Quer economizar? Coma menos comida barata

Publicado em 10.03.2010

Há várias maneiras de economizar com comida durante tempos difíceis – incluindo juntar aqueles famosos cupons de desconto. Mas se você quer aproveitar a situação e transformar tempos de cachorros magros em uma oportunidade de perder peso também a solução é simples: compre menos comida.

Ou pelo menos, compre menos comida barata. De acordo com uma pesquisa, a taxa de diabetes, obesidade e problemas associados com o sobrepeso aumenta quando o preço de “porcarias” (fast food, salgadinhos, frituras) cai, e vice-versa. Isso parece óbvio: afinal, quanto mais barato é comer um sanduíche as chances de você fazer isso são maiores.

Então acabamos comendo porcarias com a ilusão de que estamos economizando dinheiro quando, na verdade, o dinheiro será gasto na academia ou em shakes diet depois – isso se a grana não for parar na mão de algum médico, depois que você desenvolver alguma doença como diabetes.

Antes de se jogar em uma promoção de “por mais 50 centavos sua porção de batatas fritas será extra-grande” pensando que está economizando, é bom pensar duas vezes. [LiveScience]

Autor: Luciana Galastri

é jornalista. Viciada em livros, lê desde publicações sobre física a romances de menininha do estilo "Crepúsculo". Toca piano desde os oito anos de idade e seu estilo de música preferido é o metal.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

5 Comentários

  1. E como sai, e preço maior que se paga muitas vezes é a saude, que é uma de nossa maiores riquezas!

    Thumb up 1
  2. acredito que o barato sai caro sim, e devemos investir em qualidade, e não quantidade.

    Thumb up 0
  3. O restaurante universitario de minha universidade está fechado nesse semestre, e estou indo em um restaurante muito melhor em qualidade aliado a isso com atividades fisicas que já praticava perdi 4kg em um mês, anteriormente pertia de 1,5 a 2 kg/mes(apenas atividade fisica)

    Thumb up 0
  4. Acredito plenamente neste artigo e tenho provas suficientes na minha família, principalmente quanto à taxa de diabetes e do colesterol ruim.

    Thumb up 0

Envie um comentário

Leia o post anterior:
conc
Terremoto move cidade três metros no Chile

O último grande terr...

Fechar