Sonda da NASA mostra imagens de uma misteriosa cauda de Mercúrio

Por , em 29.09.2010

Os cometas não são os únicos objetos do sistema solar que tem um rabo: a missão STEREO, da NASA, detectou uma cauda de gás brilhante se esticando para fora do planeta Mercúrio. Ele é cercado por uma camada suspensa de gás muito fino, e a radiação do sol empurra a cauda dos átomos dessa camada por mais de 1,61 milhões de quilômetros.

Os dois satélites envolvidos na missão STEREO foram projetados para observar a atmosfera do sol a partir de posições na órbita da Terra que seguem na frente e por trás do nosso planeta. Ian Musgrave, um pesquisador australiano, estava olhando o banco de dados e imagens on-line da STEREO, quando notou que as imagens gravadas também mostravam as emissões da cauda de Mercúrio.

Quando ele comentou com cientistas do Centro da Universidade de Boston de Física Astronômica o que tinha visto, os profissionais ficaram intrigados. Segundo eles, esse é mais um dos vários casos de detecções por ambos os satélites da STEREO: o “rabo” não é exatamente novo. Alguns anos atrás, astrônomos da Universidade de Boston usaram observações terrenas para mapear a extensão da cauda de uma distância de 2,41 milhões de quilômetros, guiados pela luz emitida por átomos de sódio.

Mas, mesmo assim, eles sabiam que o sódio não era o principal componente do material da cauda. As leituras da STEREO confirmam que outros elementos estão envolvidos. A detecção feita pela missão é interessante porque os níveis de brilho parecem ser forte demais para serem de sódio.

Já faz um tempo que os astrônomos sabem que o planeta Mercúrio tem algumas características em comum com os cometas, embora suas composições sejam muito diferentes. Porém, os cientistas ainda não sabem direito do que essa causa é formada.

Agora, eles estão tentando descobrir todas as possibilidades para a composição química da cauda, um trabalho que vai exigir um aperfeiçoamento das observações da missão STEREO. Segundo os astrônomos, a combinação dos dados anteriores baseados em terra, com os dados novos da missão, é uma forma interessante de aprender o máximo possível sobre as fontes e destinos de gases de escape de Mercúrio. [MSN]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 5,00 de 5)

7 comentários

  • Marcos-DF2:

    Olá Ira !
    Seu comentário é exatamente o que eu defendo aqui há muito tempo. A Ciência, para merecer este nome, tem que estar aberta a todas as possibilidades e hipóteses, sem se prender aos modelos antropomórficos e/ou terrestres …
    Abraços

  • ricardo santos:

    muito estranho…! até parece um novo cometa.

  • Pedro Henrique:

    Mércurio é o planeta mais próximo do astro-rei devido a esse calor intenso e a grande absorção de partículas lançadas pelo Sol,Mércurio deve estar passando por um período de desintegração.

  • brenda:

    olha ele pode siim esta se desintegrando mais tambem pode ter mais possibilidades de outra evidencias para descobrir este misterio

  • Alberto Carvalhal Campos:

    Talvez o planeta esteja se desintegrando, devido as partículas lançadas pelo sol.

  • Leco:

    Legal essa propaganda bem no meio do texto, fico tão emocionado.

  • ira:

    Hummmmm,pelo menos não estão lançando TEORIAS de 1ª mão.
    Mais tarde viriam as teorias de 2ªmão e assim por diante.
    Depois começariam as teorias do 2º capítulo e assim tudo de novo.
    Parece que está chegando a hora da ciencia (cientistas)começar a olhar o universo sob novo prisma,ou
    fora dos conceitos terrestres ou humanos terrestres,pensar com um horizonte expandido,ou como não humano.
    Deixando de fazer julgamentos e teorias do universo sem o uso do conceito humanoide, fica bem mais fácil compreender e analizar o tudo.

Deixe seu comentário!