Transplante fecal pode ser a solução para infecção no intestino

Por , em 1.02.2011

Você com certeza está familiarizado com o conceito de transplante de órgãos. Mas o que acharia se a cura para a sua doença fosse um transplante de fezes? Ainda que pareça estranho e não soe muito bem aos ouvidos, o tratamento pode ajudar aqueles que sofrem de uma infecção bacteriana do cólon e, possivelmente, de outras doenças ligadas à vida microbiana do intestino, como a obesidade.

O procedimento foi desenvolvido por um gastroenterologista norte-americano, a fim de curar uma infecção intestinal chamada de Clostridium difficile. Esta doença é inicialmente tratada com fortes antibióticos, os quais podem eliminar também as bactérias benéficas em nosso corpo.

A solução para esse problema, que parece atuar como uma “vantagem” ao Clostridium difficile, consiste em transferir um pouco da flora intestinal de um parente ou cônjuge ao cólon do paciente. Isso permite que as bactérias benéficas do corpo se recolonizem e combatam as bactérias nocivas.

Ainda não houve nenhum grande ensaio clínico para testar o transplante fecal, também conhecido como terapia bacteriana. Porém, o procedimento remonta o final da década de 1950, e pode oferecer solução para outros problemas relacionados aos micróbios do intestino, inclusive a obesidade.

O cólon dos mamíferos contém uma das mais densas comunidades microbianas encontradas na Terra. O mais interessante, no entanto, é que a sua composição pode variar. Os japoneses, por exemplo, possuem micróbios especializados na digestão de algas. [LiveScience]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

7 comentários

  • luciana:

    Só pode ser gozação. Certamente existe um método mais adequado do que esse. Não poderiam fazer uma cultura e então introduzir no cólon receptor?

  • Tony Amorim:

    Nessa eu nunca teria pensado.

  • Tony Amorim:

    Efetivamente, não soa bem aos ouvidos, mas é uma novidade e tanto.

  • Thomas Korontai:

    bem, realmente é estranhamente interessante.
    Mas, ao longo da experiência de mais de 10 anos de uso pessoal, familiar e de relacionados da solução de prata coloidal, vi alguns casos semelhantes serem resolvidos com a utilização da mesma.

    É certo que o excesso elimina também as bactérias necessárias, mas a dosagem controlada tem se revelado muito eficaz. Como não sou médico, não posso dizer deste tipo de doença especificamente, até porque se busca recolonar o cólon, mas a solução de prata coloidal tem feito milagres.

    Quem tiver interesse: http://www.acquaprata.com.br

    Sds,
    Thomas

  • Alex:

    Bom,ja vi na net videos de mulheres usando a boca de outras mulheres como vaso sanitario,então nem me surpreendo com isso ai kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • PAUL:

    nao entendi o Jin: é melhor tomar um xaropinho?????????

  • Jin:

    Nojento. Nós sabemos por onde vai ser transplantada essas fezes. Ou eles vão fazer um xaropinho?

Deixe seu comentário!