Vitamina E em excesso pode aumentar o risco de câncer de próstata

Por , em 16.10.2011

Ao contrário do que pode se pensar, nem todas as vitaminas fazem bem. Em excesso, algumas podem ser prejudiciais. Pesquisadores americanos descobriram que homens que tomam mais de 400 unidades internacionais (UI) de vitamina E diariamente têm 17% mais chances de desenvolver câncer de próstata em sete anos.

Pesquisadores estavam tentando confirmar estudos anteriores que indicavam que a vitamina E e o selênio ajudam a prevenir o câncer de próstata, mas descobriram que o efeito é justamente o contrário. A dose que eles estudaram é quase 20 vezes maior do que a quantidade diária recomendada de 22,4 UI.

Pesquisadores acompanharam 35 mil homens na faixa dos 50 anos e descobriram que, para cada mil homens que tomam suplementos de vitamina E, 76 desenvolvem câncer de próstata. Entre os 1009 homens que tomaram placebo, 65 desenvolveram a doença.

Isso indica que os consumidores precisam ser céticos quanto aos possíveis bons efeitos de suplementos não regulamentados, que ao invés de serem benéficos, trazem riscos. O aumento observado de 17% nos casos de câncer em homens que ingerem suplementos em grande escala mostra o grande potencial de substâncias aparentemente inócuas.

Como a falta de vitamina E pode levar a problemas musculares, ela é comumente incluída em multi suplementos vitamínicos. Suplementos dietéticos são muitas vezes tomados sem orientação médica, principalmente porque as pessoas tendem a pensar que eles não apresentam riscos à saúde.

Para reduzir o risco de câncer de próstata, é importante que os homens mantenham uma dieta saudável e equilibrada para assegurar o nível adequado de vitaminas e minerais que necessitam.

A vitamina E não pode ser cortada do cardápio, apenas não deve ser ingerida em excesso. Essa vitamina é essencial e tem uma série de funções vitais no corpo, incluindo um importante papel como antioxidante, protegendo as proteínas e lipídios da oxidação. Ingerir 540 miligramas ou menos de vitamina E por dia não causa dano algum para saúde. [Telegraph]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

7 comentários

  • nml:

    puxa, 17% a mais… e o cigarro, dá uns 47% a mais? e refrigerantes? e carnes com hormônios e antibióticos? e falta de exercícios? e bebidas destiladas? e…

  • MARCUS BRAGA ALVARES:

    ESSES ENERGÉTICOS NÃO SÃO BASICAMENTE VITAMINA “E” ?
    A JUVENTUDE HOJE SE FARTA DE USAR, SE ESSE ESTUDO É VERDADEIRO, ACHO QUE DEVERIAM SER AVISADOS

  • marcos:

    tudo em excesso faz mal a saúde tem que haver um equilibrio um limite vao discorda de mim mais ta ate na bíblia o pecado da gula nisso ela ta certo hehehhe.

  • Marcio:

    Que artigo mais sem sentido. Se referir a um unico estudo sem mencionar os detalhes dos estudos como aonde o estudo foi feito, qual o estilo de vida habitos alimentares das pessoas, fumantes ou nao.

    Tambem nao ha nenhuma hipotesi o pq causaria cancer.

    A massa nao tem leitores muito inclinado a fazerem suas proprias conclusoes cientificas, ao menos facam o minimo esforco de nao espalhar informacoes que nao tenham ao menos uma potencial explicacao.

    • Claudio Henrique:

      Márcio, se você acessar o artigo do Telegraph, ao qual este faz referência, você vai encontrar a indicação do estudo científico. Para você não ter que procurar, segue o link: http://jama.ama-assn.org/content/306/14/1549.short

      O estudo, no entanto, não conclui que vitamina E pode causar câncer de próstata. O estudo afirma que foi encontrado um aumento percentual não significativo de 17% na incidência de câncer de próstata na população que consumia os suplementos.

      Segue o texto original:

      “The initial report of the Selenium and Vitamin E Cancer Prevention Trial (SELECT) found no reduction in risk of prostate cancer with either selenium or vitamin E supplements but a statistically nonsignificant increase in prostate cancer risk with vitamin E. Longer follow-up and more prostate cancer events provide further insight into the relationship of vitamin E and prostate cancer.”

      Há outros estudos semelhantes, e nenhum deles conseguiu encontrar uma correlação entre vitamina E e câncer de próstata, nem para melhor, nem para pior. Eu não tenho o link para esses estudos, procurei na época em que um médico me receitou consumir esse suplemento.

  • leonardoneen:

    A verdade é,tudo em excesso faz mal.

    • jodeja:

      Claro, claro, a macrobiótica diz: A quantidade modifica qualidade.

Deixe seu comentário!