Primeiros animais voadores: dinossauros fizeram incríveis adaptações

Publicado em 7.07.2011

Segundo um novo estudo, os primeiros animais que voaram não recuaram diante de um pouco de competição. Na verdade, esses répteis voadores, ou pterossauros, tentaram todos os tipos de coisas para continuar à frente quando as aves chegaram ao local: de comer sementes em vez de carne a perder todos os dentes.

Os pesquisadores dizem que esse padrão de evolução é incomum. Normalmente, quando um novo grupo de animais ou plantas evolui, eles rapidamente testam todas as opções. Eles acreditavam que o mesmo teria ocorrido com os pterossauros. Porém, eles não começaram a evoluir até depois que as aves apareceram.

Os cientistas analisaram 50 espécies diferentes de pterossauros, que vão desde o tamanho de um pássaro melro ao tamanho de uma girafa.

O pterossauro do tamanho de uma girafa, Quetzalcoatlus, tinha uma envergadura de 12 metros. Ele podia atravessar pradarias abocanhando pequenos dinossauros, assim como uma ave moderna pode alvejar rãs e sapos.

Os resultados revelaram que os pterossauros eram três vezes mais diversos 125 milhões de anos atrás do que eram antes das aves evoluírem. Aves e répteis voadores dividiram o céu até 65 milhões de anos atrás, quando a extinção em massa que matou os dinossauros tiraram figuras como o Quetzalcoatlus da paisagem.[LiveScience]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 25 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

21 Comentários

  1. Não sou contra a evolução,muito pelo contrario,mas ainda é um mistério o real funcionamento dela já que ainda não podemos reproduzi-la em laboratório,outra coisa mais intrigante é como o dna dos seres vivos pode acumular informação conforme o passar das gerações se em análise laboratorial não foi notada nenhuma diferença entre varias gerações de ratos,ainda temos muita coisa a aprender com a natureza.

    Thumb up 4
    • amigo vc esta se confundindo com a teoria de Lamarck (Jean Baptista Lamarck).
      pois ele afirmava em sua teoria que na evolução os animais passam suas adaptaçoes para o seus descendentes, o que é um grande erro ja que a ciência ja provou que adaptaões não ‘viram alelos’, que possa ser transmitida de um ser ao outro.

      ja na teoria (que ainda faltam lacunas para serem preenchidas em pratica) mais aceita é a de Darwin (Charles Darwin), que fala sobre a seleção natural. que fala sobre novas gerações de descendentes diversificadas umas das outras, e a natureza faz o processo de seleção, EX: ‘na evolução das girafas. As girafas que nasciam com pescoço curto acabavam morrendo, pois onde existe girafas são os locais onde a fonte de alimento era as folha das arvores, que por sua vez evoluiram de modo a crescer.

      Acim apenas os sobreviventes geram descendentes.

      (materia de ensino medio)

      fontes: EU (agradeço a excelente professora de biologia que eu tive)

      espero ter ajudado XD!

      Thumb up 2
    • amigo leia com atenção! isso se chama interpretação de texto, o qual, fala sim que os pterodactilos não são dinossauros, mas que eles dividiram o ceu com as ‘aves'(que no caso é um dinossauro tomando o ar, apesar de que não esteja 100% afirmado isso!).

      Thumb up 2
    • **Pterossauros** desculpe-me pelo erro

      Thumb up 3
  2. Primeiros relógios digitais: relógios suíços, à corda, fizeram incríveis adaptações. Absurdo? Parece-me que um ser vivo é bem mais complexo que um relógio para ajustar-se sozinho. Realmente, crer na evolução exige um grande exercício de fé!

    Thumb up 6
    • Crer na evolução exige bem menos exercício de fé, do que crer no criacionismo.

      Thumb up 20
    • “X”, você acertou na mosca ao emitir este comentário. A evolução está muito bem documentada, e um dos seus maiores defensores é o escritor Richard Dawkins. Quem quiser conferir, leia o livro “Evolução, o maior espetáculo da terra”.

      Thumb up 17
    • Relógios se reproduzem e sofrem mutações que são passadas hereditariamente?
      Não?
      Então seu exemplo não faz o menor sentido para tentar derrubar a evolução…

      Thumb up 21
    • Diferente da historia da cobra q fala. do cara q abre um mar… da virgem q teve o filho do criador do universo
      ctz essas historias são mt mais plausíveis

      Thumb up 12
    • Avestruzes nao podem voar porque sao grandes de mais, agora vao me dizer que esse BOING 747 do mundo animal decola?

      Thumb up 8
    • asas de avestruz são pequenas demais, não dá pra levantar voo

      Thumb up 17
    • Ah ta! e a dele e super gigante! essas asas dele nao levantariam nem o pescoço dele! :] (nao to questionando a teoria evolucionista, ela tem base, so to questionando esse ancestral ai)

      Thumb up 6
    • Pois é yagor, vai ver essas asas são apenas enfeite para atrair femeas, igual um pavão.

      Thumb up 4
    • A imagem acima engana: se olhar bem um dos dedos do Quetzalcoatlus está dobrado para trás dando a impressão da “asa” ser apenas do ombro até o solo. No artigo diz claramente “O… … Quetzalcoatlus, tinha uma envergadura de 12 metros.”. Isso é praticamente duas pick-ups ford f-250 cabine dupla juntas, Com certeza esse bicho pôde voar.

      Thumb up 13
    • Só que nesse exemplo, o que está de asas abertas, pelo topete e o rabinho, provavelmente é um pteranodonte. Aí tem uma comparação entre espécies: http://exeldim.site40.net/exelixi/erpeta/pterosavroi/eikones/megethos.JPG
      A legenda é essa:
      1. Quetzalcoatlus sp.
      2. Quetzalcoatlus northropi
      3. Rhamphorhynchus longiceps
      4. Preondactylus buffarinii
      5. Cearadactylus atrox
      6. Pterodactylus elegans
      7. Dsungaripterus weii

      Thumb up 2
    • Oops… A comparação não mostra o pteranodonte, mas dá pra ver a proporção das asas do quetzalcoatlus.

      Thumb up 2

Envie um comentário

Leia o post anterior:
monstrosdomar
Porque os cientistas deveriam estudar monstros do mar

Do monstro do lago N...

Fechar