Fábrica chinesa de grandes marcas maltrata empregados

Publicado em 12.02.2009

fábrica de teclados

O Conselho Nacional de Trabalho, na China, está investigando uma fábrica de teclado para computadores, na cidade de Donguuan. As condições de trabalho às quais os empregados tem sido submetidos são, praticamente, desumanas. Eles são mal pagos, enganados sobre seus direitos, forçados a fazer horas-extras, submetidos a uma espécie de lavagem cerebral e, quando se machucam no serviço, a assistência médica é negada.

Acha pouco? Então confira algumas das regras apresentadas pela fábrica Meitai (que produz teclados para a Lenovo, HP, Dell e Microsoft):

  • “Empregados devem, constantemente, monitorar uns aos outros” (Regulamento e Disciplina da Fábrica Meitai, capítulo VII)

Infrações punidas com a perda da remuneração por duas horas de trabalho:

  • Estar de um a cinco minutos atrasado para seu turno
  • Não fazer fila corretamente (estar perfeitamente alinhado com os outros) quando estiver no refeitório
  • Não cortar as unhas periodicamente – isso afeta a qualidade do trabalho
  • Usar sapatos do trabalho fora da área de serviço ou depois do expediente
  • Colocar as mãos nos bolsos enquanto está na área da fábrica

Infrações punidas com a perda da remuneração por 4 horas e 30 minutos de trabalho:

  • Responder uma chamada telefônica pessoal enquanto está de serviço
  • Não retirar os olhos do trabalho quando outras pessoas vêm visitar a fábrica
  • Colocar objetos pessoais na mesa de trabalho
  • Escutar música enquanto está trabalhando
  • Retornar ao dormitório depois da hora determinada pela empresa (os empregados dormem nas dependências da Meitai).

Infrações punidas com a perda de remuneração por 7 horas de trabalho:

  • Trocar de camas (no dormitório) sem autorização prévia da empresa (a Meitai marca o lugar de cada um no quarto).

Infrações punidas com a perda da remuneração por um dia e meio de trabalho:

  • Chegar ao trabalho com mais de uma hora de atraso
  • Usar o elevador sem permissão
  • Usar o telefone da empresa para fazer ligações pessoais
  • Visitar os colegas de trabalho durante o horário de serviço
  • Conversar enquanto está trabalhando
  • Tratar os superiores com arrogância

Infrações punidas com demissão:

  • Violar as regras da empresa
  • Fazer parte de organizações ilegais (organizações independentes, as que lutam pelos direitos humanos, por exemplo)
  • Parar de trabalhar ou “enrolar” no trabalho com a intenção de causar tumulto – ou encorajar colegas a fazer isso.
  • Desobedecer a política de “um filho por casal” da China
  • Perder três dias de trabalho
  • Não obedecer ordens
  • Adotar qualquer comportamento similar aos listados acima. [Boing Boing]

Autor: Eduardo Martins

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

12 Comentários

  1. Como esse site nos inspira a cada dia mais buscar conhecimento, esse site é incrível.Este site é fenomenal.

    Thumb up 0
  2. É por isso que ela oferece teclados para várias marcas… Disciplina é um fator muito crucial, em tudo…

    Mas a escravidão, ah, isso já passou, porque a usam hoje em dia? ¬¬

    Thumb up 0
  3. Nossa que terrível. Esta é uma boa oportunidade para os EUA libertar esse povo tão sofrido, acabar com o comunismo e tal. Ah, ia me esquecendo, a China tem bomba Atômica…. e o maior exército do mundo… Então deixa pra lá.

    Thumb up 2
  4. Não vão pensando que no Japão a coisa é muito melhor não… claro, lá eles conhecem seus direitos e são bem remunerados.

    Mas é uma prática comum dos orientais serem arrogantes com seus subordinados. Por exemplo, mulheres costumam ser as operárias no Japão e os homens os executivos. O argumento é a habilidade manual das mulheres, mas de fato é machismo mesmo!

    Se um homem faz algo bobo de errado, seu superior o humilha aos gritos na frente de todo mundo, e o subordinado tem que ficar ouvindo e no máximo balançar a cabeça, afirmando a culpa.

    No Brasil achamos isto um absurdo porque, embora aqui não seja o paraíso, temos uma cultura ocidental “baseada” na americana. Então podemos muitas vezes não concordar com as situações que alguns patrões nos impõe(o que comprova que temos muito assédio moral ainda). É claro, seremos demitidos após algum tempo sem justa causa. ;-)

    Não estou dizendo que lá na China a coisa é igual. Lá está muito pior. Mas em níveis DIFERENTES o “assédio moral”, a capacidade dos superiores nas empresas de manter seus empregados super obedientes, existe em todo o mundo…

    Espero ter contribuído!!

    Thumb up 4
  5. Isso num é o primeiro nem o ultimo caso da China.

    Porque acham que conseguem vender equipamentos tão barato. Materia-prima num é, pois a maioria eles compram do Brasil, mas é a mão de obra praticamente escrava.

    O sonho do chines é trabalhar em empresa americana na China, porque tem horario de almoço e ferias =/

    é lastimavel a situacao, pra resolver tem que ir direto em quem encoraja isso, O governo Chines !!

    Thumb up 1
  6. Então quer dizer que é como se eu estivesse matando um Chines a cada letra digitada no meu teclado da Microsoft novinho que eu comprei hoje?! Deus abençõe que eu nunca pare de digitar, já temos gente suficiente no mundo…

    aseuhasuehse, humor negro a parte… isso é um problema CULTURAL! Polícia nenhuma vai conseguir interferir nisso mesmo porque os empregados não querem que haja intervenção, é o ganha pão deles, se eles pararem por causa de investigação eles param de COMER, e você acha que eles preferem trabalhar nessa porcaria e comer ou ter uma chance de trabalhar com dignidade e passar fome, junto com toda sua família? É problemática a situação… isso só se resolve com anos e anos e anos e anos e anos… de informação CORRETA para a população.

    Ótima matéria, espero que meu comentário tenha acrescentado algo! ^^

    Thumb up 2

Envie um comentário

Leia o post anterior:
genshock-grande
Carro gera energia a partir de buracos na pista, economiza combustível

A melhor invenção pa...

Fechar