Tatuagem “impossível” foi feita via 5G e um robô a 6 mil km de distância

Por , em 11.03.2021

Como parte de uma campanha de marketing para a telecom T-Mobile da Holanda, a personalidade de TV holandesa Stijn Fransen recebeu uma tatuagem de um tatuador — mas remotamente, através do uso de um robô — usando internet 5G.

O tatuador Wes Thomas tatuou Fransen remotamente usando um braço robótico inteligente que usou aprendizado de máquina para saber qual era a posição do braço de Fransen.

O robô foi construído e programado pelo tecnólogo Noel Drew, com sede em Londres, ao longo de várias semanas. “Cada parte da construção foi considerada, comprada especificamente ou projetada, desenvolvida e fabricada aqui do zero”, disse Drew à PCMag.

“Várias etapas de desenvolvimento de software e hardware, iteração constante de projetos e prototipagem, um banco de impressoras 3D que trabalharam quase 24 horas por dia, 7 dias por semana, produzindo peças”, lembrou Drew.

“Muitas abóboras foram feridas no ciclo de testes antes de serem refinadas e para o mundo real”, disse Drew, já que ele havia testado o hardware em vegetais antes de experimentá-lo em Fransen.

Fransen levou todo o processo a passos largos. “Ela estava tão incrivelmente calma”, disse Drew à PCMag. Felizmente, não havia falhas “no projeto”, de acordo com o tecnólogo. Um potencialiômetro monitorou a superfície do braço de Fransen, por exemplo, para garantir que a agulha não fosse muito fundo.

Felizmente, ninguém se feriu durante a experiência. Enquanto a T-Mobile claramente pretendia que a façanha vendesse cobertura 5G, o feito é uma prova do poder da robótica e aprendizado de máquina também.

Último vídeo do nosso canal: A Terra não orbita exatamente o sol mas um ponto virtual no espao

Deixe seu comentário!