Alunos em pé prestam mais atenção na aula

Por , em 27.04.2015

Um estudo desenvolvido nos EUA afirma que alunos em mesas que os permitem ficar em pé permanecem mais atentos na aula do que seus colegas sentados. Os resultados preliminares mostram uma concentração 12% maior na sala de alunos em pé, o que equivale a um acréscimo de sete minutos por hora de tempo de atenção.

A pesquisa, publicada no International Journal of Health Promotion and Education, contou com quase 300 crianças do segundo até o quarto ano que foram observadas ao longo de um ano escolar. A concentração foi medida por comportamentos ligados à aula, como responder a uma pergunta, levantar a mão ou participar de discussões ativas, bem como atitudes não ligadas a aula, como falar fora de hora.

Obesidade

Este tipo de mesa oferece a opção de sentar ou ficar em pé, de acordo com a vontade do estudante durante as aulas. Mark Benden, professor da Escola de Saúde Pública da Texas A & M Health Science Center, onde o estudo foi conduzido, que também é engenheiro ergonômico, originalmente se interessou pelas mesas como um meio de reduzir a obesidade infantil e aliviar o estresse na coluna vertebral que pode ocorrer com mesas tradicionais.

Estudos anteriores feitos por Benden mostraram que as carteiras podem ajudar a diminuir a obesidade – alunos em pé queimam 15% mais calorias do que estudantes nas mesas tradicionais (25% considerando crianças obesas), mas não havia indícios de que as mesas também aumentavam a concentração. O estudo mais recente foi o primeiro projetado especificamente para analisar o impacto do envolvimento na sala de aula.

Solução para dois problemas

Benden disse que não estava surpreso com os resultados da nova análise, uma vez que estudos anteriores mostraram que a atividade física, mesmo em níveis baixos, pode ter efeitos benéficos sobre a capacidade cognitiva.

“Estações de trabalho em pé reduzem os problemas de comportamento disruptivo e aumentam a atenção dos alunos ou o engajamento comportamental acadêmico, proporcionando um método diferente para completar tarefas acadêmicas que quebra a monotonia do trabalho sentado”, explica Benden.

“Pesquisas indicam que o engajamento comportamental acadêmico é o fator mais importante para o desempenho do aluno. Simplificando, podemos pensar melhor de pé do que sentados”, complementa. [Phys]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

Deixe seu comentário!