de contaminar alimentos embalados que geralmente serão lavados depois é tão expressiva? a sacola ecológica tem mais agentes contaminantes do que a “tábua” e a faca que usamos para cortar esses alimentos? não é alarmismo dizer que a sacola pode prejudicar a saude das pessoas?

  • Sidão:

    Resumindo, a culpa não é da sacola, mas da porquísse de não lavar a mesma.

  • Sídnei:

    A E.coli não é uma toxina ela é uma bactéria, mas ela produz a toxina Shiga (STEC) é um importante patógeno veiculado por alimentos,principalmente produtos derivados de carne bovina e está associado a quadros de diarréias leves a severas e sanguinolentas.

    • Marcelo Ribeiro:

      Corrigido! Obrigado.

  • Tiago:

    Bem interessante, só vou usar de plástico e papelão agora.

Deixe seu comentário!