Sonda lunar fotografa locais de aterrissagem das missões Apollo

Por , em 20.07.2009

Aqueles que suspeitam que as aterrissagens lunares da Apollo foram falsificadas podem ter problemas para argumentar agora com a divulgação de novas imagens feitas em órbita dos equipamentos e caminhos percorridos pelos astronautas da espaçonave e deixados na poeira lunar nos anos 1960 e 1970.

As imagens foram tiradas pela sonda especial da NASA, a Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO), menos de mês após a decolagem da Apollo. “Acredito que essa é a primeira vez que o equipamento da Apollo é mostrado a qualquer um na era pós-Apollo,” Richard Vondrak, cientista do projeto LRO no Centro Goddard de Voo Espacial da NASA em Greenbelt, Maryland, EUA, contou aos repórteres na sexta-feira 17.

lro fotografia missões apollo

Esta é apenas uma espiada inicial. Essas são apenas as primeiras de muitas imagens que virão… de agora em diante elas irão apenas melhorar,” afirma Michael Wargo, cientista lunar chefe na sede da NASA em Washington, DC.

lro fotografia missões apollo

O LRO decolou em 18 de Junho para funcionar como o primeiro explorador da NASA, em uma tentativa de enviar astronautas de novo para a lua. A sonda examinará locais de pouso em potencial, procurar por evidências de água congelada e testar os efeitos da radiação espacial em tecido humano simulado.

O LRO atualmente orbita a lua em uma longa elipse ao redor dos pólos, passando pelo pólo sul lunar a uma distância de cerca de 30 km e passando a 200 km acima do pólo norte.Uma vez que seus instrumentos estão calibrados, LRO irá disparar seus propulsores e entrar em uma órbita circular a cerca de 50 km da superfície da lua.

O mais próximo que o LRO chegou da superfície lunar enquanto produzia essas imagens foi a 100 km, e o fez enquanto tirava as fotos dos locais de aterrissagem da Apollo.

Mas a resolução das próximas imagens deve melhorar a medida que a órbita da sonda muda, de acordo com o que Mark Robinson da Arizona State University contou aos repórteres na sexta-feira em Temple. Robinson é o cientista chefe da câmera da sonda.

Mesmo assim, as imagens futuras dificilmente serão nítidas o bastante para revelar se a bandeira americana plantada durante a missão da Apollo 11 ainda está em pé.

Mas a primeira leva de imagens mostra claramente os módulos lunares, que trouxeram os astronautas ao chão, na superfície, de cinco das seis aterrissagens lunares Apollo (espera-se ver o outro, da missão Apollo 12, em um futuro próximo).

lro fotografia missões apollo

Sombras dos módulos, que medem cerca de 4 metros de comprimento, também podem ser vistas.

A imagem do local da Apollo 14 também mostra pegadas de um caminho feito pelos astronautas enquanto eles iam de um local de aterrissagem a ponto de pacotes de experimentos montado a mais de 100 metros de distância.

As imagens feitas pelo LRO dos locais da Apollo devem servir como mais que apenas fotos bonitas, afirma Robinson. Ver os rastros desaparecerem com o tempo pode revelar a extensão da atividade elétrica na superfície que pode fazer com a poeira levite, algo a ser levado em consideração pelos engenheiros que projetam postos lunares, uma vez que a poeira pode afetar a saúde dos astronautas.

Contar crateras formadas desde as visitas da Apollo pode revelar também mais sobre a freqüência de impactos na lua. [New Scientist]

lro fotografia missões apollo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 4,67 de 5)

55 comentários

  • PHAS:

    Prezados. Segue no link o documentário completo – Moon Machines [2008] – mostrando passo a passo, o esforço conjunto e monumental, de algumas das centenas de milhares de pessoas comprometidas (em alguns casos ao custo das próprias vidas) em tornar o feito possível:

    http://goo.gl/0VUV5X
    (Legendas em inglês)

  • leandro balbino:

    pra mim isso serve como prova, eu tinha um pouquinho de duvida devido ao fato de o ceu nas fotos e filmagem nao ter estrela e porque nao tinha levantado poeira na aterrisagem e porque os estados unidos estava querendo impressionar a russia, mais todos argumentos sao muito fracos e faceis de esplicar

  • Vaguiner de Carvalho:

    O que vocês acham dessas imagens da nasa:
    Veja, na primeira foto abaixo, como parece que até ajuntaram um montinho de terra antes de colocarem esse pé do módulo lunar onde ele se encontra.

    http://www.hq.nasa.gov/office/pao/History/ap11ann/kippsphotos/5920.jpg

    Na 6a expedição, o pé do Módulo Lunar aparece como deveria ser: afundado no solo da Lua.

    http://www.hq.nasa.gov/office/pao/History/alsj/a17/AS17-134-20388.jpg

    • Cesar Grossmann:

      Vaguiner, quando você diz “como deveria ser”, você está dando a tua opinião pessoal ou é o resultado de uma simulação das condições da Lua e do pouso lunar, levando em conta todos os fatores, como, por exemplo, VELOCIDADE LATERAL?

      É algum especialista que disse que na segunda foto o que vemos é “como deveria ser” e na primeira, não?

      Ou será que é mais um “especialista de internet”, que nunca estudou o assunto?

  • Alexandre Neuwert:

    São por causa dessas fotos “provas” que minhas dúvidas aumentam!

    Alexandre neuwert

    • Cesar Grossmann:

      Pôxa, a sonda fotografa o local de pouso com riqueza de detalhes suficiente para ser possível ver a trilha dos passeios dos astronautas, e localizar na paisagem as fotos feitas, na sequência que foram feitas, dando uma prova da consistência interna das evidências, e combinado com as próprias fotos feitas do alto, uma confirmação independente, e isto aumenta as tuas dúvidas?

      Como é que uma prova que aumenta a consistência de todas as provas, que se encaixa perfeitamente no que os astronautas relataram, nas filmagens feitas, nas fotos feitas, contribui para aumentar as dúvidas?

      Isto, para mim, tem uma resposta só: fanatismo. A crença na fraude virou uma religião. E quanto mais provas do pouso você apresenta, mais as pessoas duvidam. É uma inversão total, em vez das provas ajudarem a aumentar a confiança na veracidade do fato, elas aumentam as dúvidas. COMPLETAMENTE IRRACIONAL, se quer saber…

  • Gustavo:

    Essas fotos foram tiradas em infra-vermelha?
    se sim as sombras estam certas mas se naum!!
    ai a coisa fico se ria! -_-

  • Fabio:

    estas fotos não estão com cara de serem verdadeiras…

    • Cesar:

      Por quê, Fabio?

  • Rodrigo Paim:

    É engraçado como nem mesmo a URSS, que terminou perdendo a corrida espacial, corrida que ela gastou bilhões na tentativa de ganhar, apontou fraude americana.

    Mas, agora, décadas depois, qualquer pessoa faz 5 minutos de pesquisa no Google, provavelmente em sites não muito confiantes, e se acha mais esperta que todos os especialistas do mundo no assunto.

    Os americanos não só foram a Lua, como falta pouco pra construirem uma base lá, o único problema é que virou moda o congresso americano cortar verba da NASA toda vez que quer “poupar” dinheiro. Mas o dinheiro dos militares eles não tiram…

    • Rodrigo Duarte:

      Mas q corrida ? que bilhões ? Os EUA fizeram uma corrida sozinhos, em nenhum momento a URSS entrou na corrida, até pq qnd das Apolos, os russos já haviam enviado sondas automatizadas pra Lua, e de la voltaram com amostras de solo.
      A URSS ganhou a corrida espacial, os EUA fizeram marketing de ir a lua só para propaganda interna.

      Agora se foram ou não, acredite ou não, isso é assunto para debate, de um lado os fanáticos do sim e outros do não. Eu particularmente adoro argumentar e pensar com a minha propria cabeça.
      abs,

    • Cesar Grossmann:

      Rodrigo, os Soviéticos construíram um foguete maior e mais poderoso que o Saturn V na mesma época, só que o mesmo explodiu duas vezes na plataforma de lançamento. Os Soviéticos estavam, sim, na corrida espacial. Eles desistiram quando o N-1 explodiu a segunda vez, e se contentaram em mandar sondas para recolher amostras. E eles tentaram, mas não conseguiram trazer amostras antes da Apolo 11.

  • Cesar:

    Adriano, deixa eu te apresentar a curadoria das amostras lunares:

    http://curator.jsc.nasa.gov/lunar/index.cfm

    Qualquer um que queira fazer um trabalho científico e que necessite de amostras lunares, pode fazer um pedido. Se o pedido for aceito, são enviados pelo correio 2 microgramas de solo lunar, conforme especificado pelo interessado (todo o solo está classificado de acordo com missão, local de coleta, tipo de rocha, etc.). 2 microgramas parece pouco, mas a maioria dos cientistas usa bem menos que isto para fazer análises em espectrógrafos de massa, e acaba devolvendo parte das amostras para a NASA, seguindo protocolo da própria NASA. Todos os anos são enviados cerca de 400 amostras para cientistas do mundo inteiro.

    Sobre a amostra que estava no museu holandês, ela não foi enviada pela NASA, apenas alguém presenteou o museu e disse que se tratava de amostra de solo lunar obtida pela NASA. Quem recebeu a amostra não entendia nada do assunto, tanto que colocou a suposta amostra em exposição, e o primeiro geólogo que botou os olhos na tal amostra logo descobriu se tratar de madeira fossilizada, coisa que obviamente não tem na Lua. Agora, se você puder provar que foi a NASA quem mandou a suposta amostra de solo lunar…

    Em 1969 foram enviadas para cerca de 135 nações amigas uma amostra de solo lunar acondicionada em uma placa de plástico, que foi coletada na última missão Apolo. O Brasil recebeu uma amostra, e, como ela foi um presente, ficou com o presidente que a recebeu, o Médici. Esta amostra foi para um museu em Bagé, e algum tempo atrás eles estavam tentando leiloar o mesmo:

    http://fantastico.globo.com/Jornalismo/FANT/0,,MUL691381-15605,00.html

    As amostras de solo lunar são tidas como autênticas pelos especialistas:

    http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,,OI2997968-EI302,00.html

    Aliás, existe uma turma que quer descobrir onde foram parar as amostras de solo lunar distribuídas pelo Richard Nixon.

    http://www.collectspace.com/resources/moonrocks_apollo11.html

  • Adriano Moraes:

    Ok Cesar, quero dizer que entendo sua indignação com tipos como eu, mas essas amostras dão mais o que falar ainda,
    fiz algumas pesquisas, e cada vez mais fica evidente a farsa. Do raríssimo material existente sobre as análises das tais “amostras lunares” retirei um texto da superinteressante, e coloco abaixo as partes que achei mais superinteressantes, e mais abaixo o texto inteiro, e tem também o caso do escãndalo com uma amostra que foi doada para a Holanda, mas vou pesquisar mais sobre esse e outros fatos e outra hora venho encomodar de novo:

    à espera de que os cientistas da NASA retomem os estudos sobre a origem e evolução da Lua;

    os cientistas descobriram por exemplo que a Lua tem a mesma idade da Terra; ha, ha ,ha essa é ótima cesar,
    que coincidência,

    os pesquisadores da NASA dividiram as 2 mil pedras originais em 70 mil pedaços; mas pra que pulverizar as coitadas desse jeito? ha, ha, ha,

    Texto da super:
    As amostras de rochas trazidas do solo lunar estão guardadas no Centro Espacial Johnson, no Texas, à espera de que os cientistas da NASA retomem os estudos sobre a origem e evolução da Lua.
    Os 385 quilos de amostras do solo lunar trazidos pelas seis naves Apoio que pousaram no satélite estão quase intactos e guardados em lugar seguro à espera de que os cientistas retomem os estudos sobre a origem e evolução da Lua. Analisando aquelas rochas, os cientistas descobriram por exemplo que a Lua tem a mesma idade da Terra e foi submetida a um intenso bombardeio de meteoritos que terminou há 3,8 bilhões de anos. Na euforia que se seguiu à conquista do satélite há vinte anos (SI n.º 6, ano 3), os pesquisadores da NASA dividiram as 2 mil pedras originais em 70 mil pedaços, muitos dos quais andaram de museu em museu. Atualmente, a maioria está guardada no Centro Espacial Johnson, no Texas, um andar e meio abaixo do solo, numa caixa forte com paredes de concreto de 45 centímetros de espessura e uma blindagem de aço de 6 milímetros.

  • Cesar:

    Adriano

    Quem disse que as pedras são iguais a pedras terrestres mentiu. Elas tem a mesma composição química, mas possuem isótopos em uma proporção completamente diferente, compatível com centenas de milhões ou bilhões de anos de bombardeio por radiação cósmica. Além disso, tem todos os sinais de pedras que se formaram em um ambiente sem oxigênio e sem umidade – a Lua.

    E não podem ser falsificadas.

    • Rodrigo Duarte:

      Perdão Cesar, tudo, absolutamente tudo pode ser falsificado, a questão é por quanto tempo e a q custo.

    • Cesar Grossmann:

      Por que falsificar uma coisa que eles podiam fazer? E por que falsificar algo que outros poderiam desmascarar? Não faz sentido algum.

  • Adriano Moraes:

    O caso é que…se quem não acredita nem naquelas bem feitas imagens (porém com falhas, como todos os filmes de ficção ou não), por quê acreditaria em um monte de pedras, das quais, segundo as análises, são pedras idênticas as da terra. As provas sobre a chegada do homem na lua estão bem parecidas com as tentativas de provar que existem discos voadores.

  • Rodrigo Paim:

    Se fossem apenas filmes e fotos eu também duvidaria.

    Mas são 400 kg de rochas lunares, testemunhos, dados, espelhos deixados pelos astronautas, sabe, eu não estou afim de ficar muito tempo aqui, então recomendo ler as respostas do Cesar.

  • Cesar:

    Fernando, não existem só fotos e filmes antigos para provar que o homem foi à Lua. Tem quase 400 kg de amostras de solo e rochas lunares que não podem ser falsificadas. Existem os dados científicos obtidos com as missões lunares: as leituras dos sismógrafos, as fitas de coleta de partículas do vento solar, etc. Além disso, existem os espelhos que foram deixados lá pelos astronautas, em três das missões Apollo.

    Agora, será que você está realmente pronto para mudar de opinião?

  • Fernando:

    Para quem diz que o homem nunca foi à lua, até agora eu não vi nenhum bom argumento para crer que nunca foram. Algum astronauta poderia ter feito a bandeira balançar antes de tirarem as fotos, as pegadas na lua poderiam ser explicadas pelo formato microscópico da areia, etc. As observações nas fotos tiradas são interessantes mas poderiam ter outra explicação.
    Porém, se alguém me pedisse para jurar que o homem realmente foi a lua, eu não juraria. Não Baseado em algum acontecimento que dizem ter ocorrido em uma época antes de eu nascer e que agora só há umas fotos e uns filmes como provas. Essas fotos da sonda também foram tiradas a muito tempo e não seria difícil falsificá-las, nem essas e nem as tiradas pelos astronautas.
    É necessário mais que umas fotos e uns filmes antigos para me convencer. Acho que uma sonda atual, lançada por outra organização de pesquisa espacial que não a NASA seria bem mais convincente para mim. Não só para mim ou para o Adriano ou o Charles, pois existem milhares de pessoas com dúvidas. Duvidar é um direito e ninguém que ficar ridicularizando, acho que ridicularizar é também um sinal de arrogância. Eu nunca vi ninguém rir de quem acredita que o homem foi a lua.

    • Rodrigo Duarte:

      Perfeito, todos temos o direito de duvidar, dogmas só na religião, na ciencia temos hipóteses.

      Mas tem uma que nunca consegui contestar, o pq de a Nasa destruir as fitas e filmes originais, com a desculpa de q tinha pouca verba e gravou por cima (info oficial da nasa, procura se tiver duvidas), cara a maior conquista do homem, e apagaram para gravar oq ? oq ewra tão mais importante? ETs rsrs.

      E o argumento de q trouxe isso, levou aquilo, os russos ja haviam mandado sondas para Lua e alguns planetas (se não me falha foi para Jupiter), tudo de forma automatizada, então sem nem entrar no merito de se trouxe mesmo X kg, ou se são realmente da lua, ou mesmo dos espelho (q alias dizer q alguém mira da terra em um espelho de poucos cm ou metros, na lua e acerta é absolutamente ridículo, não apenas pela distancia mais pela relatividade) poderiam facilmente ter sido colocados/coletados/trazidos por sondas.

      Apesar de ambos os lados terem bons argumentos, ainda acho q cabe a duvida, para os céticos dos 2 lados, lembro que já acreditamos na terra plana como centro do universo.

    • Cesar Grossmann:

      Rodrigo, com provas factuais (amostras de solo e rochas, dados científicos, avanços de engenharia e ciências, fotos, filmes, áudio, telemetria), não tem discussão.

  • Adriano Moraes:

    Bosco, grato pela resposta, mas vejo que não entendeu mesmo minha pergunta, mas também não é para menos, pois você acredita até em “comunidade científica internacional”, ha, ha, ha, tipo, cientistas independentes trabalhando com altos investimentos, em grande projetos né? tudo para o bem da humanidade, hi, hi, hi. Bem…nesse caso não tem nem como começar por onde lhe explicar alguma coisa, aquela do computador então…foi ótima, feliz papel noel…

  • Cesar:

    Bosco, o que eu quero dizer é que existe gente que é especialista em assuntos que tratam da Lua, e eles são especialistas por que estudam durante muito tempo, 20 anos pelo menos. E esta gente que é inteligente e muito bem informada não viu nada de errado nas fotos da Lua, nas amostras de solo, nos dados de telemetria, etc. E tem gente que nunca estudou a Lua, só olhou umas fotos muito superficialmente, e já chegou à conclusão que são “obviamente falsas”. É isto que me deixa embasbacado, a arrogância que acompanha a ignorância.

    É como um semi-analfabeto encontrar erros nos cálculos estruturais da equipe de engenheiros que fez a ponte Rio-Niterói. Ou dizer que os desenhos arquitetônicos do Oscar Niemayer são impossíveis de executar.

    • Rodrigo Duarte:

      Bom argumento, mas algum desse especialistas foi lá ? ou tudo que eles sabem vem justamente da fonte que é a contestada. Reflita.

      Os padres estudam toda a vida a religião X (não vou polemizar) ai digamos q ao morrer vc descubra q deus eh o da religião Y. Entende o meu contra ponto ?

      E pra quem gosta de frases de impacto: profissionais construiram o titanic, e um amador construiu a arca…

      Mas Cesar, com respeito a vc que é um estudioso, vc nunca duvidou de nada dessa ida pra lua, digo vejo vc argumentando q fomos, ok. Mas e contra, gostaria que vc assumice que não fomos e buscasse argumentos (baseados no seu conhecimento de diversos assuntos), apenas como exercicio mental. Depois me conta oq vc ve de falha, no sentido de q prove que não fomos.

      abs,

    • Cesar Grossmann:

      Rodrigo, uma amostra de solo lunar pode ser examinada por qualquer cientista. Se for uma fraude, eles vão saber, não precisa confiar na NASA.

  • Bosco:

    Ricardo,
    Você há de convir que quem não acredita que o homem pisou na Lua tem mesmo um miolo mole.
    Que não tem nada a ver com ter escolaridade ou não, vale salientar.
    Quanto à sua segunda observação, você está corretíssimo.
    Na época, existia uma “corrida espacial” com forte conotação política/ideológica que não tinha nada a ver com fazer ciência, embora tenha servido para tal no fim das contas.
    A humanidade agradece!
    Um abraço.

  • Bosco:

    Adriano,
    Não entendi sua dúvida.
    Você queria que a NASA gastasse bilhões de dólares para enviar uma sonda não programada para a Lua apenas para que você acreditasse que o homem esteve mesmo lá?
    Infelizmente eles não devem ter ficado sabendo de sua dúvida, e mesmo a dúvida de muitos outros não parece fazer diferença, já que não muda a realidade dos fatos, aceitos pela “comunidade científica internacional”.
    Aliás, a mesma “comunidade científica” que faz esse computador que você está usando agora, funcionar.
    Se tivesse mandando uma sonda à Lua com esta intenção ela bem que poderia se chamar “Lunar Probe Adriano Moraes Investigation”.
    rsrsrsrsrs……
    Aí vai a relação de todas as missões tripuladas ou não à Lua desde o início da Era Espacial.
    http://nssdc.gsfc.nasa.gov/planetary/lunar/lunartimeline.html

    Um abraço.

  • Bosco:

    Charles,
    O que você chama de “montanhas e montes” são “crateras”.
    A sombra da cratera (de forma côncava) está correta, seguida de uma parte mais clara relativa a outra face da cratera que está exposta à luz do Sol e a reflete, o que dá a impressão que é um monte ou montanha.
    Faça uma experiência na sua casa usando uma lanterna e simulando a cratera com um prato ou coisa que o valha, que você verá que a perspectiva é correta.

    Os americanos foram à Lua usando a velha e boa física, além de tecnologia crível e factível para a época. Se tivessem ido lá por teletransporte, usando um “motor de dobra” ou num tapete voador eu também duvidaria.
    Mas não, eles foram lá usando da mesma tecnologia e conhecimentos que fazem com que aviões voem (pasmem, eu já viajei de avião e ele voa mesmo, juro), os celulares e computadores funcionarem, etc.

  • Adriano Moraes:

    Hei, por favor me respondam com bom senso,
    Por que a NASA nunca enviou uma sonda para a lua a exemplo daquela que foi enviada para marte, Mars Pathfinder e o robô Sojourner???

  • Ricardo:

    Concordo com quem argumentou que as sombras estão invertidas considerando que a imagem vem praticamente de uma mesma perspectiva.

  • Ricardo:

    Eu queria saber porque os defensores da ida do homem à lua usam tantos argumentos falaciosos dizendo que os que resistem a esse fato são mentalmente atrasados, não têm o ensino médioe e coisas do gênero. Isso além de uma tremenda inverdade, é um argumento falacioso.

    Eu nem digo sim e nem digo não, mas tenho fortes razões para supor que nem a URSS e nem os EUA queriam realmente produzir ciência e tecnologia na época, mas apenas impressionar um ao outro e ao resto do mundo, que crédulo, a tudo assistia.

  • Cesar:

    Então, Charles, você que NÃO TRABLAHA EXAMINANDO FOTOS DE TERRENOS LUNARES não pode se enganar, por que tem 20 anos de experiência com desenho e tem “olho clínico” para visual (aferido, com certeza, todos os dias com um programa especial para garantir a acuidade da visão e da interpretação do que você vê). Acha isto mesmo? Que trabalhar 20 anos com desenho te habilita a encontrar fraudes em fotos lunares ou supostamente lunares? Imagino só, os caras na NASA pedem para um engenheiro ou cientista, alguém que trabalha há anos lá, examinando fotos enviads por sondas em todos os cantos do Sistema Solar, que faça uma sombra de um suposto módulo Lunar. Dão as coordenadas de onde o mesmo deve estar, de qual a altura dele do chão, o cara calcula o comprimento da sombra para não errar, e faz a sombra para o lado errado…

    Ou será que é mais fácil que você tenha ficado confuso com os padrões de luz e sombra, e que o que parece um monte é na verdade uma depressão, e você se enganou completamente ao interpretar isto?

    O que é mais fácil, Charles, ser uma conspiração, executada por imbecis que calculam o comprimento que a sombra tem que ter mas não são capazes de desenhar ela para o lado certo, ou que você tenha se enganado?

  • Charles:

    Olá, César:
    Não sou fanático por esta teoria de conspiração, não! Mas, depois de ver estas fotos, fiquei com sérias dúvidas!
    Trabalhei 20 anos com desenho -tenho olho clínico para o visual- e, ao olhar estas fotos vejo muitas crateras sim, mas também diversas elevações de terreno com sombras para a esquerda. Diria, inclusive, que todas as sombras destas fotos estão para a esquerda, exceto as dos módulos, que estão para a direita.

  • Cesar:

    Charles, não são montes nem montanhas, são crateras.

  • Charles:

    Desculpem, digitei errado.
    Quis dizer: sombras de montanhas e montes para a esquerda e do módulo para a direita.

  • Charles:

    E sabem me explicar por que as sombras dos montes e montanhas todas estão para a direita e a sombra do módulo está para a direita?
    É o sol iluminando ao mesmo tempo de 2 jeitos diferentes, ou é um designer incompetente usando um programa gráfico, sem ter noções básicas de luz e sombra?
    Observem as fotos…!

  • Phd Ziriguidum:

    Bah, meu tatataravovô foi algumas vezes ajudar o São Jorge trocar a ferradura do cavalo dele, depois que os americano foro prá lá…

  • Cesar:

    Crente ou não, estas fotos mostram que existem estruturas nos locais dos pousos lunares. Infelizmente ainda não temos fotos melhores, mas há um concurso para particulares enviarem sondas para a Lua. Pontos extras para quem mandar um robozinho e mais pontos extras se o robozinho filmar algum dos equipamentos deixados pelos astronautas entre 1969-1972. De qualquer forma, para qualquer um que tenha o mínimo de racionalidade, estas fotos são uma prova definitiva que o homem foi à Lua. O nível de detalhe, apesar de não ser aquilo que gostaríamos de ver, permite identificar até a trilha de pegadas dos astronautas.

    Se você pensar bem, são fotos fantásticas.

  • crente ou não:

    Essas fotos ai não mostram nada, gostaria que eles mostrasem fotos com a resolução das tiradas no planeta marte.

  • Jorge Henrique:

    Se tem gente que acredita que um centurião foi capaz de ir pra lua a cavalo (São Jorge, meu xará), pq não acreditaria que o homem inventou maquinas super avançadas pra chegar lá?
    Eu sou moderado nesse assunto. Creio que os EUA usou mta trapaça pra tirar a URSS do jogo e uma delas foi filmagem de supostos astronautas caminhando na lua e quando se olha bem, tem um Concorde francês passando no alto do video. Sem dizer que mtas fotos que tiraram da Terra, o fundo era totalmente negro, não continham estrelas. De duas uma: ou a máquina que usaram era horrivel ou então, trapaça. Assim que a URSS perdeu a corrida espacial, tiveram tempo e $$$$ de sobra para poderem chegar lá, de verdade.
    Esta é minha opinião, trapacearam SIM. Mas, chegaram lá também.

  • Alexandre:

    To com o XUMPS e não abro !!!

  • Alexandre:

    Gente ignorante, vão estudar fisica antes de condenar, por causa de gente assim muitos cientistas foram para fogueira na idade média.
    mais burro é aquele que argumenta sem ter nem mesmo frequentado o meio acdemico e quer se passar por cientista, pobre ignorante, não vale nem o desgaste do teclado, quanto mais meu tempo.

  • Pedro:

    É realmente incontestável agora… 😛
    Olha q com meu pc e o photoshop eu coloco minha tia ali fazendo tricô.
    aff fora q isso aí tá pior q a ultrassonografia pra saber o sexo do meu filho, preferi deixar por conta do médico ou q ele escolha depois dos 12 anos kkkkk

  • W.O.:

    Gerson e Luiz Carlos, a argumentação de que a URSS seria concorrente à missão, não que dizer que ela delataria um engodo, pois ela pode ter isado métodos de propaganda também.
    A propaganda foi estabelecida pelo governo alemão na segunda guerra, e o principal alvo foi a URSS, que aprendeu o método e bombardeou Berlim com folhetos de teor pró-URSS.
    Para se ter um jogo são necessários, no mínimo, dois lados.

  • Garuda:

    O Israel consegue ser tão esperto e engraçado… chega ao ponto de precisar AVISAR quando está sendo irônico.

  • xumps:

    As pessoas que não acreditam que o homem foi a lua também não devem acreditar que os jogos da copa do mundo que assistem ao mesmo tempo em que acontecem não são gerados por satélites (que por acaso estão em órbita da terra), nem acreditam nos benefícios gerados pela corrida espacial. Certamente acham que o único que pisou na lua até hoje foi São Jorge e provavelmente acham que a Terra é chata.

  • Cesar:

    Forjar a missão em 1969 e as seis missões que se seguiram era e é até agora impossível. Israel, você pode até pensar o que quiser, mas as missões foram reais. Ao contrário do que os desavisados pensam, os astronautas não trouxeram apenas algumas fotos, fizeram centenas delas (quem é que faz uma fraude e produz centenas de fotos?), filmes e gravações de áudio e telemetria. Trouxeram quase 400kg de amostras de solo e rochas lunares que foram e são até hoje usadas por cientistas do mundo inteiro, e nenhum deles tem dúvidas sobre a autenticidade delas, e olha que parte deles realmente não gosta dos americanos. Além disso deixaram três espelhos que são usados até hoje para medir a distância da Terra à Lua com precisão milimétrica.

    Agora vamos fazer um pouco de ironia também: já imaginou, a agência espacial mais avançada do planeta gasta 100 bilhões de dólares em 10 anos e produz uma fraude que engana todos os cientistas do mundo por 40 anos mas é desmascarada por indivíduos que mal e mal tem o ensino médio, examinando fotos postadas na Internet? Você acredita mesmo nisto, que cientistas que estudam décadas são enganados enquanto você e um bando de “inteligentes” da Internet não é enganado?

  • Luiz Carlos:

    Não sei se e frustração, inveja, ou pura ignorância contestar fatos históricas e claros. Teoria da conspiração? Acho q tem gente vendo X files demais. A única coisa q tenho a dizer pra eles e a seguinte: URSS!
    Se fosse mesmo invenção e fraude vcs tão eloqüentes contestadores não acham q a união soviética teria sido a primeira a tentar provar? E não um bando de frustrados anti americanos e retrógrados q negam fatos, pq são incapazes de compreender?

  • Gerson:

    Não sei pq tanta teoria da conspiração, por astronautas na lua ou em orbita não é tão impossível como se acha, cientistas cheios de idéias e teorias sempre teve, nunca dão é recursos para eles testarem e colocarem em prática suas idéias.

    Só precisa de dinheiro (algo que os EUA tem de montão) e vontade (que os EUA tinham também para se mostrarem BAM-BAM-BAM em relação a Rússia).

    Agora, naquela corrida toda para chegar a lua entre os EUA e a Rússia, se fosse uma armação a Rússia ia ficar quieta? Parem de escrever bobagem…

  • dilana:

    O fim das teorias conspiratórias!!!

  • Lincoln Geraldo de Abreu:

    Por que será que só agora 40 anos depois é que estas fotos foram divulgadas, se a muitos anos existe a dúvida de que o homen chegou a lua.se as fotos anteriores forem forjadas, o que impede que estas também sejam(a dita sonda que tirou as fotos é dos EUA)

  • Israel:

    É.. realmente agora estou certo de que o homem realmente chegou a Lua… pois eu pensava que tudo não passava de uma grande fraude. Besteira minha pensar que os USA queriam ser os BAM BAM BAM do mundo e forjaram tudo aquilo, + agora vendo essas imagens posso ver que nada era mentira, e que jamais os USA faria algo 40 anos depois para provar que estavam falando a verdade, para provar que algo realmente aconteceu, eu pensava que forjar um filme daqueles era difícil, + forjar essas fotos aí.. seria impossível. (caso alguém não tenha percebido estou sendo irônico)

Deixe seu comentário!