15 coisas maravilhosas acontecendo pelo mundo agora mesmo

Por , em 15.08.2017

Em alguns momentos, parece que só existe desgraça e tristeza no mundo. Não é bem assim. Um monte de pessoas incríveis estão fazendo coisas realmente boas agora mesmo.

Às vezes, essas notícias simplesmente não recebem tanta divulgação quanto merecem. Aqui no Hype, no entanto, achamos que elas merecem ser manchetes:

1. Médicos reverteram o dano cerebral de uma menina de 2 anos


Pesquisadores dos EUA conseguiram reverter danos no cérebro em uma garotinha de dois anos que se afogou em uma piscina, e foi ressuscitada somente após duas horas de seu coração ter parado.

A falta de oxigênio em seu cérebro causou lesões profundas na matéria cinzenta e atrofia cerebral.

Surpreendentemente, graças a um curso de tratamentos de oxigênio – incluindo oxiboterapia hiperbárica – administrado por uma equipe da LSU Health New Orleans e da Universidade de Dakota do Norte, os médicos puderam fazer a criança voltar a se comunicar, andar e muito mais.

2. Estamos finalmente chegando perto de alcançar a fusão nuclear sustentável


A fusão nuclear poderia ser a chave para produzirmos energia quase ilimitada com poucos subprodutos, mas os pesquisadores têm tido grandes dificuldades em criar uma máquina que pudesse controlar de forma sustentável uma reação tão poderosa.

No final de 2015, porém, a Alemanha ligou um reator maciço de fusão nuclear que conseguiu conter uma explosão quente de plasma de hidrogênio.

Outros países, como a Coréia do Sul e a China, também alcançaram reações recorde em suas próprias máquinas de fusão.

O Reino Unido, por sua vez, ativou um tipo revolucionário de reator que agora está gerando plasma de forma sustentável dentro do seu núcleo.

Os cientistas preveem que, graças a todos esses novos avanços, devemos ser capazes de obter energia de fusão nuclear até 2030.

3. Estamos desvendando mistérios do universo


Você provavelmente já está familiarizado com a descoberta das ondas gravitacionais, feita em 2015.

Desde então, vários avanços têm sido feitos e, com uma nova série de detectores espaciais chegando até 2034, em breve poderemos usá-los para testar muitas hipóteses loucas, incluindo a ideia de múltiplas dimensões dentro do nosso universo.

4. Estamos muito perto de erradicar uma segunda doença do planeta


Já nos livramos da varíola, e agora estamos à beira de destruir a doença do verme-da-guiné, um pesadelo vivo que penetra dolorosamente na pele das pessoas.

No início de 2015, apenas 126 casos do parasita foram relatados em todo o mundo, principalmente graças a um filtro barato e engenhoso que impede que as pessoas sejam contaminadas através da água.

Em maio deste ano, houve apenas cinco casos registrados.

5. E a próxima vítima pode ser a poliomielite


Desde que a Iniciativa Global de Erradicação da Poliomielite foi lançada em 1988, a incidência global da doença diminuiu 99,9% graças a vacinação.

Apenas 19 casos do vírus foram relatados globalmente em 2016. Até agora, em 2017, somente oito casos foram confirmados.

6. Estamos mais perto do que nunca de ter uma droga que pode tratar os sintomas do autismo


Um estudo clínico americano pequeno, mas promissor mostrou que uma droga de 100 anos chamada suramin pode melhorar de forma mensurável os sintomas do transtorno do espectro do autismo em crianças.

Há muito mais trabalho pela frente, mas esta é a primeira vez que chegamos tão perto de ter um tratamento que possa aliviar os sintomas dessa condição.

7. Os cientistas estão trabalhando em uma peneira à base de grafeno que transforma a água do mar em água potável

Texture of Carbon Fiber Sticker

Como se o grafeno não fosse suficientemente incrível, em abril deste ano os pesquisadores descobriram que ele pode ajudar na dessalinização da água do mar.
Uma membrana feita de óxido de grafeno é capaz de peneirar o sal diretamente dos oceanos.

Nesta fase, a tecnologia ainda está limitada ao laboratório, mas, caso se torne realidade, pode transformar um dos nossos recursos mais abundantes, a água do mar, em um dos mais escassos – água potável.

8. Você não precisa mais pagar valores altos para acessar pesquisas científicas revisadas por pares


A comunidade científica está lutando contra os preços malucos para acessar o conteúdo de pesquisas em revistas revisadas por pares.

Um novo estudo mostrou que mais de um quarto de todos os artigos científicos já estão disponíveis online gratuitamente, graças ao aplicativo Unpaywall.

9. Os cientistas pensam que poderão reverter a perda de memória do Alzheimer


Uma enzima que interfere com os principais processos de formação de memória em pessoas com doença de Alzheimer agora pode ser alvejada especificamente, graças a descoberta de uma proteína que lhe permite fazer isso.

10. Descobrimos uma vitamina que poderia reduzir a incidência de defeitos congênitos e abortos espontâneos em todo o mundo


No que os cientistas chamam de “a descoberta mais importante para mulheres grávidas desde o folato”, um estudo de 12 anos revelou que as mulheres poderiam evitar abortos espontâneos e defeitos congênitos simplesmente tomando vitamina B3 durante a gravidez.

11. Os pesquisadores estão finalmente começando a entender como podemos reparar lesões da medula espinhal


Não há nada simples sobre reparar lesões da medula espinhal. Mas novas pesquisas conseguiram entender melhor como esse processo funciona e, em particular, como o corpo pode se reparar com um pouco de incentivo de cirurgiões.

Ao finalmente entender como as lesões da medula espinhal podem se curar, temos a promessa de tratamentos ainda mais efetivos que poderiam quem sabe até reverter a paralisia e outros danos ao sistema nervoso.

12. Hyperloops estão chegando


O sistema de transporte hyperloop é uma ideia de Elon Musk que promete transportar pessoas em tubos a velocidades loucas de aproximadamente 1.126 km/h. Ou seja, só levaria trinta minutos para viajar de Nova York a Washington DC, ao invés de quase cinco horas.

Testes estão sendo construídos nos EUA, Holanda, Eslováquia e República Tcheca. O objetivo é ter um sistema de hyperloop entre Amsterdã e Paris até 2021.

13. Os cientistas estão lutando contra a resistência aos antibióticos


A Organização das Nações Unidas declarou a resistência aos antibióticos uma “ameaça fundamental” à saúde global. Alguns cientistas preveem que poderia matar 10 milhões de pessoas anualmente até 2050.

Mas nem por isso jogamos a toalha. No início deste ano, pesquisadores anunciaram o desenvolvimento de uma molécula que reverte a resistência aos antibióticos em várias cepas de bactérias ao mesmo tempo, tornando-se um dos avanços mais promissores na luta contra as superbactérias.

Além disso, a estudante de doutorado australiana Shu Lam sugeriu uma maneira de matar bactérias sem antibióticos. Ela desenvolveu um polímero em forma de estrela que pode matar seis estirpes de superbactéria sem o uso de drogas, simplesmente destruindo suas paredes celulares.

14. A NASA disponibilizou todas as suas pesquisas para o público gratuitamente


No ano passado, a NASA anunciou que qualquer pesquisa publicada financiada por ela estará disponível gratuitamente, lançando um novo portal público que qualquer pessoa pode acessar.

O arquivo online gratuito vem em resposta a uma nova política da agência espacial, que exige que todos os artigos de pesquisas financiadas por ela em revistas revisadas por pares se tornem publicamente acessíveis no prazo de um ano a partir da publicação.

15. Os cientistas recentemente classificaram um novo tipo de aurora, nomeada Steve


Conheça Steve, a aurora de prótons!

O novo fenômeno astronômico parece uma fita de luz cintilante, e foi detectado nas altas latitudes do hemisfério norte.

Quando olhamos para uma imagem dessa, a vida não parece tão ruim, não é mesmo? [ScienceAlert]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (47 votos, média: 4,79 de 5)

2 comentários

  • Ariane Cristina:

    Tanta imagem legal nesta matéria e na hora de compartilhar aparece aquela do verme no pé que dá aflição, poxa!

  • Karin Bertioga:

    Confesso que fiquei extremamente emocionada.

Deixe seu comentário!