Fótons são observados em uma velocidade maior do que a da luz

Publicado em 28.01.2010

Nos limites entre as camadas, o fóton cria ondas interferindo uns com os outros, afetando seu tempo de transmissão (Crédito: JQI)

Pesquisadores conseguiram acelerar fótons (as partículas da luz) a uma velocidade ainda maior do que a da luz, simplesmente colocando uma camada de matéria a sua frente.

Esse experimento conseguiu demonstrar o que físicos quânticos já diziam – a velocidade com que a luz atravessa materiais simples, como o vidro, não depende da espessura dos mesmos, mas da ordem em que eles estão colocados.

» É possível viajar 10 mil vezes mais rápido do que a luz?

Para você entender melhor: a luz sempre viaja na sua velocidade máxima no vácuo ou no espaço vazio e essa velocidade diminui quando ela precisa atravessar um material, como água ou vidro. E isso também funciona quando a luz precisa “viajar” em uma pilha ou em materiais dielétricos, que são usados para criar estruturas reflexivas que formam a cobertura de espelhos e fibras ópticas.

O experimento consistia em pilhas feitas com 30 camadas dielétricas (cada uma com 80 nanômetros de espessura). As camadas eram alternadas entre uma com alto índice de reflexão e outra com baixo índice. Quando um fóton atinge essas camadas ele tem uma grande chance de ser refletido e outra pequena chance de atravessar o sistema.

Quando encontravam um sistema de 30 camadas, a velocidade dos fótons era 12,84 quadrilhões de segundo. Já quando uma única camada era adicionada a esse sistema, a velocidade aumentou para 16,36 quadrilhões de segundo.

» Como seria uma verdadeira nave de dobra espacial

No entanto, essa medição funciona para um único fóton do sistema. Quando todos os fótons são incluídos no experimento e é feita uma média de suas velocidades o foi apurado que a velocidade deles não é maior do que a da luz. [Science Daily]

Autor: Cezar Ribas

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

29 Comentários

  1. empiricamente formulei uma teoria interessante que poderia “teoricamente” sanar algumas duvidas sobre utilizacao e observacao dos fotons;

    ” Um foton nao pode ser observado pq ele nao caberia em um lugar tao pekeno quanto os atuais sistemas d obervacao.
    ele deveria comecar a tentar ser observado num espaco d 150 mil km², ja q sua “onda” média está em torno d 300mil km/s.
    ex: um foton eh como um mosaico, vc precisa estar na distancia correta pra “ver” a imagem. “

    Thumb up 0
  2. Devagar com o andor pessoal…
    A Física Quântica ainda não está bem compreendida e carece de mais pesquisas.
    Não tomem ela como a tábua de salvação do mundo.
    Há muito o que se pesquisar e muito a se desmitificar.
    A Física Quântica, infelizmente, virou muleta de visionários e místicos…

    Thumb up 4
  3. Rodrigo…..tente sozinho..hahahaha! Sem suor,nada feito!!!

    UMA partícula de luz, pois se fossem mais partículas…..ondas,e o experimento cai por terra!

    Thumb up 0
  4. estou com duvidas
    gostaria de saber qual é a formula q uso para resolver esse problema
    Um trem com velocidade de 72km/h demora 1 min para atrvessar um tunel de 800metros completamente.Calcule o comprimento do trem.
    me ajudem por favor é pro dia 16/ 3/2010 amanhã valeu

    Thumb up 0
  5. Einstein quando desenvolveu suas “teorias”sobre a luz foi sempre muito humilde avisando que suas idéias poderiam ser modificadas com apenas um detalhe a mais que obviamente os cientistas estão estudando agora.Esse detalhe a mais será logo bem compreendido com passar do tempo e as teorias de Einstein serão corrigidas ou ampliadas,caso contrário não seriam teorias.

    Thumb up 0

Envie um comentário

Leia o post anterior:
crianca ouvindo coisas
Crianças escutam vozes do além

E isso parece não pe...

Fechar