Encontrar vida extraterrestre é apenas um sonho inalcançável?

Publicado em 9.05.2012

Já postamos diversos estudos sobre planetas similares a Terra, alguns inclusive com indícios de existência da água. Mas nada de encontrar vida extraterrestre de verdade. Seria esse apenas um sonho inalcançável?

Pesquisadores da Universidade de Princeton, EUA, afirmam que essa ideia está mais no campo do otimismo do que das evidências científicas. Eles analisaram o que se sabe sobre a probabilidade de vida fora daqui, a partir de um método Bayesiano, que diferencia dados concretos de simples pressupostos.

Um dos pontos que eles encontraram, por exemplo, diz respeito aos exoplanetas, fora do nosso sistema solar. A ideia de vida nesses locais é baseada no pressuposto de que a vida vai surgir lá sob as mesmas condições nas quais surgiu aqui.

E o que é pior: as evidências que temos sugerem que na verdade o planeta Terra é um tipo de aberração planetária, onde a vida acabou surgindo de maneira muito rápida.

“As evidências de fósseis sugerem que a vida começou muito cedo na história da Terra, e isso levou as pessoas a determinar emque a vida pode ser um tanto comum no universo. Mas o conhecimento sobre a vida na Terra simplesmente não revela muito sobre a probabilidade disso em outros planetas”, afirma Edwin Turner, um dos pesquisadores.

Com uma amostragem de apenas um planeta conhecido no universo com vida, fica complicado estimar a abundância dela no universo inteiro. Isso, claro, não deve impedir os cientistas de continuar as buscas.

Caçando planetas

Em 2011 e no começo desse ano, diversos planetas interessantes já foram encontrados. Os de maior evidência foram os descobertos pelo telescópio espacial Kepler, sendo o planeta Kepler-22b e os planetas 20e e 20f. A NASA chegou a comentar que, desse modo, a “Terra alienígena”, ou seja, com condições muito similares à nossa (distância da estrela-mãe, tamanho, presença de água, etc), seria encontrada até 2014.

Entretanto, apesar de se tratar de conhecimento agregado, essas descobertas não indicam se uma Terra existe fora daqui ou não. Dessa forma, ainda sobra muito espaço para a ideia de que um processo tão veloz de formação de vida não tenha sido apenas consequência do acaso.

E você? Acredita que existam “Terras alienígenas”? [RDMag]

Autor: Bernardo Staut

é estudante de jornalismo e interessado por povos, culturas e artes.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

97 Comentários

  1. Existe vida após a internet. Calma gente. Opiniões são contrárias desde quando inventaram mais de uma coisa. Não adianta explicitar num texto tudo o que você acompanha, estuda ou segue e querer que o outro entenda da mesma maneira. Cada um tem uma linha de raciocínio e um tempo de assimilação.

    Thumb up 3
  2. JONATAS DISSE: “Nem uma nem outra. A ciência não se baseia em expectativas ou esperanças, se baseia em probabilidade…”.

    COMENTÁRIO: incorreto. Probabilidade está ligada ao raciocínio indutivo e, embora se possa dizer que faz parte da ciência (pois não foi de todo abandonado no meio científico), a ciência moderna se baseia em hipóteses testáveis…

    Thumb up 3
    • Quando as hipóteses não são testáveis no momento, como a vida alienígena, ela se baseia em probabilidade. O que alimenta essa probabilidade? A química espacial, rica em compostos orgânicos, planetas e água. Pode ser nesse século ou no século 36, mas a vida extraterrestre será encontrada e enquanto não for, sempre será uma probabilidade altíssima, pois talvez levaríamos milhões de anos pra colonizar uma galáxia, ainda faltando 100 bilhões delas.
      Não me baseio em definições da Wikipédia ou de outras fontes, como a dessa tua postagem. Eu me baseio na ideia que formo de diversas fontes em que aprendo, e quando erro, não tenho problema com isso. Fora isso, a probabilidade nunca foi nem parcialmente abandonada na ciência, ela ainda está aí, nas exatas. Nem sempre ela mostrará verdades, mas sempre mostrará um caminho a se procurar, quando ele “vale a pena”.

      Thumb up 3
    • Prezado,

      Está equivocado sobre minhas concepções: não foram recolhidas da Wikipédia (se acha que foi, mostre onde), são minhas mesmo.

      A vida extraterrena é hipótese testável sim, não fosse não estariam sendo enviadas sondas de pesquisas ao espaço, tampouco telescópios vasculhariam os céus a procura de pistas.

      Falei que probabilidades estão ligadas à ciência, pois estão atreladas ao indutivismo, porém essa forma de raciocínio não pode ser a norteadora das proposições científicas. Provável é aquilo que tem forte possibilidade de ocorrer, mas não há garantia de que ocorra. Hipóteses testáveis são aquelas cujas propostas podem ser aferidas por pesquisadores e replicadas por interessados em conferir a validade dos postulados.

      A vida no espaço será probabilidade quando se puder dizer com certeza que quaisquer corpos celestes com condições equivalentes à da Terra em sua formação invariavelmente produzirão vida. Neste caso, bastará identificar-se esses orbes (ao menos alguns deles) e pronto, a vida fora da Terra estará definitivamente evidenciada (passará de probabilidade para certeza). Ou se se puder estabelecer com firmeza quais as necessárias condições para que a vida brote, caso em que, tal qual a condição anterior, será preciso apenas identificar astros dotados dessas condições para que se saiba que lá existe vida. Sabendo-se que estamos falando de vida em seu aspecto geral (desde microorganismos até seres ultra-inteligentes). Isso significa que, havendo-se definido o que seja indispensável para que a vida brote, ainda ficará pendente saber se havendo vida esta sempre evoluirá para a consciência ao nível humano ou superior.

      Deu para entender?

      Saudações,

      Thumb up 1
    • Este espaço é complicado para uma boa discussão porque o moderador vez em quando censura os comentários, aparentemente sem motivo. Respondi ao seu pronunciamento e não foi publicado. Vamos ver se dessa vez passa…

      A vida alienígena é hipótese testável sim: não fosse assim não se enviariam sondas espaciais de pesquisas; projetos de investigação da vida extraterrena não seriam levados adiante, e a astrobiologia não teria razão de ser.

      Mesmo que se encontrem corpos celestes com características semelhantes ao nosso, não há garantia de que a vida lá ecloda. Essa certeza será obtida se for possível afirmar-se taxativamente que todo orbe com tais e tais atributos fatalmente produzirá vida. Outra condição passa pelo conhecimento das condições necessárias e suficientes para que a vida se produza em qualquer parte do cosmo. Sendo possível atingir tal nível de conhecimento, bastaria buscar-se corpos celestes com essas propriedades e pronto: lá certamente haveriam viventes.

      Mesmo assim, o problema não estaria resolvido: ainda que se consiga alcançar o saber condizente para a afirmação da existência de vida fora da Terra, faltaria ainda definir se alguma espécie vivente, em qualquer parte do universo, evoluiria para a existência consciente ao nível humano ou superior.

      Saudações alienígenas.

      Thumb up 0
    • É, se a gente considerar as sondas sofisticadas cavocando e fuçando em Marte podemos dizer testável sim, e o mesmo em relação aos radiotelescópios do SETI rastreando o céu em busca de sinais. Eu olhei mais pelo lado de que assinaturas químicas em atmosferas a anos luz de distância, inacessíveis a estudos mais detalhados e muito menos a uma sonda, permanecem apenas no campo da possibilidade de potencial. Por mais que uma assinatura atmosférica, gases orgânicos por exemplo, de sinais de vida, como a lua saturnina Titã, recentemente, apontar vida ainda seria apenas especulação, mesmo que todas as alternativas distintas tenham sido refutadas. Mas a ciência é assim mesmo, confia desconfiando. A reportagem vai mais pelo lado das grandes dificuldades existentes em atestar esporadicamente uma vida a meros 20 anos-luz daqui caso ela exista (ver Sistema Gliese 581), são vinte anos de espera de ondas de rádio (e só se houver seres pensantes pra entender e responder), e séculos pra enviar uma sonda com a tecnologia atual.
      De qualquer forma, não creio que seja falácia acreditar que a vida seja abundante porque o cosmos e a diversidade química é abundante, falácia seria ter certeza absoluta de que é assim, e também seria falácia a certeza absoluta de que não é assim. De qualquer forma, existe em paralelo a ideia de vocês a Hipótese Terra-Rara, é uma teoria científica séria e o próprio nome já diz do que ela se trata. Não é a questão de “Acertamos numa loteria cósmica”, mas a questão é “Somos o acerto numa loteria cósmica”.

      Thumb up 3
    • Jonatas,

      Desta feita apreciei deveras seu pronunciamento: ponderado, esclarecedor, equilibrado. Não tenho qualquer reparo a fazer no que escreveu.

      Apenas discordo da ideia de que acreditar na vida extraterrena (seja inteligente ou não) possa ser qualificada “falácia”. Falácia será se alguém afirmar que há “provas” da existência de habitantes no espaço.

      Por fim, não entendi a frase: “existe em paralelo a ideia de VOCÊS a Hipótese Terra-Rara, é uma teoria científica séria”. Quem seriam esses “vocês”?

      Saudações,

      Thumb up 0
    • Tu e o Ornellas, que possuem uma visão semelhante ao que defende a Hipótese Terra Rara, infelizmente não consigo lembrar o nome do autor, mas se procurar por esse nome da Teoria deverá encontra-lo.

      Thumb up 1
  3. Você gosta de refletir? Eu, sim! Analisei o seguinte, sobre esse assunto:
    Pessoas que acreditam existir vida em outros planetas, partem do raciocínio: “Por que, entre incontáveis bilhões de corpos celestes só haveria vida na Terra? Isso não tem lógica.”
    Agora pense: mesmo com seu conhecimento e capacidade limitados, o homem já foi muito longe procurando evidência de vida e não encontrou nada. Isso não invalida a “lógica” apresentada? Claro que sim. Do contrário, na parte CONHECIDA do universo, também TERIA de haver vida, se vamos julgar pela probabilidade. Não acho difícil crer que o Criador escolheu nosso planeta para ser habitado. O que terá Ele em mente para o futuro? Não sabemos. Quem viver, verá, pois ele promete vida eterna aos que sabiamente escolhem serví-lo ao invés de questioná-lo – João 17:3

    Thumb up 3
    • Muito longe? talvez tu sejas um dos pensadores mais alienados e limitados que eu já encontrei. Nós não passamos nem da Lua, procurando vida extraterrestre. É claro que para alguém que se diz um analisador vir aqui e postar uma asneira dessa magnitude, não vale a pena nem eu descrever a dimensão do Universo que desconhecemos. Mas numa anologia simples, tudo o que temos como analisar hoje é uma gota de água, sendo ainda desconhecido um oceano inteiro, que é o Universo.
      Mas não é na bíblia que vocês dizem “Na casa de meu pai há muitas moradas.”? Achei que estariam mais receptivos a esses fatos, mas qualquer pensamento intelectual analítico legítimo é barrado pela ignorância religiosa, aquela que nega os fatos.

      Thumb up 11
    • A lógica do Pedro foi correta: se acreditamos que exista vida inteligente na parte desconhecida do universo, na parte conhecida também deveria haver. E por estar certo em sua apreciação foi taxado de alienado. O que dele não dirá o “douto” e “bem educado” crítico quando efetivamente cometer um equívoco?

      Apontar a imensidão do universo como “prova” não comprova coisa alguma. Até que se encontre efetiva demonstração de seres inteligentes no cosmo o único planeta que abriga seres pensantes é a Terra, gostemos ou não…

      É exclusivamente o espiritismo kardecista quem defende que o texto bíblico “na casa de meu Pai há muitas moradas” seja declaração atinente a vida em outros orbes. Outras confissões não comungam tal suposição.

      Saudações

      Thumb up 2
    • “Se acreditamos que exista vida inteligente na parte desconhecida do universo, na parte conhecida também deveria haver.” E há, muita.
      Eu que concordo, vou discordar desta vez. Neste caso, estou com o Jonatas, a parte realmente conhecida do universo ainda é a Terra, e aqui a vida é abundante.

      Thumb up 4
    • Jonatas, mas que fatos? Esqueçamos a religião. O único fato é que não se conhece outro lugar habitado e não se sabe a “fórmula da vida”. O resto é subjeção, fé e intuição.

      Thumb up 6
    • Nada disso, é probabilidade. Os compostos da vida estão espalhados pelo cosmos, planetas tem pra todo o lugar da galáxia que tu olhar.
      Um pedaço do planeta mais próximo já mostra sinais de atividade biológica. Compostos vitais borbulham só nos planetas mais próximos da Terra, dando apenas no Sistema Solar mais de 10 lugares pra procurar vida extraterrestre.
      Não são fatos, concordo, mas são indícios, uma probabilidade enorme. Não intuição, nem fé, mas razão científica pura e simples. É apenas uma questão de tempo e desenvolvimento tecnológico.
      A menos é claro que os defensores da presença extraterrestre já na Terra na forma da Ufologia estejam certos.
      Quanto a religiosos, eles sim se baseiam em fé, fé em magia e intervenção divina. Ciência se baseia em análises minuciosas e indícios, além de fatos.
      Probabilidades:
      Existir Deus: provável.
      Existir Vida Extraterrestre: Provável.
      A bíblia ser dona absoluta de toda a verdade sobre deus e a vida: Improvável.

      Thumb up 11
    • Admiro muito seus comentários pelo conhecimento que demonstra e agora pelas sábias palavras.

      Não se pode criticar por criticar. Temos que ter ARGUMENTOS.

      Thumb up 6
    • Quero dizer que, quando se conseguir sintetizar a vida em laboratório, combinando elementos sob determinadas circustâncias, aí sim se pode fazer estimativas. O simples fato de haver substâncias que compõem a vida, de haver lugares que a possam abrigar, não me parece ser e nem estar perto do suficiente para se fazer estimativas.
      Não é intuição nem fé, você discordou concordando, existem crentes em extraterrestres. O caso científico, escapa desses dois, mas não passa do terceiro, a subjeção. A abundância de vida na Terra faz pensar que ela pode se formar em outros lugares, mas se ainda não se sabe como ela se forma, interpretar que ela se formará em outro lugar é subjetivo. Ou seja, como você disse não há fatos, há evidências. Mas essas evidências são evidências de lugares onde a vida pode se desenvolver, não de que há vida lá. Evidência de atividade biológica é algo muito diferente disso, logo, houve subjeção de novo. Isto aqui http://news.discovery.com/space/viking-mars-organics-experiment.html seria evidência de existência de vida, não qualquer estimativa de capacidade de algum lugar abrigar.
      Quanto a ti, Emerson, te faltou argumentos para demonstrar a falta dos meus. Você se doeu por que eu fiz uma pergunta sobre quais fatos ele se referia, ele em seguida concordou que não há, e essa foi minha crítica infundada.
      Faz o seguinte, junta seus argumentos e tenta a sorte com os caras aqui: http://www.princeton.edu/main/tools/contacts/

      Thumb up 3
    • Oh! Me desculpa se não foi uma indireta…

      Thumb up 0
    • Obrigado pelo “alienado”, e você como sempre se julgando maior de todos os sábios… Que pena…
      Mas responda só pra você mesmo: onde estará daqui a cem anos? Onde estará toda a sua arrogância? O que terá conseguido ao desperdiçar seus irrisórios anos de vida em tentar impor suposições e menosprezar os outros?
      Quanto à Bíblia que você evidentemente despreza, parece que está muito longe do seu entendimento. O que fez é no mínimo infantil: pegar um texto e dar a ele a interpretação que deseja. Não é assim, não, a Bíblia não basta ler, é preciso entender. Se quiser matutar numa segunda resposta malcriada como a primeira, pode fazer isso, mas não vou replicar não.
      Só sei conversar em bom nível, não leve a mal.

      Thumb up 2
    • Ok, eu te rotulei, não gosto nem me orgulho de ter feito isso, foi que me revoltei com isso: “Você gosta de refletir? Eu, sim!”, parece estar dizendo que só você reflete e analisa e o resto do pessoal aqui não. E o que vem a seguir? um comentário tendencioso sem sequer um embasamento de conhecimento científico, isso sim é infantil. Agora, eu não desprezo a bíblia, eu digo e acredito que ela não é a dona da verdade, é só um livro, não tem nada mágico e universal ali, se houvesse nem teríamos montado telescópios, mapas e microscópios, para poder conhecer o Universo de verdade, só o que tem ali é alguns bons ensinamentos, mas isso encontramos em inúmeras doutrinas e filosofias pelo mundo afora.
      E se não quer discutir comigo ótimo porque o sentimento é recíproco, não tem nada de conhecimento útil que possas me compartilhar que não seja o religioso, esse eu encontraria em qualquer igreja daqui. Mas deveras, estamos num site de ciências. E por último, ao contrário de cristãos tocando violão que acham que vão pro céu e intelectuais como eu pro inferno, não sou nem me julgo conhecedor de nenhuma certeza absoluta nessa vida, portanto, quem aqui se julga melhor que os outros?

      Thumb up 10
    • Tá bom, acho que devo responder, por que você continua fazendo o que que diz não gostar: prejulgando. Não sabe NADA de mim, mas afirma:
      1.”não tem nada de conhecimento útil que possas me compartilhar que não seja o religioso”. Com essas palavras volta a afirmar que é muito inteligente e eu sou burro;
      2.Refere-se ao violão na foto relacionando a religião. De novo fala sem saber. Jogue meu nome no Google e vai entender já na primeira entrada o porque da foto.
      3.Diz que eu acho que vou pro céu e você pro inferno. Eu disse isso? Não, e nem diria, primeiro porque aprendi de Deus, na Bíblia, que não tenho direito de julgar ninguém; segundo, porque minha crença baseada no estudo sério e honesto da Bíblia, não é de que uns vão para o Céu e outros para o Inferno. Aliás, o inferno não é ensino bíblico e é incompatível com a personalidade de Deus. Finalizando, respeito seu direito de crer ou não no que quiser, só peço que conceda o mesmo direito a outros. Dizer que são ignorantes porque pensam diferente de você não prova nada, é apenas a SUA opinião. Pense nisso.

      Thumb up 4
    • O pedro apresentou raciocínio límpido: se acreditamos haver vida na parte desconhecida do universo, porque não haveria na parte conhecida? Mas há quem não concorde com a lógica cristalina e lhe imponha classificativos pouco lisonjeiros. Em vez de analisar-se ideias prefere-se agredir a pessoa… típica falácia ad hominem.

      A imensidão do universo não pode ser prova de coisa alguma, muito menos de vida inteligente. Raciocínio brega.

      Quem diz que o texto bíblico “na casa de meu pai há muitas moradas” se refere à vida extraterrena são os kardecistas. As demais confissões religiosas não pensam dessa forma.

      Thumb up 8
    • Olha, não vou nem me prolongar, mas simples assim: A única parte REALMENTE conhecida do Universo é a Terra, e adivinha só, Tem VIDA. Certeza não se pode nem ter da ausência da vida no Planeta Marte, até logo ali a certeza não existe e ainda está em aberto. Eu nunca, mas nunca mesmo, disse que a imensidão é prova de alguma coisa, eu me baseio em fatos, e esses fatos são incontáveis indícios e naturezas cósmicas largamente estudadas que tornam a vida um potencial cósmico.

      Thumb up 11
    • Se quisermos radicalizar, nem a Terra é conhecida, pois a cada dia novidades são registradas pela ciência.

      De qualquer modo, já se conhece o suficiente sobre o sistema solar para saber que a maioria dos astros regidos pelo sol não comporta vida complexa (quanto a vida simples, como bactérias, ainda é incógnita). É certo que foram achados corpos em nosso sistema que parecem ter condições de abrigar formas viventes, por possuírem água e, talvez, atmosfera condizente. Por enquanto, nada de concreto.

      Nunca é demais lembrar: para a ciência qualquer forma de vida constituirá notável descoberta; para os sonhadores só interessa vida superinteligente…

      Thumb up 3
    • Calma.esta é a coisa certa.

      Jamais alcançaremos uma inteligencia ou conhecimento com apenas uma geração de 70,90,120 anos ou mesmo milhões de anos pois tudo vai evoluindo,avançando e nos simplesmente seguiremos junto e sempre aprendendo.
      Não seria assim o certo ???

      Thumb up 1
    • Excelente a sua colocação, gostei. Até colocou de forma mais simples o que eu quis dizer, facilitando o entendimento. E o que mais aprecio, expôs ideias sem agredir, algo que nem todos conseguem. Obrigado!

      Thumb up 1
    • Peço ao gerenciador: o comentário acima deveria estar após o do Moi MoiMoi, mas apareceu depois. E o comentário abaixo, que começa com “Esse meu comentário…” peço favor desconsiderar. Obrigado.
      Abraços!

      Thumb up 0
    • Esse meu comentário é para o Moi MoiMoi…
      Tá bom, acho que devo responder, por que você continua fazendo o que que diz não gostar: prejulgando. Não sabe NADA de mim, mas afirma:
      1.”não tem nada de conhecimento útil que possas me compartilhar que não seja o religioso”. Com essas palavras volta a afirmar que é muito inteligente e eu sou burro;
      2.Refere-se ao violão na foto relacionando a religião. De novo fala sem saber. Jogue meu nome no Google e vai entender já na primeira entrada o porque da foto.
      3.Diz que eu acho que vou pro céu e você pro inferno. Eu disse isso? Não, e nem diria, primeiro porque aprendi de Deus, na Bíblia, que não tenho direito de julgar ninguém; segundo, porque minha crença baseada no estudo sério e honesto da Bíblia, não é de que uns vão para o Céu e outros para o Inferno. Aliás, o inferno não é ensino bíblico e é incompatível com a personalidade de Deus. Finalizando, respeito seu direito de crer ou não no que quiser, só peço que conceda o mesmo direito a outros. Dizer que são ignorantes porque pensam diferente de você não prova nada, é apenas a SUA opinião. Pense nisso.

      Thumb up 0
    • Pedro,

      Acho que destinou seu comentário ao sujeito errado. Não sou o autor das apreciações que me atribuiu…

      Thumb up 1
  4. Tenho um amigo que desenvolveu a clarividência: todo o dia ele ia pra rua anunciar que o mundo acabaria amanhã. Um dia lhe perguntei: “ontem você disse que o mundo acabaria hoje, e por que não acabou?”, Ele respondeu: “Eu falei que vai acabar amanhã, hoje não!”

    Thumb up 2
    • Isso aí não é clarividência, é demência =P

      Thumb up 10
    • Desculpe, MoiMoi, claro que não era para vc o que comentei, ao contrário, o elogiei por saber respeitar as pessoas. Por engano ficou duplicado. Viu que pedi para os moderadores desconsiderarem mas acabaram publicando. Mas o “intelectual” a que se destinava recebeu o recado. Um abraço.

      Thumb up 0
  5. Veja o que Albert Einstein disse:
    “Os Discos Voadores existem. Eles são tripulados por uma raça que deixou a Terra há 20 mil anos e retornam às origens”.

    Thumb up 0
    • No dia seguinte Einsten declarou: se eu disse isso deveria estar bêbado, pois não lembro de ter falado nada sobre alienígenas que vão e voltam…

      Thumb up 3
    • Ele disse isto mesmo? Pergunto com seriedade, há fontes confiáveis que afirmam que ele tenha dito isto?

      Thumb up 3
    • Olha… Einstein era bem metafórico nesses aspectos transcendentais, não da pra levar tudo ao pé da letra. Mas realmente aprece que ele tinha uma particular, do jeito dele, crença em Deus e também em Alienígenas.

      Thumb up 3
  6. “É muito universo pra pouca vida inteligente”

    se é que o universo é mesmo infinito, mas pra não fugir do assunto, acho que não há dificuldade em a mesma energia que nos criou possa ter feitos outros iguais a nós e que talvez esteja a distancias tão grandes que nunca a encontraríamos, ou talvez tudo esteja ocultado por parte das agencias espaciais , tanto que nós escondemos coisas do nosso próprio planeta imagina “coisas” de fora dele…

    Thumb up 16
    • Vega,voce diz em seu comentário (uma parte).

      ————————————————–
      ou talvez tudo esteja ocultado por parte das agencias espaciais ,
      ————————————————-
      Evidente Vega.
      A NASA atual é mais uma FRAUDE DO QUE AGENCIA ESPACIAL.
      Pensam eles que a humanidade está de cérebro atrofiado (bem,uma maioria parece estár),mas não toda a humanidade.

      Logo a NASA vai dizer que papai noel vive no mundo da lua.
      Bem,que la vivem alguns seres intelígentes isso é notório,que a lua não é nossa tambem sabemos,só não sabemos é porque ainda existe a NASA.

      Thumb up 5
    • Na lua vivem os lunícolas, aqui os lunáticos…

      Thumb up 2
    • Einstein, você disse mesmo o que a Priscila disse que você disse?

      Thumb up 3
  7. A vida fora da Terra é evidente, mais o problema vai ser ver a vida fora da terra, poís os nosso telescopios não são capazes de ver tão bem a essa distância, e ua sonda demoraria séculos pra chegar até um planeta vizinho.

    Thumb up 1
    • A vida fora da Terra pode ser provável, mas não evidente. Só será evidente quando encontrarmos provas de sua existência.

      E onde andam os crentes de plantão? Para aqueles que acreditam em uma força superior, a vida extraterrestre já é uma realidade. Se o todo poderoso criou o universo e, por consequencia a Terra, então ele não é deste planeta, logo, é extraterrestre.

      Thumb up 3
    • A vida fora da Terra é uma expectativa, não uma evidência…A não ser que o articulista conheça fatos que os demais mortais não saibam…

      Thumb up 1
    • Nem uma nem outra. A ciência não se baseia em expectativas ou esperanças, se baseia em probabilidade, e a probabilidade da vida extraterrestre é alimentada por inúmeros indícios de potencial, como química orgânica abundante na galáxia e diversidade de lugares potencialmente habitáveis. A probabilidade da vida extraterrestre é tão grande que já ganhou uma ciência própria, a Astrobiologia.

      Thumb up 8
    • O termo “expectativa” é cabível sim. Expectativa é esperança baseada em algum fundamento. Conquanto não seja palavra tipicamente científica, diz muito da atual situação das pesquisas: baseados nos dados disponíveis há expectativa da maioria dos cientistas de que haja vida fora da Terra…

      Entretanto, há que se registrar que não existe unanimidade no meio científico a respeito dessa suposição. Sabe-se de homens de ciência que afirmam: “é praticamente certo que existam seres vivos no cosmo”; outros: “a possibilidade da conjugação de fatores que geraram vida se repetir em outros planetas é remota”; e ainda outros: “vida orgânica no universo é provável, vida inteligente muito difícil”…

      Thumb up 2
    • Expectativa é um termo muito genérico. Pode ser tanto pra algo com indício como pra algo sem indício algum. Ficamos assim então: A ciência só trabalha com expectativas baseadas em indícios e probabilidades.

      Thumb up 5
  8. Quem sabe um dia encontramos vida fora da Terra! Eu acredito que exista a vida em abundância fora da Terra, nas mais váriadas formas, porem ainda não temos o aparato tecnologico para observar isto. Eu acredtito sim que exista, pois porque teria vida somente na Terra com um Universo tão imenso?

    Thumb up 8
  9. Estamos Sozinhos no universo.

    Mas acredito que os humanos vão colonizar outros mundos. Atualmente o espaço pertence às naves robôs e que no futuro levaram esporos e sementes para os astros com condição de abrigar vida.
    A vida surgiu na terra uma única vez e a terra é uma coincidência incrível, sendo o único planeta com água liquida em presença de atmosfera com 20% de oxigênio e também o único com placas tectônicas e temperatura media de água liquida. Se existe outro assim não conhecemos.
    Por aqui nunca ficou provada visita de extraterrestre, sempre são fenômenos naturais conhecidos ou desconhecidos.

    Thumb up 3
    • Correto Thyago.
      Se não conseguimos ver muitos tipos de micróbios a olho nu.então eles não existem.

      Mas eles aí estão e ponto final.

      Thumb up 3
    • Micróbios não são vistos a olhos nu, mas registrados por microscópios e sua ação é objeto de conhecimento por parte da ciência. Extraterrestres não são vistos de forma alguma, nada obstante potentes telescópios que vasculham o espaço. Mesmo assim tem quem ache que sabe tuuuuudo a respeito dessas criaturas…

      Thumb up 1
    • Correto Moi Moimoi.
      Se nós conseguimos ver muitos tipos de micróbios usando microscópios, então eles existem.

      Logo, eles estão aí e ponto final.

      A falácia está em dizer que se não conhecemos todo o universo, logo há vida em outros lugares além da Terra. Ponto final de novo.

      Thumb up 1
    • Já sabíamos dos micróbios antes da invenção do microscópio, pois nada em nosso cotidiano ao longo das eras do passado fora mais latente que a atividade dos microrganismos, desde produtos alimentícios às epidemias massacrantes.
      A ciência revolucionou o mundo baseando-se apenas em erros e acertos sobre o que não conhecíamos, e assim passamos a conhecer. Será que não se pode ter um pouco de credibilidade?

      Thumb up 7
    • Credibilidade!? Os microorganismos, sem serem vistos, deixam evidências de sua existência. E os extraterrestres? Se estiver falando de avistamentos de OVNIs, crop circles e testemunhos de abdução, eu encerro por aqui, não vou ficar discutindo estas “evidências”. Eu só insisto numa coisa: O potencial da existência de vida nos outros planetas não pode ser calculado pela sua capacidade de abrigar a vida enquanto não se estiver certo de como a vida se origina. Todo cálculo que se fizer será, de novo, baeado em subjetividade, fé e intuição.
      Dizendo que não se pode calcular, eu estou sendo muitas vezes mais otimista que os princetonianos. Não vejo nada de mais em se crer que pode existir, o que eu acho embaçado é a certeza de que existem, isso é demais pra mim. Só não digo o mesmo de quem jura que entrou em contato com eles, aí, os argumentos e questionamentos são outros.

      Thumb up 1
    • Como um leigo não ouso ou questiono as prerrogativas das sumidades.

      Thumb up 0
    • Errado de novo. Telescópios não se comparam a microscópios, nem radiotelescópios. O potencial dum telescópio na procura de vida é vastamente menor que o de um microscópio na procura de um microrganismo, a analogia é inútil nesse caso.
      Um telescópio de hoje mal pode ver um planeta, só o podemos detectar por observação indireta, como efeitos gravitacionais. E mesmo com essas limitações, tivemos bons indícios do potencial de vida apenas num raio de 100 anos luz – a galáxia é 1000 vezes maior. Esse potencial está em especial na vida daqui da Terra, formada de compostos que estão entre os mais comuns do sistema solar e do Universo, como hidrocarbonetos e água, já encontrados em nebulosas e atmosferas de exoplanetas.
      Eu levaria uma enciclopédia inteira mostrando dados que apontam que a possibilidade de existir vida extraterrestre é muito maior que a probabilidade de não existir.

      Thumb up 7
    • A possibilidade de existir vida fora da Terra é real. a realidade da vida extraterrena é expectativa, ou seja: pode haver ou não.

      A grande questão em relação ao assunto é que a ciência busca qualquer forma de vida no cosmo (até microbinho vale) e encontrando a festa será para muito tempo. O crente sonha com vida ultra-inteligente, capaz de nos tirar do atraso e, talvez, nos salvar da perdição…

      Thumb up 1
    • Microorganismos só foram conhecidos a partir da segunda metade do século 17. Um pesquisador holandês, por meio de rústico microscópio, pode observar formas se movimentando numa gota d’água. Inicialmente foram chamados “animálculos”.

      O conhecimento das atividades de bactérias na causa de doenças só se deu dois séculos depois, com as pesquisas de Pasteur e outros.

      Thumb up 2
  10. Gostaria de saber por quê agora muitos cientistas (inclusive Dawkins) aceitam a ideia da panspermia?

    Se foi possível a vida surgir por acaso em algum lugar distante do universo, por quê não na própria Terra?

    Será que está ficando tão difícil assim a explicação do surgimento da vida em nosso planeta pela abiogênese ou geração espontânea?

    Se a vida realmente surgiu por acaso + reações químicas + seleção natural, etc. Então, podemos supor esse não é um evento tão improvável assim; já que as leis da física e da química, de alguma forma, tendem para a vida; e que em muitos lugares do nosso universo também devem ter surgido e evoluído formas de vida extraterrestres.

    Só que, seguindo essa linha de raciocínio, é razoável pensar que agora, neste exato momento, deve estar surgindo e evoluindo outras formas de vida no universo e mesmo aqui na Terra; seja ela sendo trazida por asteroides ou sendo gerada em alguma poça, pedaço de lama ou em fontes hidrotermais no fundo do oceano. Mesmo porque, hoje em dia o nosso planeta é bem mais propício ao surgimento da vida do que no início de sua formação.

    Ora, se hoje pode estar surgindo uma nova forma de vida totalmente diferente da nossa em algum lugar por aí, por quê não há mil, dez mil, cem mil, um milhão, dez milhões ou cem milhões de anos atrás?

    Ou seja, era para nós estarmos vendo um monte de novas formas de vida totalmente diferente da nossa surgindo e evoluindo por aí; e não todos sermos descendentes de um único ancestral comum!

    Isso realmente é muito estranho: existir um único ancestral comum!

    Thumb up 8
  11. Hypescience é ótimo canal,porem muitas vezes causa espanto o que vem publicado,assim como esta matéria.

    simples pressupostos. ===planeta Terra é um tipo de aberração planetária,.

    Nestas duas fazes tais cientistas quase dão a entender que este planeta denominado terra é o paraiso de AMEBAS.

    PENSO EU QUE;
    QUANDO NOSSA INTELIGENCIA(TACANHA)NÃO CONSEGUE ALCANÇAR O INCOMPREENSIVEL (para nosso cérebro,evidente),ENTÃO SOBRA APENAS A POBRESA DAS TEORIAS DO PEQUENO CÉREBRO DO HUMANOIDE TERRESTRE.

    Se Albert Einstein não tivesse trocado de dimensão,possivelmente
    trancado como um alienado,sorte dele,fugiu a tempo.

    Thumb up 3
  12. Alguns cientistas e astrónomos são uma desilusão de burrice, infelizmente Carl Sagan já faleceu, e não pode continuar a dar lições a estes imbecis que não percebem nada de nada, nem nunca vão perceber, vão, e vamos ficar sempre ignorantes, sobre este assunto de vida extraterrestre, porque simplesmente há uma ignorância, atraso, e interesses que impedem que se diga a verdade, mas também, apesar de tanta tecnologia, continuamos na pré-história do conhecimento.

    Thumb up 1
  13. Uma breve história: Um vulcão explode ao longo de milênios no fundo do oceano e ao longo de depósitos de sedimentos, forma uma montanha submarina. Imediatamente, a corrente trás uma “semente” que ali cresce e vira um magnífico coral, atraindo milhares de criaturas marítimas que juntos formam um esplêndido manancial de vida. As erupções voltam e novas massas depositadas fazem a montanha emergir como ilha. Uma ilha deserta. Aí as aves migratórias que por ali passavam direto começam a ter a ideia de pousar. As aves são um dos maiores veículos de vida da Terra, carregam parasitas e sementes em seus corpos. Logo a ilha deserta vira floresta.
    Porque duvidar de processos semelhantes em escalas planetárias? E o tal meteorito marciano com bactérias aliens estudado até hoje? Sou um defensor da Panspermia, e a vida viaja pelo cosmos como parasitas de carona a espera de um lugar pra proliferar e evoluir. A vida não surgiu subitamente na Terra, ela veio de carona. O resto da história é fermentação, fotossíntese e evolução.
    Ela pode ter caído em Marte, mas não teve sorte e ambiente para seu progresso, até onde sabemos. Ela pode cair em Titã, se adaptar e evoluir transformando a lua saturnina, se já não o está fazendo.
    A vida encontrará jeitos em outras partes do Universo, visualizo gigantescas medusas luminescentes flutuando no meio de alguma nebulosa absorvendo moléculas orgânicas, que já sabemos que estão lá. No gelo escuro de Plutão, existem criaturas bizarras, um nicho de bactérias e vírus talvez, num estado cristalizado, esperando um momento de sorte, quem sabe o momento em que o Sol virar gigante Vermelha e aquecer Plutão à climas africanos, fazendo fluir sua água e seus compostos orgânicos.
    A biologia nos ensinou que a vida é oportunista, parasitária e proliferadora sempre que tem uma chance. E temos um Universo de chances, acredito não somos uma raridade.
    Pra mim, a vida não é terráquea, nem marciana, nem cometária, mas Universal.

    Thumb up 51
    • A panspermia é mal interpretada. Se quer uma dica, os cometas em suas poderosíssimas reações químicas geram todo tipo de elementos químicos, inclusive cadeias carbônicas e de aminoácidos. Isso é conhecimento milenar.

      Thumb up 6
    • Se pegarmos a linha de raciocínio do teu comentário na reportagem dos Planetas Nômades, da formação de sistemas planetários num processo de entrada de cometas gigantes, poderia ser a Terra um desses, certo?
      Seguindo neste post, o momento da entrada da Terra no domínio solar, que a ascendera como cometa gigante, antes de se estabilizar e se tornar planeta, teria sido neste episódio, nesse momento de intensa atividade, que ganhamos os citados elementos químicos complexos que temos na nossa natureza. Foi o que me ocorreu agora.

      Thumb up 7
    • Eeeexatamente. Entretanto nós continuamos a receber “elementos alienígenas” toda vez que a Terra entra em contato com a cauda de algum cometa ou de algum planeta com atividade cometária recente (Vênus).

      Médicos chineses do século XII já haviam percebido que a quantidade de infecções causadas por vírus da gripe aumentam drasticamente quando a Terra entre em Conjunção Inferior com Vênus. Isso ainda é visto nos nossos tempos. Eu mesmo vi isso acontecer, e vc pode acompanhar pelas notícias.

      Nesses momentos a Terra entra literalmente na cauda cometária remanescente de Vênus, que ainda possui grande atividade química ocorrendo em sua extensão.

      Thumb up 5
    • Quando o cometa IMAGINUS passou próximo a Terra nos anos seguintes a quantidade de contadores de histórias cresceu substancialmente.

      Em breve teremos a visita do cometa MENTYRUS, o que acontecerá então?

      Thumb up 1
    • Moi Moi, apelido estranho mas tudo bem. Já me perguntaram uma vez, porque conversa com o Glauco, se a ideia dele é muitas vezes divergente da tua?
      Muito simples, ele não rotula nem apresenta ideias sem ter argumentos e fontes a citar, essa é a grande diferença entre alguém que sabe opinar e alguém que não sabe. Quem não sabe só o que fará pra defender sua ideia é atacar e ridicularizar a dos outros, pois não tem tese, não tem argumentos, e mal sabe organizar suas fontes. Essa é a grande diferença, entre um opinador que tem conteúdo e um que não tem, que só o quer é chamar atenção para si, ridicularizar a ideia do outro é coisa de troll.
      Nada mais.

      Thumb up 4
  14. A possibilidade de existência de vida em outro planeta é muitíssimo pequena, porém ela existe, então deve ser levada em conta, e comparando ao tamanho do universo me leva a crer que sim, existe vida fora do nosso humilde planeta que destruimos dia após dia.

    Thumb up 0
  15. Mal se sabe como a vida se originou em nosso planeta e em que condições isso ocorreu; então como deduzir isso para outros planetas? Do mais, já vimos que existem bactérias que vivem em condições extremas e inóspitas – algo impensável pra organismos superiores, talvez-, ainda que em todas e todos exista algo que realmente acreditamos que é fundamental: água.

    Thumb up 1
  16. Se todos tivessem noção da imensidão do universo, saberiam que não somos os únicos.

    Thumb up 7
    • Um pequeno exemplo da grandiosidade do universo:

      http://youtu.be/0YGB5u2u8kA

      O vídeo é direcionado à questão “Você sabe com quem está falando?” mas podemos muito bem aplicar a questão:

      “Você acha que tudo isso é somente para nós, MÍSEROS terráqueos?”

      Thumb up 9
    • Desde quando imensidão do universo seja prova de vida abundante?

      Thumb up 0
  17. eu não consigo entender porque as pessoas falam sobre vida fora da terra, não podemos afirmar nada pois criamos um paradoxo, eu acredito em uma teoria própria mas sei que alguém pensa de forma semelhante a mim. Ja imaginaram que talvez sejamos os primeiros? digo alguém tem que ser o primeiro, talvez seja o nosso destino povoar o universo, alguém tem que começar de algum lugar ou seja simplesmente um devaneio mas tudo tem um inicio pensem nisso.

    Thumb up 7
    • Há um espaço de tempo imenso desde a formação dos primeiros sistemas solares até o aparecimento da vida humana. Acho que sermos os primeiros seria mais difícil de acontecer do que a própria inexistência de vida fora do planeta Terra.

      Thumb up 8
    • Mas que sonhador você é! Eu acredito na teoria da reencarnação e evolução, planetas mais ou menos evoluidos que condizem com as caracteristicas de evolução das almas que neles habitam.

      Agora você disse ser o nosso destino povoar o universo??? Coitado do universo!

      Thumb up 3
    • Marcello apresenta proposta interessante: poderíamos ser os primeiros entes vivos inteligentes do universo, por que não? No entanto, é qualificado sonhador; e qual é a solução de Angel? Reencarnação e evolução planetária!

      Quem é o sonhador nessa história?

      Thumb up 2
    • Giovane me desculpa acho que me expressei mal, eu quis dizer que talvez sejamos os primeiro seres inteligentes do universo, sei que existe um espaço de tempo muito grande desde a formação do universo e o sistema solar, mas ambos sabendo que as condições tem que serem favoráveis ou nao tem vida, não discordo de você só queria tentar me expressar um pouco melhor.

      Thumb up 1
    • Ser os primeiros em no universo em que apenas na nossa galáxia há dezenas de bilhoes de estrelas que por sua vez pode habitar outros bilhões de planetas e que por fim pode haver bilhoes de civilizaçoes diferentes é matematicamente impossivel
      Isso pq estamos falando apenas da vida formada como conhecemos
      No nosso próprio mundo há bactérias extremófilas(que vivem em ambientes extremos e totalmente perigosos para os animais e nós humanos)
      Então só ai já da para ter uma idéia do que podemos um dia encontrar
      e ninguém sabe dizer se a vida pode ou não surgir de outras formas. apartir dessas bactérias extremófilas aqui da terra, podemos deduzir que em algum lugar no espaço possa ter uma super bactéria ainda mais extremófila(se assim o correto de se dizer rsrs) que pode ter originado seres inteligentes e resistentes ao calor solar por exemplo.. hipotéticamente falando rsrs

      Thumb up 1
    • eu acho difícil, somos ainda muito ignorantes para compreender todo esse universo

      Thumb up 0
    • É… você não é o único. Já pensei nisso. Mas é realmente difícil manter isso.

      Thumb up 0
  18. O pessoal não compreende nem o que é vida, nunca vão entender o que é vida extraterrestre e nem onde encontrá-la. Eles vivem mais próximos de nós do q vcs imaginam.

    Thumb up 8
    • Com certeza! Eu acho que você é um deles!

      Thumb up 2
    • Não sou eu quem anda com uma gema do Destino num pau!!

      Thumb up 3
    • Você notou?
      :)

      Thumb up 1
    • Glauco,eu nem diria próximo.

      Se pensarmos com bom senso (pensar sério)só existe uma conclusão.

      Assim como tudo, somos HÍBRIDOS.

      Então não estão tão próximos, SOMOS TAMBEM ELES.

      Thumb up 2
    • Será que é por isso que, vez em quando, tenho uma vontade louco de comer um hamburguer jupiteriano? Vai ver sou um et e não sei…

      Thumb up 1
    • Onde vivem os alienígenas, que se diz estão mais perto do que imaginamos? Desconfio que meu vizinho caladão seja um et, há possibilidade?

      Thumb up 1
    • Desenvolva a clarividência e vc vai ver muitos planetas ao nosso redor dentro do nosso próprio Sistema Solar.

      Thumb up 0
    • Existe alguma outra alternativa, ou só mesmo estando canabisado, Glauco?

      Thumb up 1
    • Não viaja!? É, faz sentido! Ver outros lugares sem viajar se aproxima bastante da definição de clarividência…

      Thumb up 0

Envie um comentário

Leia o post anterior:
hitler-mussolini
Problema de gases, cocaína, injeção de libido: o que todas essas coisas têm em comum?

Adolf Hitler

Fechar