A extinção da tartaruga gigante pode ter sido culpa de nossos ancestrais

Por , em 17.08.2010

A tartaruga gigante, espécie extinta há 3 mil anos atrás, pode ter desaparecido do planeta por culpa dos humanos da época.

Seria um dos primeiros casos comprovados em que a influência humana teve um papel claro na extinção desses enormes animais da antiguidade, conhecidos como “megafauna”.

A descoberta foi feita por uma equipe de cientistas australianos, que encontrou ossos das pernas de tartarugas gigantes em Vanuatu (mas não seus cascos ou crânios). Eles datavam de quando os humanos já habitavam a região, mostrando que os animais eram caçados para servirem como alimento – já que as pernas da tartaruga são as únicas partes comestíveis de seu corpo.

Mesmo assim, as tartarugas gigantes teriam vivido mais do que outras espécies da megafauna (como os mamutes e tigres dente-de-sabre), que foram extintas a cerca de 50 mil anos atrás.

O debate sobre a forma exata com que a megafauna foi extinta está em voga desde que Darwin descobriu fósseis de preguiças gigantes no Chile. As causas possíveis são mudanças ambientais, influência humana (através da caça) e foi considerada, até mesmo, a queda de um meteoro.

As ossadas de tartaruga descobertas pertencem a um gênero conhecido como Meiolania – elas teriam um comprimento médio de 2,5 metros e apresentariam chifres na cabeça. [BBC]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 4,00 de 5)

3 comentários

Deixe seu comentário!