5 maneiras como o mundo vai mudar radicalmente esse século

Por , em 20.10.2011

Em termos de evolução, a espécie Homo sapiens é extremamente bem sucedida. As populações de outras espécies posicionadas semelhantes a nós na cadeia alimentar tendem a chegar, no máximo, na casa dos 20 milhões.

Nós, pelo contrário, levamos apenas 120 mil anos para alcançar o nosso primeiro bilhão de membros, e, em seguida, precisamos de apenas outros 206 anos para adicionar mais 6 bilhões. De acordo com a Divisão de População das Nações Unidas, a nossa população vai chegar a 7 bilhões em 31 de outubro, e, embora as taxas de fecundidade começaram a declinar em grande parte do mundo, ainda estamos projetados para alcançar 9 bilhões em meados do século, e nos estabilizar em cerca de 10 bilhões até 2100.

E quais os impactos dessa explosão da população humana? Confira cinco mudanças marcantes que você, seus filhos ou seus netos podem esperar para ver ainda esse século.

1 – Trocas em população

Atualmente, é fato bem conhecido que a China é o país mais populoso do mundo, e que a África, embora repleta de problemas, não é necessariamente superpovoada considerando seu tamanho. Esses fatos vão mudar drasticamente.

A política chinesa do filho único restringiu significativamente seu crescimento, enquanto que, em alguns países africanos, a média das mulheres dá à luz a mais de 7 filhos.

De acordo com o biólogo Joel Cohen, a população da Índia vai superar a da China por volta de 2020, e a da África subsaariana alcançará a da Índia em 2040. Além disso, em 1950, havia três vezes mais europeus do que africanos subsaarianos. Em 2100, haverá cinco africanos subsaarianos para cada europeu. Essa é uma mudança de 15 vezes na relação da população, que pode ter um impacto geopolítico e sobre a migração internacional.

A migração de pessoas da África para a Europa pode apresentar um grande desafio nos próximos anos. Pode ser um potencial enorme do ponto de vista europeu, ou pode ser visto como uma ameaça. Como o mundo vai gerir a imigração para que o continente europeu ainda tenha benefícios enquanto a administra vai ser uma grande questão.

2 – Urbanização

Globalmente, o número de pessoas vivendo em áreas urbanas alcançou e ultrapassou o número de pessoas vivendo em áreas rurais em algum momento nos últimos dois anos.

A tendência vai continuar. O número de pessoas que vivem nas cidades vai subir de 3,5 bilhões hoje para 6,3 bilhões em 2050. Esta taxa de urbanização é equivalente a construção de uma cidade de um milhão de pessoas a cada cinco dias, a partir de agora, para os próximos 40 anos.

É claro, novas cidades não tendem a ser construídas; em vez disso, as cidades que já existem tendem a “lotar”. As megacidades se tornarão ainda mais caóticas – o que pode gerar novos conflitos. Quando você vive em pequenas cidades e áreas rurais, existem todos os tipos tradicionais de resolução de conflitos – uma espécie de equilíbrio estável. Com as megalópoles que se vê agora na África, como Monróvia (Libéria) e Kinshasa (República do Congo), vemos cidades onde a dinâmica não está mais sob controle. Ou seja, podemos estar indo em direção a novos tipos de conflitos – conflitos urbanos – e o mundo ainda não pensou nas consequências disso.

3 – Guerra pela água

Não só a população humana explodiu nos últimos dois séculos, mas o consumo de recursos por pessoa – especialmente em nações industrializadas – tem crescido exponencialmente.

Os cientistas acreditam que a escassez dos recursos irá causar uma escalada de conflitos durante este século, ampliando o abismo entre ricos e pobres – os que têm e os que não têm.

Nenhum recurso é mais precioso e vital que a água, e, segundo o economista Jeffrey Sachs, já existem partes do mundo que, por causa do clima em rápida mutação, estão em um ponto de crise grave. A população da Somália, por exemplo, aumentou cerca de cinco vezes desde meados do século 20, e a precipitação diminuiu cerca de 25% no último quarto de século. Há uma fome devastadora após dois anos de completo fracasso das chuvas.

Conflitos sobre a escassez de água provavelmente se desenvolverão em luta de classes. A desigualdade da riqueza tende a crescer à medida que a população do país cresce, e este é um ponto muito importante a se notar, pois o consumo per capita de recursos aumentou dramaticamente.

Quando você soma tudo isso, tem um quadro sombrio: conforme a população cresce, há menos água por pessoa. Enquanto isso, o buraco entre ricos e pobres se alarga, e os ricos demandam mais recursos para acomodar seu estilo de vida. Inevitavelmente, eles vão comandar a água e outros recursos dos pobres. Com toda a probabilidade, isso levará a desafios, e talvez conflito de classes.

4 – Energia futura

Atualmente, não há energia suficiente para ser extraída de fontes conhecidas de combustíveis fósseis para sustentar 10
bilhões de pessoas. Isto significa que os seres humanos serão obrigados a recorrer a uma nova fonte de energia antes do final do século. No entanto, é um mistério qual será essa nova fonte.

Nenhuma tecnologia está completamente pronta para resolver o problema da energia. Sabemos que há uma abundância de energia solar, nuclear, no carbono, e outras fontes, para provavelmente 100 ou 200 anos. Mas todas elas ainda têm algum problema: eficiência, custo, etc.

Muitos especialistas estão otimistas de que as tecnologias podem ser desenvolvidas para resolver nossos problemas, mas outros acham que não temos as estruturas sociais que nos permitem empregar estas tecnologias.

Em suma, o futuro irá corresponder a uma destas duas imagens: ou alguma forma nova e superior de extração de energia (tais como painéis solares altamente eficientes) será generalizada, ou a tecnologia e sua implementação irão falhar, e a humanidade terá de enfrentar uma grande crise de energia.

5 – Extinções em massa

Conforme os seres humanos se espalham, deixam pouco espaço ou recursos escassos para outras espécies. Há boas evidências de que estamos na sexta extinção de espécies em massa da história do planeta, por causa da incrível quantidade de produção primária que tomamos por sermos uma espécie de 7 bilhões de indivíduos.

Além da falta de terra e recursos para outras espécies, nós também causamos mudanças rápidas para o clima global, com a qual muitas espécies não conseguem lidar. Alguns biólogos acreditam que, com a atual taxa de extinção, 75% das espécies do planeta desaparecerão nos próximos 300 a 2.000 anos. Estes desaparecimentos já começaram, e os eventos de extinção se tornarão cada vez mais comuns ao longo do século.[Life’sLittleMysteries]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

138 comentários

  • Luís Tony Correia:

    Tem uma história de ficção que emula esses problemas. Fala de várias raças de vários planetas se desenvolvendo sozinhas e em um certo ponto elas desenvolviam tecnologias para explorar outros planetas (longas viagens espaciais e tals) e engenharia planetária com os planetas próximos. As raças que não conseguiam esse feito, enfrentavam problemas de superpopulação, que somados a escassez de recursos levava sua civilização a beira da extinção . Se chama Mass Effect. Sei lá, só me lembrei dela e achei legal compartilhar com vocês :F

  • claudemir da silva:

    enquanto a população aumenta os recursos ficam escassos temos q nos se preocupar com os recursos naturais do planeta

  • Arthur:

    E tenso isso.
    Quanto mais a raca humana aumenta, mais perto da extincao e degradacao do planeta nos chegamos.

    • Marco Antônio de Oliveira:

      Arthur, o planeta não será extinto. Espécies serão extintas, mas sempre restará alguma. Não acredito que a raça humana também possa ser extinta como outras foram (vide dinossauros), mas se fosse, as espécies de plantas e animais restantes iriam evoluir para outras espécies com o passar de milhares de anos e repovoariam o planeta de outra maneira.

  • sandra:

    UMA coisa deriva da outra , pois se o ser humano não estivesse degradando a si mesmo , nunca degradaria seu próprio habitat.

  • Mario:

    todos falam da degradação a natureza e esquecem a degradação humana como a falta de pudor e respeito uns aos outros com suas ideologias individuais e imorais.

  • Jonatas:

    Torço só por uma coisa. A evolução da tecnologia da colonização espacial, que é a única esperança para a sobrevivência humana, é tirar esse excesso de população daqui. Acredito na hipotese Gaya, que diz que o planeta se comporta inteligentemente e controla as espécies e suas extinções, logo não suportará mais a humanidade e a menos que achamos um jeito de deixar o planeta em paz, teremos o destino dos dinossauros antes de qualquer asteoride chegar.

    Eu sonho com humanos tecnoides e urbanoides vivendo acima das nuvens, em cidades artificiais na extratosfera e em outros planetas. A Terra sendo apenas uma reserva biológica protegida por todo o rigor das leis, e não a nossa morada, um bebê não pode ficar pra sempre em seu berço. O que seria mais legal é que quem escolhece viver naturalmente poderia descer até lá, mas abdicando-se de tecnologias que ameaçariam a vida natural do planeta. Viveriam como nossos ancestrais, e sei que muita gente escolheria isso.

    • Bovidino:

      Também acho que a nossa extinção está mais próxima do que qualquer previsão otimista.
      Todavia, esse sonho de colonização espacial, encaixa-se perfeitamente numa antiga simbologia bíblica: a Torre de Babel.
      “O passado é mudo ou continuamos sendo surdos?” – Eduardo Galeano.

    • Jonatas:

      Achas que poderia ter havido uma civilazão teráquea anterior a nossa que deixou o planeta?

    • Bovidino:

      Jonatas,
      Sôbre isso eu não tenho nenhuma informação.
      Mas certamente essa idéia de conquistar o espaço, ir para outro planeta, e até mesmo chegar ao ‘céu’, é um sonho antigo da humanidade e que é revivido de tempos em tempos, principalmente nas épocas de crise da humanidade.
      O problema é que enquanto achamos que a solução dos nossos problemas está lá fora, talvez em outro planeta, esquecemo-nos de olhar para dentro de nós mesmos.
      Esse é o segredo das religiões orientais. O objetivo da meditação é o auto-conhecimento. O auto-conhecimento é a única forma de libertação do ser humano.
      Dentro de nós está todo o universo, toda a sabedoria, toda a ciência, toda a luz, todo o poder, toda a libertação.

    • Ezio José:

      Grande Bovidino! Sempre matando umas, aliás, a maioria.
      Me fez lembrar da frase escrita na entrado do Templo de Apolo: “Homem, conheça-te a ti mesmo e conhecerás os deuses e o universo”.

  • Denis:

    Estão se esquecendo de uma coisa por traz desse cenário trágico: CULTURA! Lembrem-se, o planeta é formado (pelo menos até agora) por países e cada pais tem seu povo, sua cultura, sua forma de ser e pensar diferente de outro pais.Vcs não podem generalizar a humanidade como se fosse apenas uma pessoa, lembrem-se que o contexto é muitissimo mais amplo e complexo do que: “AH…O SER HUMANO VAI SE DESTRUIR E DESTRUIR TUDO!”.Galera, é muito mais complexo que isso, tudo vai depender de como nossos descendentes vão agir no futuro, pq pelo que vejo, tais catastrofes não irao acontecer em nosso tempo de vida e quando começarem a acontecer praticamente todos nós ja “iremos ter um pé na cova” então A NÓS cabe a educação, o respeito pelo proximo e a vontade de ajuda seu semelhante, temos a obrigação moral e ética de ensinarmos isso a nossos filhos.Imaginem o filho de um antropólogo que cresce ouvindo o pai falar: “O ser humano não presta, vai se matar!…”. A criança vai crescer um adulto nocivo aos outros, já que para ele o ser humano não presta. Na minha humilde opinião, ACHO QUE DEVERIAMOS TOMAR VERGONHA NA CARA e para de falar que o ser humano é isso e akilo e botar a mãos na massa e ensinar essa futura geração que tá ai e entender que sem união não se vence, sem cooperação multua não se vence.Eu realmente lamento pelos outros países mas o Brasil galera tem uma cultura linda, vejam que na nossa lei um dos primeiro estatutos é o respeito a vida!O desarmamento, prisão por preconceito racial, entre outras coisas boas.Eu sei galera que muitas vezes isso não funciona na prática, mas vejam que dentre os mais de 200 paises no planeta, o Brasil tem todas as condições propicias para uma sociedade saudável, nós não temos medo de por a mão na massa, somos preocupados com meio ambiente, produção de energia, somos EXTREMAMENTE solidários. Pô galera, é só questão de educar seus filhos para que quando um dia ele for um governador, um policial, um juiz, um quimico ou um industrial ele tenha em mente o que os pais deles ensinaram: “SEJA DESCENTE E TENHA CARATER E AJUDE AO SEU PROXIMO!SEMPRE”
    Não!!!não ta tudo perdido, ainda há tempo!!depende da gente ensinar o certo às nossas “crias” e que elas cresçam com educação, descencia e caráter, tornando nosso pais do futuro pelo menos, dentre os mais de 200 existentes” um dos melhores lugares no planeta para se morar!
    Gostaria que os outros paises fossem assim tambem, mas isso não é possivel, como eu disse, a cultura de cada pais é o que realmente molda sua nação, e a nossa é linda, tem falhas é claro, mas da de 1000 a zero em varias outras, então vamos corrigir o que ta errado e continuar progredindo!
    SOMOS OS HERDEIROS DAS FALHAS DE NOSSOS ANCESTRAIS!JÁ TÁ NA HORA QUE ESSAS FALHAS MORRAM CONOSCO E QUE NOSSAS SEMENTES NESSE FUTURO SOMBRIO SEJAM O COMEÇO DE UMA NOVA HISTÓRIA PARA O SER HUMANO, PARA O BRASIL!

    • Bovidino:

      Meu caro Denis,
      Admiro a sua tentativa de analisar o problema por um prisma mais positivista.
      Todavia, embora hajam muitos paises e culturas diferentes, a globalização unificou o comportamento geral da humanidade. Todos querem ‘crescer’ e ‘consumir’ cada vez mais. A tecnologia está impregnada em todos os lugares e todos querem ‘ter’ o melhor computador, o celular de última geração, e o carro mais moderno, além de outros aparelhos alienantes e viciantes.
      O capitalismo, o consumismo e a ganância, substituiram o socialismo, a temperança e a solidariedade.
      Os pais delegam a educação dos filhos em primeira instância à babá e depois à escola e ao próprio estado, pois estão muito ocupados com o trabalho para ganhar dinheiro para sustentar o consumismo desenfreado.
      Só vamos nos dar conta dessa estupidez quando estivermos no fundo do poço.
      Talvez um novo ‘dilúvio’, resolva o problema.

    • Danilo:

      Bovidino, faço de todas as suas, minhas palavras; só gostaria de fazer mais um adendo:
      Saquei o que quis dizer, mas acredito que nem mesmo um ‘dilúvio’ (mais um) seria suficiente pra resolver o problema… Pois o nosso passado e nossa história já está aí tentando gritar pra nós, e há bastante tempo, muito do que deu certo ou errado, pra que mudemos, mas nós continuamos a reproduzí-la incansavelmente, trocando talvez apenas os nomes aos fatos…
      Como já disse o mestre E. Galeano, “O passado é mudo ou continuamos sendo surdos?”

      Acho que a humanidade nunca tomará jeito pois não vai ter planeta o suficiente que aguente tantos erros paradoxais, parecendo um campo de testes de uma sociedade perfeita, mas esse campo é real.

      Um sistema de vida que tem uma lógica do infinito é incompatível com um planeta de recursos finitos…

    • Bovidino:

      Como já disse o mestre E. Galeano, “O passado é mudo ou continuamos sendo surdos?”
      Isso é perfeito. Um abç.

    • Jonatas:

      “Vozes do passado estão gritando pra nós, na língua dos pássaros.” Frase legal, li não lembro aonde, mas quem conhece o significado dessa “lingua dos pássaros” poderá explicar melhor pra nós. Muitos segredos do passado, mas muitos mesmo, ainda esperam por sua decifração, e muitos já decifrados estão escondidos por ceitas que querem evitar o progresso do resto da humanidade. É o que eu penso.

  • ^^:

    GENTE, TODO MUNDO FALA: DA ÁGUA QUE ESTÁ ACABANDO, DOS ANIMAIS EM EXTINÇÃO DO CRESCIMENTO DA POPULAÇÃO E DA DEVASTAÇÃO TOTAL DA NATUREZA, MAS NINGUEM TOMA UMA ATITUDE!!! COO POR EXEMPLO: A ÁGUA: PODERIA TER UMA CERTA DENOMINAÇÃO DE TEMPO LIMITE PARA OS BANHOS( DE 5 A 10 MINUTOS); PODERIAM HAVER UMA JUSTIÇA MAIS FIRME PARA COM OS ANIMAIS, TODA HORA VC VAI NO CENTRO E VE: ROUPAS COMPELES DE ANIMAIS TAPETES COBERTORES E ETC.. A BELEZA NAO É TUDO! MEU! AS PESSOAS SABEM Q NUM TEM + AGUA NUM TEM ONDE MORA, NUM TEM MAIS COMIDA BARATA E A GALERA SÓ POE FILHO NO MUNDO! PODE VER AKELAS PESSOAS DA AFRICA TAO TD PESSANO FOME COM 10 7 FILHOS NO RAÇO GENTE! TINHA Q TER UMA LEI IGUAL DA CHINA P TDS OS PAISES!GENTE A NATUREZA TA ACABANDO, SE ELA ACABAR AGENTE ACABA! TD MUNDO VAI VIRA CHURRASQUINHO! A COISA TA DIFICIL GENTE! COLABOREM PF!

    • Ezio José:

      Não adianta gritar com letras maiúsculas. A água é reciclável naturalmente. A única coisa que não é reciclável é a percepção humana (de alguns).

  • Alexandre Söldann:

    Não sei se os senhores presentes aqui notaram, mas, em suma, pode-se dizer que o planeta tem duas grandes doenças que, certamente – como vimos -, o levarão à total desgraça: o capitalismo e o esquerdismo.

    O primeiro problema, com relação à imigração em massa, deve-se principalmente à esquerda, principal defensora/protetora de imigrantes, que não param de vir. Os europeus, como se sabe, têm em seus países baixos índices de natalidade. Os não-europeus (negros, árabes etc.), em contrapartida, têm, em média, 3 a 4 filhos. Isso significa, em futuro próximo, o desaparecimento da população autóctone.

    Os outros quatro problemas que nos ameaçam são evidentemente procedentes das mazelas naturais que o sistema econômico capitalista traz consigo. Esses só serão resolvidos, fatalmente, se este sistema miserável chegar ao fim.

    Para a sorte e boa saúde de meus descendentes, espero que as previsões para o futuro do planeta não passem ao abrigo da realidade.

  • Lima:

    É necessario que cada um faça a sua parte. Que nao se preocupando com o outro, mas sim fazendo o que é correto.

  • toby:

    não devemos conter isso. A bíblia é clara: crecei e multiplicai.

    • Paulo:

      Comentario idiota,
      O ser humano é um virus, uma praga e a terra como é um ser vivo vai eliminar este virus em breve.

  • Val:

    Nos anos 60 o Brasil tinha uma população de 90 milhões de habitantes, hoje, em 2011, já passamos a marca dos 150 milhões. Daqui a uns 45 anos seremos mais de 400 milhões.
    Economizar água e recursos naturais, evitar o desperdício, não desmatar, não poluir, e blá-blá-blá… Tudo isso é muito poético, é muito bonito, mas nada disso é verdade… Com a população mundial aumentando, não temos como economizar nada, vamos continuar desmatando e vamos continuar poluindo sim… Sejamos francos, não existe tecnologia limpa, este é o nosso estilo de vida e isso não tem retorno.

    • IvanRW:

      A única maneira de solucionarmos isso é uma diminuição da população mundial, (ou encontrarmos outro planeta para habitar, kkkkkk, o que esta um pouco mais distante da primeira alternativa), o que daria espaço para o restante da natureza se reestabelecer, e com o aumento da tecnologia poderiamos manter uma população nos níveis de hoje ou até mesmo um pouco menor, sem agredir tanto o ambiente e sem demandarmos tanto espaço. Mas infelizmente, isto demanda uma explosão cultural a nível mundial, o que muitos que tem o poder de agilizar esta mudança não acham vantajoso $$$$$$$.

  • leandro:

    Vejo muitos falando que o “homem” é, resumindo, uma praga, mas essas pessoas deviam começar se matando, é isso mesmo se enterando num buraco pois só podem ser de outra espécie, não devem ser humanos pra ficar guspindo em si mesmas, se essas pessoas não estão satisfeitas com a evolução, ou com os produtos que consomem, deveria ir viver no meio da selva como era a alguns mil anos, sem levar nem uma bala, ai sim podem falar algo.

    • Nik:

      Não entendi esse seu ódio todo, já que essas pessoas não estão lhe prejudicando de forma alguma. Espero que esse comentário seja apenas o resultado de um dia realmente estressante… (acontece comigo às vezes)

      Mas que tal então, somos da espécie “humanos que se tocaram do que realmente são”. É… não consegui pensar em um nome melhor, mas vou pensar em algo melhor. o_õ’

  • Paulo:

    Quanta besteira a gente lê nesses comentários!!!

  • maria fernanda:

    interessante!!!

  • Fernando Zarakauskas:

    Caros ocupantes deste planeta TERRA:

    Antes que ocorra a tragédia humana do sofrimento pelo qual passarão aqueles que sobreviverem ao GRANDE CATACLISMA que só alguns cientistas,tipo NASA, tem conhecimento de que está para haver em 2019,ou seja, a colisão de um asteróide de 2 kilometros, que ao se chocar com nosso planeta,vai extinguir TODA a VIDA na Terra…devo afirmar que isto pode acontecer como não, pois é a VONTADE DIVINA que acima de tudo define o que CRIOU. Assim, tudo é uma questão de viver um dia de cada vez, aceitar a existência como ela é, e entregar ao CRIADOR nossas vidas a ESTE SER que a mente humana primata ainda não conseguiu conceber,pois a NATUREZA se expressa como ESTE SER e se ocorrer o descanso para o planeta físico das agressões que a Terra sofre,ela fará o que o designio divino ordenar…MORRER NÃO DÓI,VIVER DÓI!

    • Carlos:

      Vixe, mais um discípulo do Glauco…Tá, agora volta pra sua ervinha e volta a ver gnomos, vai…

  • Bruno:

    A verdade é que não adianta adotarmos leis e políticas contra poluição, desperdício de água… Não tem como mudar o mundo inteiro de uma hora pra outra, pouca gente se preocupa em jogar o papel da bala no lixo ou em fechar a torneira enquanto escova os dentes, infelizmente é assim que funciona.

  • Val:

    Para salvar o planeta é muito simples, basta mudar o nosso estilo de vida… Em primeiro lugar, vamos fechar todas as indústrias, todo mundo andando a pé ou a cavalo, todos pelados e descalço, luz de lampião ou lamparina, viver da caça, da pesca e das pequenas lavouras domésticas.
    Para salvar o planeta precisamos agir como os índios, vivendo um dia de cada vez, sem preocupações com o futuro ou com o materialismo… Eu topo!! Quem começa.?..?.

    • Nik:

      Também já pensei exatamente nisso! (sou descendente de índios o/)
      Mas infelizmente acho que já é tarde demais…

    • Walfrido Lourenço de Souza:

      É, penso um pouco assim também. A diferença é que não se poderia viver de caça nem de pesca, pois a fauna também se esgotaria. De equenas lavouras, sim. E também o controle da natalidade: cada família ter no máximo um filho, que assim o casal morreria (morreriam dois) restando somente um, que em menos de cem anos a situação estaria controlada. Mas seria impossível nos países da África, na Índia, no Nordeste Brasileiro e nas favelas, enre outras. Pôxa! Pobre é que quer ter mais filhos! Não é enxovalhar não, é a mais pura verdade. Os governos mundiais teriam que dobrar esforço para conter o aumento da população. Mas isso é impossível hoje, com a conduta destrambelhada dos jovens só querendo meter e não se importando com as consequências. Meninas de 11 anos grávidas e parindo não tem conta. Era isso que teria de conter. Ninguém tem consciência. Essa é a nossa realidade.

    • Enoque Brito:

      Concordo em partes, amigo. Com certeza a conscientização, o controle de natalidade e revisão no consumo de recursos, irão nos ajudar, e muito, no que diz respeito à preservação do planeta e, consequentemente, a nossa também. Por outro lado achei o seu comentário preconceituoso em alguns pontos. Por que citar países da Áfria, Índia, o nordeste brasileiro ou favelas? Acho que você quis generalizar algo que não deve ser levado por esse caminho. O que você falou é verdade, mas generalizar do jeito que você fez deixa transparecer um pingo de pensamento preconceituoso e “sulista”. Abraços.

    • Diego:

      Walfrido, a gente já vive da fauna e da flora, a diferença é que desperdiçamos, pelo menos 50% disto de inúmeras maneiras. Também sujamos água, em larga escala, não desperdiçamos, pois a água que existe no planeta é a mesma, fazemos pior, sujamos ela, com produtos químicos que sintetizamos e etc etc
      Mas já tá mais do que na hora da humanidade perceber que a civilização, sociedade, sistema econômico, seja lá como quisermos chamar está afundando. E como um barco afunda, começa lento e vai afundando cada vez mais rápido. Acho que a gente tá na parte que começa a acelerar, é agora ou já pode ser tarde logo.

    • Diego:

      Em suma, creio que não se trata de nenhum plano institucional do tipo controle de natalidade. O que precisa é assumir que existem recursos suficientes para prover todos no mundo, com educação, moradia e comida. Comida eu tenho a informação que é produzida anualmente o dobro do que a população mundial precisa. Mas isso inviabiliza o mercado, as pessoas tem que se adaptar, quebrar padrões, condicionamentos e preconceitos e aí é que está a dificuldade. Parece uma pessoa que só pensará em parar de fumar depois que tiver o primeiro ataque cardíaco.

    • joão sabichão:

      O planeta já fooi superquente, já aguentou colisões colossais e continuará por muito tempo após nossa extinção, o planeta não precisa ser “salvo” de ninguem e de nada, nós é que precisamos nos salvar.

    • Miguel:

      Temos de mudar de estilo de vida mas acho isso um pouco extremista…

    • IvanRW:

      Acho que não precisamos radicalizar tanto, apenas mudar o estilo de vida para um pouco menos agressivo e mais conciente, ja que se todos tivessem conciencia de diminuir o desperdicio seja de qualquer coisa, a natureza não “sofreria” tanto, e temos tecnologia e podemos desenvover mais pensando nisso.

  • Lita:

    Me disculpe, mas o que vc escreveu não é nenhuma novidade!!Metade das pessoas bem informadas já sabem disso. E sabe o que é pior, é que as pessoas sabem e não fazem nada para mudar o quadro, nem mesmo nós que estamos aqui postando nossos comentários!!!!

    • EltonPaes:

      É e tem gente aqui que não sabe nem quais os elementos que são a molécula da água…

    • Nik:

      Legal a indireta ein, pegou raivinha de mim foi? Ok… vou explicar porque, como você disse, criar água é fácil.

      Criar água é fácil, MÃÃÃÃS a água criada em laboratório do jeito que você disse lá não é como a água que encontramos na natureza! Não teria SAIS MINERAIS que é oque faz da água tão importante para todos os seres vivos, sem contar o gosto horrivel.

      Para criar água como é vista na natureza (doce ou salgada) seria necessário imita-la (NADA FÁCIL!!!), ou seja, levaria MUITO TEMPO…

      Espero ter sido claro dessa vez… e por favor, sem réplicas. =P

  • Deborah Louise:

    Bá, gente.
    Deus sabe de todas as coisas. E desde quando Ele nos criou e nos permitiu nesse mundo, ele sabia até qula seria em um determinado momento o ponto de vista de cada um de nós, como tbm os pensamentos que temos Ele sabe.
    O detalhe, é que toda essa miséria, essa auto-destruição, esse caos, essa futura guerra prevista, e até as bandeiras de paz que estão sendo estendidas já foi profetizado e deixado por Ele como ensino, e orientação para nós (seus filhos príncipes e princesas que somos por ser filho de um Rei).
    O que devemos fazer neste momento, é realmente fortalecer nosso espírito (pois não somos só de carne), e buscar ao Pai criador, confiando nEle e temendo Ele também.

    Pois só Ele e niinguém mais que Ele, além de nos fazer, e permitir nossa existência neste mundo de misérias até hoje, é que pode interferir em todas essas coisas.

    Por nossa natureza de pecado, tivemos a tendência mesmo que inconscientemente de auto-destruição. e Ele já sabia que isso ia acontecer.
    Saibam que nós somos uma geração muito importante e especial no nosso Planeta. Quem não crer nEle e não tiver força, pode mesmo é se não morrer se matar, por fraqueza, e falata de fé.
    Temos que lembrar dELE e lembrar que é maior do que todas as coisas.
    O universo é infinito como o Seu amor, a Sua bondade e a Sua paciência. Nós somos o sonho de Deus.
    De acordo com nossa essência e intuição devemos seguir no caminho mais estreito. Apesar de parecer difícil, é muito mais favorável e compensador do que qualquer outra batalha.
    ESSA É A BATALHA. NÓS SOMOS OS SOLDADOS.
    E QUEM SERÁ GUERREIRO? Basta querer!!!

    • Nonato:

      Fale por você. Esta é sua crença, não a minha…
      Deuses são a expressão do ego humano projetado no desconhecido. Um ser com moral, pensamentos e propósitos igualzinho a nós, só que alimentando nossa carência de poder, pois é “dono” do universo. E nós, é claro… os filhinhos do dono, os eleitos…
      Que papelão.

    • —:

      Deus não existe

  • Vireca:

    Quanto mais inteligente, pacífica, honesta e instruída a pessoa, menos deseja ter filhos, logo, presumo que o mundo no futuro terá só ogros, e a terceira guerra como disse Einstein, será a base de paus e pedras.

    • Nick:

      Só corrigindo: Einstein diz que a 3ª Guerra mundial ele não sabe como será, mas tem certeza que a 4ª será com paus e pedras. (Genial!)

  • Evelyn Cordeiro:

    É só o que falta… Um motivo “aceitável” para começar um extermínio populacional em plenos tempos de discernimento e direitos humanos. Digo isso porque ainda não entendi os 500.000 caixões que os EUA estocaram na Georgia, caixões que cabem em média 3 adultos em cada um. Aqui tem uma foto de satélite antiga http://maps.google.com/maps?ll=33.565503,-83.484265&z=17&t=h&hl=pt-BR Dizem que em 2008 já estava o quadruplo disso. Caso aconteça de fato, como muitos estudiosos afirmam, fico me perguntando quais seriam os critérios para tal propósito? Exterminar todos que são considerados “desnecessários” como Hitler o fez? Ou simplesmente os que incomodam, como os cristãos por exemplo?

    • Miguel:

      Eu também não sei o que vai acontecer, mas se os cristãos a incomodam, há muita gente a quem NÃO incomodam…

    • Alguem:

      Sr. Miguel entenda o comentário antes de critica-la.
      Não seje imaturo

  • maria:

    acreditar em tudo ou duvidar de tudo nos dispensa de raciocinar.
    a humanidade sempre passou por mudanças e sempre passará,não há porque temer o futuro.
    e quanto aos filhos,a popuação pobre tende a ter muitos filhos mas,a taxa de mortalidade infantil ainda é muito grande especialmente em paises pobres,por isso os sete filhos podem ser 4 vivos e tres mortos.

    • Daniel:

      “Acreditar em tudo ou duvidar de tudo nos dispensa de raciocinar” Gostei muito desta frase, pensamento inteligente.

  • Alter ego: Analisando o óbvio:

    Todo estes problemas estão ligados a um outro problema: superpopulação.
    É preciso controlar a população humana assim como se controla uma população de pragas.

  • yuji:

    Infelizmente vai ter guerra , mortes , fomes , pragas , doenças , faltará água e os recursos naturais é triste , a terceira guerra mundial é inevitável vai acontecer em algum momento futuro , e não será a última guerra ainda , foi bom esse tema do Hiper science, que todos estejam preparados até lá não estou criticando ninguém , espero que entendam a minha opinião , concordo com o ‘Cabeção ‘ somos responsáveis por todas as 5 .

  • Celso:

    Eles estão nos dizendo nas entre linha, vamos reduzir a população o mais rápido possível. Tomem cuidado esto é golpe velho!

  • Bruno Ramos Godinho:

    Eis uma matéria bastante parcial e negativista…

  • Matheus:

    O mar de Aral está secando por culpa da economia, houve uma preferência para o cultivo de algodão na área, assim removeu os rios que abasteciam o mar, não há muita lógica em colocar um mar secando como conflitos pela água.

  • Christovam Pessoa:

    O SER HUMANO FOI UM CRUZAMENTO QUE DEU CERTO E VIROU PRAGA, PESTIOU O PLANÊTA E NÃO FAZ PARTE DA CADEIA ALIMENTAR, É ALTAMENTE DESTRUTIVO.
    MATA SEU SEMELHANTE POR MATAR, POR VINGANÇA, POR ÓDIO, POR REJEIÇÃO, POR INVEJA, POR CIÚME….
    A PERGUNTA É: QUANDO QUE A TERRA VAI ACABAR? A RESPOSTA É QUANDO O HOMEM ESGOTAR TODAS AS FONTES E ENERGIA E SUSTENTAÇÃO DO PLANÊTA.

    O LIVRE ARBÍTRIO DA PRÓPRIA EXTINÇÃO!!!!!

  • Lucas Miranda:

    “(…)os ricos demandam mais recursos para acomodar seu estilo de vida(…)”

    se a humanidade não fosse mesquinha e soubesse dividir de igual pra igual os recursos q temos, tenho certeza q nosso planeta poderia abrigar uma população muito maior do q a de hoje sem nenhum problema. O planeta ‘hoje’ produz uma quantidade de alimentos suficiente pra alimentar todas as pessoas, mas a “pão duragem” é tão grande que temos mais da metade passando fome.
    Assistam esse vídeo http://sorisomail.com/partilha/217214.html se agíssemos de forma parecida, o planeta (e todos os seres nele existentes) resistiria muuuuito mais tempo!

  • Rafael:

    Parece que newton tava certo, mesmo baseado em crença, que o mundo vai acabar em 2060…

    • Miguel:

      Que horror, espero que não, quero viver!

    • IvanRW:

      Muitos de nós já não estaremos aqui em 2060, kkkkk, realmente.

  • Deodato Souza:

    Todo país rico e desenvolvido tem uma alta densidade populacional (Canadá e Austrália são exceções, por causa de suas grandes áreas desérticas mas, onde são habitados, têm alta densidade); claro, é o trabalho que produz a riqueza e gente é o fator produtivo principal. A desgraça atual não é superpopulução ( a Terra pode abrigar mais de 40 bilhões de pessoas), ela chama capitalismo, um sistema ultrapassado e vampiresco, que se mantém só às custas da mentira e da violência.

    • x:

      capitalismo? Voce nem deve saber o que significa capitalismo. Além disso, falar assim é fácil, mas antes de falar encontre um sistema economico mais interessante que o capitalismo.
      claro que superpopulação não é problema. Problema é a falta de educação/conhecimento desta população. Quanto mais habilitadas pessoas para encontrar soluções nas mais diversas áreas, mais progresso a humanidade vai alcançar.

    • André:

      Sim, mas o difícil seria alimentar tanta gente.

    • Anderea:

      …( a Terra pode abrigar mais de 40 bilhões de pessoas)….
      Quanto terra abriga não importa o que importa e o que milhões de pessoas gastando energia eletrica criando casas,comendo e comprando cada vez mais cheias de objetos isso cria esgotamento de recursos naturais enorme e poluição se vc acha que tem muito espaço quero ver quando população dobrar (a população cresce todos o anos e esse crescimento é cada vez maior!)isso é problema numca para de crescer mais o pessoal não se preucupa eles só percebem quando o problema ta mais que obvio é quase igual aquecimento global…

    • x:

      Anderea, o importante não é o quanto de recurso estamos consumindo e sim o quanto de recurso podemos obter e como podemos gerenciar estes recurso de forma vantajosa para nós mesmo. Recursos existem para serem consumidos ( o próprio traz esse entendimento).
      O homem vive hoje muito melhor do que quando surgiu, onde os ‘recursos’ eram infinitos (já que não tinham uso algum mesmo). Naquele tempo a quantidade de pessoas era menor que a de hoje, mas nem por isso a utilização dos recursos era feito de modo mais inteligente. Pelo contrário.
      A questão é muito simples, mas a maioria não para pra pensar e só segue repetindo algo que ouviu. Esse pensamento comum está errado. O problema não é a quantidade de pessoas que existe no mundo. O problema é que a maior parte é incompetente pra transformar o mundo em que vive (e a qualidade da educação é o principal motivo).

  • Deep:

    É tudo contraditório!
    O que nos trouxe aqui foi a idéia de progresso, de avanço…
    Então, novamente, apostar que o que nos salvará será o avanço das tecnologias, parece uma grande furada!

    Há uma idéia mais ampla… as civilizações devem aprender a utilizar a energia do planeta, respeitar e utilizar mais e melhor, as energias do átomo assim com as demais fontes naturais renováveis: vento, sol, ondas, etc…

    A idéia é criar uma cesta de fontes energéticas e não só esgotar uma única fonte básica.

    • Bovidino:

      Essa lógica é um tanto enganosa. A tecnologia em si não é boa nem má.
      O que nos trouxe até aquí, foi a tecnologia a serviço do capitalismo sem escrúpulos, utilizada principalmente para um crescimento desordenado, visando apenas enriquecer os detentores da tecnologia e uma elite que a domina e financia.
      A grande massa da população, está acomodada com o circo e o pão e a mercê desse processo destruidor e alienante, pois a elite dominante não parece querer mudar a situação.

  • André:

    É triste saber que a maioria das famílias em muitos países da África tem mais de 7 filhos. Isto é uma tragédia. Se fosse pelo menos 3 filhos por família.

    Muitos dizem: “Ah, eles são loucos, sabem que não podem criar todos, que vão passar fome, por que fazem tantos filhos?”. Mas eles não tem informação, não tem dinheiro nem para a comida, como vão comprar preservativos, anticoncepcional… Se outros países não ajudar, a coisa tente a ficar pior.

    O governo da Índia também deveria tomar uma atitude.
    A China foi radical, talvez não houvesse outra saída, pelo menos funcionou.

    Hoje em dia um casal bem informado sabe que ter dois filhos já está de bom tamanho.

    • Alguem:

      concordo com vc Andre.

  • eduardo:

    Vamos ter que invadir outro planeta “azul”…

    • Romário Huebra:

      Titã.

    • Christovam:

      TITÃ NÃO É PLANETA E MUITO MENOS AZUL, É RIQUÍSSIMO EM METANO, ALÉM DE SER MUITO FRIO -190 GRAUS

    • Romário Huebra:

      foi só de zuação, e é vdd hj vi no wikipedia qe titã naum é azul, ele é alaranjado, já vi muitas fotos dele em azul.
      E naum me venha dar aula de astronomia, pois sei qe titã é o maior satelite de saturno e o segundo maior do sistema solar.

    • EltonPaes:

      Quando o nosso sol queimar todo o seu combustível, e começar a inchar creio que titã será um bom lugar pra pegar um bronze^^

    • Ezio José:

      Que tal levar wisky e chocolate para lá?

    • Flor de Lis:

      Se invadirmos, faremos dele o que fizemos da Terra…

    • —:

      e o que tem demais nisso?

    • —:

      nosso unico dever aqui é sobreviver a qualquer custo

    • Flor de Lis:

      Mas tu é muito sem noção….

    • Evelyn Cordeiro:

      Hahahaha essa foi boa rs.

  • curioso:

    Mudança Radical Numero 6:

    CORINTHIANS CAMPEÃO DA LIBERTADORES!!!!!

  • Alins:

    Incrível como as pessoas aqui repetiram a fala do Agente Smith do filme Matrix….
    Um outro erro é abordarmos o tema como se possuíssemos a informação correta. Não detemos as informações. Alguns experimentos nunca foram revelados a humanidade. Ahh e sobre o aumento da temperatura Global… É um dado baseado numa mentira…

  • vielmond:

    Provavelmente a “humanidade (98% de chimpanzé -a parte saudável- e 2% de insensatez) “……. vai resolver o problema se auto-destruindo.

  • fabio de vasconcelos:

    Muito interessante o artigo

  • Ai vai!:

    Sabemos que tudo está se cumprindo, mas…Atenção,Governos Mundiais!!! Vê se tomam uma providência em relação ao CONTROLE DE NATALIDADE, PRINCIPALMENTE DESTAS PESSOAS SEM UM OBJETIVO NA VIDA!!!!!!!

  • Ai vai!:

    Sabemos que tudo está se cumprindo, mas…Atenhção,Governos Mundiais!!!

  • Roberto:

    Em mais 200 anos será impossível continuarmos vivendo no planeta sem uma dizimação humana em massa e sem precedentes.

    • Bovidino:

      Sua previsão é muito otimista. 20 anos é suficiente.

    • Alguem:

      vc é muito chato .Para de reclamar e tenha mais FÉ.
      Nós podemos mudar o mundo.

  • Rafael Barbosa:

    O Planeta sabe quando está lidando com uma praga. . .
    Creio que se continuarmos assim com esse consumismo desenfreado e sustentando esse sistema, não duraremos esse século.

  • André:

    O ser humano poderia estar incluído na extinção em massa no futuro?

    • Flor de Lis:

      Com certeza; os maiores prejudicados pelos nossos atos seremos nós mesmos.

  • Tiago Moah Weimer:

    Tratada com o que?!
    Mais e mais químicos…

    • Gyver:

      A agua do mar pode passar por filtros (osmose inversa) e fica água potável. É assim que fazem na arábia saudita para terem agua. No entanto o preço aumenta e é por isso que lá a cerveja é mais barata do que a água, e para lavarem o chão usam gasolina.

    • Cabeção:

      Também concordo. Esse negócio de “a água vai acabar” depende do que a humanidade vai priorizar no futuro: a vida ou o dinheiro.

  • Nik:

    A raça humana nunca vai estar satisfeita com o que tem ,então… de 2 uma: ou vamos destruir a nós mesmos destruindo nosso planeta, ou vamos nos espalhar pelo universo destruindo planeta por planeta, já que dizem que ele é infinito…

    • Andy:

      “Nada se cria, nada se destroi. Tudo se transforma”.

      Nós não estamos destruindo o planeta, estamos transformando-o. Atualmente, de forma geográfica e global, estamos transformando-o em algo negativo para os seres vivos em geral, mas nada impede que em algum momento no futuro, com o avanço da tecnologia e ciência, sejamos capaz de transformar o planeta em algo positivo novamente.

      O mundo é mudança e nós como seres vivos, somos os agentes ativos da transformação, tudo é possivel.

    • Tiago Moah Weimer:

      O problema é que essa transformação vai longe ainda…
      E muitos problemas traremos com elas!!

    • Bovidino:

      A única transformação que precisamos fazer com urgência é a de nós mesmos.
      Ou transformamos nossa mentalidade e nosso estilo de vida ou não sobreviveremos.
      Estamos divididos em países sendo que cada qual continua na busca desenfreada de crescimento.
      Estamos iludidos quanto ao potencial da ciência para encontrar soluções para todos os problemas que criamos.
      Até agora não conseguimos debelar doenças simples como a gripe, sem falar dos cânceres da aids e outras que surgirão.
      As previsões que esse artigo trás não são animadoras, mas pode ser ainda muito pior.

    • Romário Huebra:

      Realmente temos qe mudar nossa mentalidade, os paises devem trabalhar juntos para o crecimento da humanidade como um todo, e naum para o crecimento de uma única nação.
      Muito sde vc’s já devem saber qe no mundo existe mais de 50 bombas atomicas e seria necessario qe apenas 4 explodam para alterar por completo a orbita e a rotação da terra, e assim levar todos os terraqios a extinção.
      Seria muito bom se todos os humanos trabalhassem juntos.

    • Elizabeth:

      Andy,
      é justamente o avanço da tecnologia e da ciência que está levando o planeta ao caos.

      Não temos de esperar alguém resolver o problema. Como bem disse o Bovidino, cada um de nós é que deve se conscientizar dos males que estamos provocando e mudarmos nosso modo de vida.

      Fico apavorada quando vejo governos se empenhando no crescimento econômico, no aumento do consumo… isso vai acabar nos matando. Acabam as reservas do planeta, aumenta o lixo, aumentam as toxinas no ambiente, acaba com a natureza, aumentam as doenças.
      Está na hora de repensar a vida.

    • Andy:

      Em minha opinião acho precipitado culpar a ciência pelo “caos” no planeta hoje. Eu culparia o sistema consumista e falta de fiscalização eficiente dos governos.

      Essa velha história que todos temos de nos conscientizar para mudar o mundo acho pura balela, ninguem nunca mudou e nunca vai mudar falando de forma generalista. Nós estamos em um circulo vicioso de consumismo e achar que isso vai mudar por conscientização da população é utopia. Nossa única saída é a ciência e a tecnologia para reciclar o usado em novo, para transformar água do mar em água potável, para transformar fezes em comida.

      A resposta não é parar de consumir, a resposta é reciclar o que se consome para se consumir denovo e denovo.

    • Bovidino:

      Andy,
      Transformar água do mar em água potável já é possível. Transformar fezes em comida já se faz desde o começo do mundo.
      O grande problema é que a população mundial pode atingir uma massa crítica que mesmo a reciclagem não será suficiente, até porque o planeta é um sistema fechado que tem um limite de exploração.
      A mudança de consciência e de hábitos individualmente e em pequenas comunidades, poderá provocar um salto de consciência semelhante ao fenômeno do centésimo macaco. Isto sim, poderá nos salvar.

    • Andy:

      Bovidino, eu sei que já se pode transformar água do mar em potável e que fezes viram alimento a milhões de anos, isso foi apenas uma metáfora para o conceito de sustentabilidade (Ex: Se você quer cortar uma árvore para fazer papel, então corte e plante outra no lugar para que no futuro você possa cortar denovo e denovo).

      Quase, o planeta terra é sim um sistema (quase) fechado e tem um limite de exploração. Vou dar um exemplo rudimentar: Vamos supor que na terra possua 10 minerios de adamantium, nós exploramos e eles viram 10 minerios de ferro digamos… e teriamos extinguido o minerio de adamantium.

      O que acredito que uma das coisas que a ciência do futuro deverá conquistar é por exemplo o que os alquimistas sempre procuraram, a transmutação de elementos. Com o dominio completo da transmutação, nada se desgastaria, pois transformariamos o ferro denovo em adamantium, e a a única coisa que consumiriamos para isso seria energia, que viria do sol (por isso a terra é quase fechada). E todos sabemos que a energia solar irá durar bilhões de anos, o que o caracteriza como energia praticamente infinita.

      Com a ciência nesse estágio, nada mais seria desgastado e viveriamos felizes para sempre transformando o lixo em matéria prima novamente.

      Será que fui claro naquilo que pretendi dizer?

      P.S: Já temos algum (pouco) dominio sobre a transmutação nos dias de hoje, um exemplo seria as usinas nucleares que transformam Uranio em chumbo, retirando energia no processo.

    • Nik:

      Ok Ok, não vamos destruir o planeta… vamos só transforma-lo em um lugar totalmente inabitavel. Melhorou? ¬¬

    • Miguel:

      Também não há de ser assim tão mau. Acredito no Andy, temos de nos empenhar em transformar o mundo de forma positiva!

    • Nik:

      Uma coisa é falar, outra é fazer. O simples fato de você comer um produto industrializado já contribui para poluição, se parar também não importa porque vai continuar existindo isso. Ou seja, você disse que vai se empenhar em algo do qual nem tem noção de quanto é impossível.

      A propósito, você pode achar meu ponto de vista pessimista mas eu digo que é realista.

    • Anderea:

      fato! lindo fato mais uma vez falando o que penso

  • Mark:

    Acredito cada vez mais na declaração de Stephen Hawking:

    “Não creio que a raça humana possa sobreviver aos próximos 1000 anos, a menos que nos espalhemos pelo espaço.”

    Link – O futuro e sobrevivência da humanidade está no espaço: Colonizando novos mundos – http://www.ets-e-ovnis.com/2011/10/sobrevivencia-da-raca-humana-esta-no.html

  • adriana:

    Tem que para de nascer gente .

  • Jucabala:

    Tinha que incluir aí o fim das religiões, a parte boa!!

    • héber:

      a culpa é dos ateus

    • Miguel:

      não percebo o que há de assim TÃO BOM no fim das religiões… enfim…

    • leandro:

      Meu pai é fanatico, ja leu a biblia até de traz para frente, é só isso que ele faz alem de ir na igreja, ele ensiste que eu tenho que ter uns 10 filhos no minimo, pois esta escrito algo como “multiplicai e …” a não sei o que tá escrito mas ele fala, eu só quero ter 1 e olha lá.

    • Miguel:

      Eu acredito em Deus, e, quanto a mim, nem pensar em ter 10 filhos, Santa Paciência, só quero um ou dois…
      Descansa que nem todos os religiosos são assim…

  • Michel Wilhelm:

    O jeito vai ser encontrar uma forma de “criar” água, recursos energéticos, quiçá, iniciar a verdadeira exploração espacial, com ênfase em “lucro” … Alguém ai afim de ir para Marte? hehe

    • EltonPaes:

      Criar água é fácil, 2 átomos de hidrogênio + 1 átomo de oxigênio!

      ;D

    • Nik:

      Hidrogênio, dawn! ¬¬’

    • EltonPaes:

      NIK, Seu cabeção, vc acha que H2O é o que Dois átomos de gás Hélio?
      A molécula de água é constituída por dois átomos de hidrogênio ligados a um de oxigénio, com uma estrutura angular.
      Sai da internet e vai estudar!!

    • Nik:

      Eu NUNCA disse isso! E não sei oque fez você pensar.

      Se você procurar esse tipo de informação vai entender oque eu digitei alí, engraçado é você me insultar me chamando de “burro” se é você quem parece que não sabe oque está falando.

      SE TOCA CARA! Fácil mesmo é insultar!

  • Ferreira:

    1 bilhão 1802 126 anos depois
    2 bilhões 1928 33 anos depois
    3 bilhões 1961 13 anos depois
    4 bilhões 1974 13 anos depois
    5 bilhões 1987 12 anos depois
    6 bilhões 1999 12 anos depois
    7 bilhões* 2011 12 anos depois
    8 bilhões 2023 11 anos depois
    9 bilhões 2034 11 anos depois
    10 bilhões 2045

  • EltonPaes:

    É chato pensar nisso, mas parecemos uma praga que se espalha facilmente e acaba com tudo ao seu redor…

    • websuffer:

      Em matrix, eu vi a melhor definição pra nós, seres humanos.

      “Eu gostaria de te contar uma revelação que eu tive durante o meu tempo aqui. Ela me ocorreu quando eu tentei classificar sua espécie e me dei conta de que vocês não são mamíferos. Todos os mamíferos do planeta instintivamente entram em equilíbrio com o meio ambiente. Mas os humanos não. Vocês vão para uma área e se multiplicam e se multiplicam, até que todos os recursos naturais sejam consumidos. A única forma de sobreviverem é indo para uma outra área. Há um outro organismo neste planeta que segue o mesmo padrão. Você sabe qual é? Um vírus. Os seres humanos são uma doença. Um câncer neste planeta. Vocês são uma praga. E nós somos a cura.”
      (Agent Smith: filme Matrix)

    • Flor de Lis:

      É triste, mas é a pura verdade…

    • Anderea:

      …Vocês vão para uma área e se multiplicam e se multiplicam…
      Nos somos o topo da espécia dominante não temos inimigos nem predador que instabilize nossa população outros mamiferos não chegaram a ter tal liberdade de não ter que lutar pela vida e maioria dos animais domestico não tem liberdade suficiente para tem grande população alem de ficarem em ambientes fechados uma boa parte alguns são castrados (esses atos podem ser de uma ação inconsciente de forma de continuar ser dominante) se todos animais fossem tal liberdade eles se multiplicariam mais que nos pelo fato de que parte de nossa população ter intelligencia para controle populacional
      …dei conta de que vocês não são mamíferos…
      mamíferos por apresentar pêlos e glândulas mamárias
      dizer que ser humano não é mamifero por esse fato:Todos os mamíferos do planeta instintivamente entram em equilíbrio com o meio ambiente. Mas os humanos não completamente ilógico
      ….Há um outro organismo neste planeta que segue o mesmo padrão. Você sabe qual é? Um vírus…. kkkk burrice
      kkkkkk….
      Vírus são estruturas simples, se comparados a células, e não são considerados organismos, pois não possuem organelas ou ribossomos(fonte:http://pt.wikipedia.org/wiki/V%C3%ADrus)

      …Acho que não ganharei possitivos porque o sei que o um ser obsurdamente intelligente não acertaria uma pergunta de ser de um mero humano PORQUE ELE NÃO SERIA INTELIGENTE SUFICIENTE PARA OBTER UMA BOA RESPOSTA.-entenda o resto usando a criatividade 🙂

      Desculpa erros de portugues não é meu forte

    • Anderea:

      erros sérios… (divia ter algo que modifique o comentario) antes de grande ter não tem antes de completamente ilógico tem .

    • EltonPaes:

      Haha, que distorção, eu acho que vc entendeu o que ele quis dizer não foi?

  • Ferreira:

    Estamo chegando a 7 bilhões de consumidores em 2050 vai ser mais de 11,5 bilhões de consumidores.

  • Fernando:

    Triste…

  • Cabeção:

    Que coisa né, das 5 maneiras, somos responsáveis por todas…

    • héber:

      eu não tenho nada a ver com isso

    • Miguel:

      nem eu.

    • Junior:

      corram para as colinas

    • Flor de Lis:

      Héber e Miguel,,, vcs, assim como todos os outros seres humanos, tem a ver sim…acredite.

    • Evelyn Cordeiro:

      kkkkkkkkk aiai rs

Deixe seu comentário!