Heterocromia: a beleza dos olhos multicoloridos

Publicado em 23.11.2011

Uma das muitas variações fascinantes entre os humanos (e outros animais) é a heterocromia – termo usado para descrever olhos com cores diferentes em uma mesma pessoa. Causada por excesso ou falta de melanina, a heterocromia pode ocorrer como resultado da genética, doença ou machucado. Mas uma coisa é fato: é sempre interessante!

Há três tipos diferentes de heterocromia do olho: completa, setorial e central. Completa é quando cada um dos olhos têm cores diferentes – por exemplo, um castanho e outro azul – e talvez seja a mais impressionante.

A setorial ocorre quando há duas cores diferentes na mesma íris – um toque de uma segunda cor diferente da dominante.

A última, central, ocorre quando a íris têm dois ou mais “círculos” de cor – por exemplo, azul com um arco dourado perto da pupila ou externamente. Pessoas com esse tipo de heterocromia são chamadas algumas vezes de “olhos de gato”.

O surpreendente é que existem apenas três pigmentos que aparecem na íris: azul, castanho e amarelo. A quantidade de cada um define a cor final do olho.

A heterocromia é relativamente rara – afeta cerca 11 em cada 1.000 pessoas nos EUA. Pode ser herdada dos pais e surge da combinação de vários fatores, genéticos e adquiridos. E não é necessariamente um sinal de fraqueza genética.

Ela talvez seja incomum, mas saiba que muitas celebridades a possuem, como Kate Bosworth, Jane Seymour, Mila Kunis e Michael Flatley. Talvez a diferença os ajude a sobressair entre a multidão.

Animais também podem desenvolver ou nascer com heterocromia; huskies e gatos – principalmente gatos brancos – são particularmente conhecidos por isso.

Olhos afetados pela heterocromia estão entre os mais bonitos do mundo – surpreendentes e, para alguns, cheios de mistério. Os olhos podem dizer muito sobre uma pessoa,não?[EnvironmentalGraffiti]

heterocromia

Autor: Bernardo Staut

é estudante de jornalismo e interessado por povos, culturas e artes.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

67 Comentários

  1. Tenho heterocromia central: a parte de fora da íris é um verde-acinzentado escuro (herança materna) e a parte de dentro é cor de oliva com um pouco de dourado (herança paterna). Acredito que herdei esta condição de meu pai, que tinha a parte de fora castanho avermelhado e a de dentro dourada.

    Thumb up 2

Envie um comentário

Leia o post anterior:
youtu
Como fazer um vídeo se tornar viral no Youtube?

A nova onda dos publ...

Fechar