5 verdades sobre exercícios físicos que fazem mais mal do que bem

Por , em 28.03.2018

Quantas vezes por semana você precisa se exercitar para entrar em forma? Se você está tentando perder peso, deve se concentrar em exercícios ou dieta? É melhor fazer atividade física de manhã ou à noite?

Você provavelmente já se deparou com essas questões antes, e ouviu respostas contraditórias, vagas ou até corretas, mas pouco úteis.

Algumas “meias verdades” sobre exercícios físicos ajudam mais do que atrapalham. Então, vamos nos concentrar no que ajuda:

Mito 1: Para ter um benefício real, você precisa fazer pelo menos uma hora de academia por dia ou suar várias vezes por semana em uma aula aeróbica


O que deveria ser dito: Para uma saúde melhor e um risco reduzido de morte por todas as causas, qualquer tipo de movimento é melhor que pouco ou nenhum.

Quando as pessoas escutam que “precisam ir à academia todos os dias ou não adianta nada”, acabam não fazendo nada. Mas qualquer esforço que você fizer para se mexer, seja uma aula de kickboxing duas vezes por semana, ou uma caminhada de 30 minutos até o trabalho, tem benefícios mensuráveis para seu cérebro e corpo.

Isso é de acordo com uma nova pesquisa publicada este mês no Journal of the American Heart Association. Para chegar a seus resultados, os pesquisadores usaram dados sobre atividade física e taxas de mortalidade de mais de 4.800 adultos e descobriram que as pessoas que andavam por pelo menos 30 minutos por dia (e boa parte podia ser simplesmente parte da sua rotina, como subir as escadas do trabalho) tinham benefícios significativos em comparação com aqueles que não se exercitavam.

A mensagem-chave deste estudo é que a atividade física total (ou seja, de qualquer duração) fornece benefícios importantes para a saúde.

Mito 2: A melhor hora para se exercitar é logo de manhã


O que deveria ser dito: O melhor momento para um treino é o momento que você tem para exercitar-se de forma mais consistente.

Idealmente, a atividade física deve ser um hábito diário, por isso, se você gosta de ir no fim da noite na academia, faça isso. Se só pode fazer uma aula de spin na hora do almoço, faça isso.

Se você não tem preferência e tem disponibilidade, algumas pesquisas sugerem que se exercitar logo de manhã pode ajudar a acelerar a perda de peso, preparando o corpo para queimar mais gordura ao longo do dia.

Mito 3: Musculação transforma gordura em músculo


O que deveria ser dito: O treinamento com pesos ajuda a construir o tecido muscular em torno de qualquer tecido adiposo.

Você não pode transformar gordura em músculo. Fisiologicamente falando, são dois tecidos diferentes.

O tecido adiposo (gordo) é encontrado sob a pele, imprensado entre os músculos e ao redor dos órgãos internos, como o coração. O tecido muscular, que pode ser subdividido em três tipos principais, é encontrado em todo o corpo.

Não que a musculação não ajude na perda de peso. Mas a melhor maneira (ou seja, a mais eficaz) de reduzir o tecido adiposo é ter uma dieta saudável que incorpore vegetais, cereais integrais, proteínas magras e gorduras saudáveis, como as encontradas no azeite e no peixe.

Mito 4: Correr uma maratona é a maneira ideal de entrar em forma


O que deveria ser dito: Você pode obter muitos dos benefícios da corrida de longa distância sem passar da marca de 8 km.

Se você gosta de correr, ótimo. Se não está pronto para finalizar uma maratona, não há nenhum problema. Correr rápido por apenas 5 a 10 minutos por dia pode fornecer alguns dos mesmos resultados de saúde do que correr por horas.

Na verdade, pessoas que correm menos de uma hora por semana – contanto que consigam esses poucos minutos todos os dias – veem benefícios similares em termos de saúde cardíaca que pessoas que correm mais de 3 horas por semana.

Anos de pesquisas recentes sugerem que praticar exercícios intensos por períodos curtos pode proporcionar alguns dos mesmos benefícios para a saúde do que exercícios longos, de resistência.

Mito 5: As bebidas esportivas são a melhor maneira de reidratar depois de um treino


O que deveria ser dito: A maioria das bebidas esportivas são apenas açúcar e água. É bem melhor tomar apenas água, e comer um lanche (um alimento de verdade) rico em proteínas.

Estudos sugerem que a proteína ajuda a reconstituir os músculos após um treino. Mas como o conteúdo de suplementos como proteína em pó é amplamente não regulamentado, no entanto, a melhor opção é comer alimentos com muita proteína. [BusinessInsider]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (32 votos, média: 4,53 de 5)

Deixe seu comentário!