Antigo texto egípcio descreve um Jesus “mutante”

Decifrado recentemente, um texto egípcio de 1,2 mil anos conta que Jesus teria celebrado a Santa Ceia com Pôncio Pilatos (o juiz que autorizou sua crucificação, de acordo com os Evangelhos Canônicos), numa terça-feira e não numa quinta, e que Jesus era capaz de mudar sua aparência (uma explicação para a maneira que Judas teria usado para ajudar soldados romanos a identificá-lo na hora da prisão).

De acordo com o pesquisador Roelof van den Broek, que publicou a tradução em seu livro “Pseudo-Cyril of Jerusalem on the Life and the Passion of Christ” (“Pseudo Cirilo de Jerusalém sobre a Vida e a Paixão de Cristo”, sem edição no Brasil), é importante ressaltar que, embora a existência do relato não possa garantir que as coisas ocorreram dessa maneira, poderia haver pessoas na época que acreditavam nele.

Há pelo menos duas cópias do texto, escrito na linguagem copta (do povo egípcio do período helenístico e do período sob dominação romana): um na Biblioteca e Museu Morgan em Nova York e outro no Museu da Universidade da Pensilvânia (ambos nos EUA). Boa parte da tradução foi feita a partir da cópia que se encontra em Nova York, mais conservada.

Café com Pilatos

“Sem maior tumulto, Pilatos preparou a mesa e comeu com Jesus no quinto dia da semana. E Jesus abençoou Pilatos e toda a sua casa (…) [depois, Pilatos disse a Jesus] bem, observe, a noite chegou, levante-se e bata em retirada, e quando a manhã chegar e eles me acusarem por sua causa, eu devo dar a eles o único filho que tenho para que eles possam matá-lo em seu lugar”.

De acordo com o texto, Jesus teria agradecido a Pilatos por sua boa vontade, mas recusado a oferta e mostrado que, se desejasse, poderia escapar de outras formas, desaparecendo em seguida.

Van den Broek lembra que, na Igreja Copta e em igrejas da Etiópia, Pilatos é considerado um santo, e isso explicaria o retrato mais amigável que ele recebeu nesse e em outros textos.

Jesus metamorfo

“Então os judeus disseram a Judas: como vamos prendê-lo [Jesus], pois ele não tem uma única forma, sua aparência muda. Às vezes ele é corado, às vezes ele é branco, às vezes ele é vermelho, às vezes ele tem cor de trigo, às vezes ele é pálido como um asceta, às vezes ele é um jovem, às vezes um velho…”

Se Jesus era capaz de mudar radicalmente de aparência, uma simples descrição física não bastaria para que os guardas romanos o identificassem, o que teria motivado Judas a escolher um sinal (um beijo no rosto, de acordo com os Evangelhos Canônicos).

Embora muitos leitores possam ter achado a ideia curiosa, ela é ainda mais antiga do que o texto egípcio. “Essa explicação do beijo de Judas foi encontrada primeiro em Orígenes [um teólogo que viveu de 185 a 254]”, explica o pesquisador. Na obra Contra Celsum, Orígenes escreveu que “para aqueles que o viam, [Jesus] não aparecia da mesma forma para todos”.

(Tipo) São Cirilo

O autor do texto assina como São Cirilo de Jerusalém, um santo que viveu no Século 4 – da mesma forma que ocorre com diversos outros textos antigos, segundo van den Broek. Além disso, o autor alega que teria encontrado em Jerusalém (atualmente no território de Israel) um livro com relatos feitos pelos apóstolos sobre a vida e a morte de Jesus.

Van den Broek considera que essa alegação seria um recurso para “aumentar a credibilidade das visões peculiares e dos fatos não canônicos que ele vai apresentar, atribuindo-os a uma fonte apostólica”, estratégia que seria encontrada “frequentemente” na literatura copta.

Outro aspecto intrigante do texto é o fato de ele apontar que a “Última Ceia” teria ocorrido com Pilatos e, além disso, em um dia da semana diferente do que é celebrado há quase dois mil anos. “[…] É fora do comum que Pseudo-Cirilo relate a história da prisão de Jesus na noite de terça-feira, como se a história canônica de sua prisão na noite de quinta não existisse”, diz van den Broek.

Van den Broek explicou que “no Egito, a Bíblia já havia se tornado canônica no quarto/quinto século, mas histórias apócrifas e livros permaneceram populares entre cristão egípcios, especialmente entre monges”.[LiveScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)
Curta no Facebook:

47 respostas para “Antigo texto egípcio descreve um Jesus “mutante””

  1. Tenho o costume de ler a Bíblia, e me recordei de duas passagens

    E aconteceu que, quase oito dias depois destas palavras, tomou consigo a Pedro, a João e a Tiago, e subiu ao monte a orar.
    E, estando ele orando, transfigurou-se a aparência do seu rosto, e a sua roupa ficou branca e muito resplandecente.
    Lucas 9:28-29

    E depois manifestou-se com outra aparência para os dois, que iam de caminho para o campo.
    Marcos 16:12

    Se não me engano tem outras partes da Bíblia que dão a entender que Jesus “mudava de forma”, até hoje essas passagens tinham sido interpretadas de forma literária e metáfora

  2. Para quem já estudou mitologia grega antiga, pode perceber a grande influência nas histórias bíblicas. Quando alguém aí falou da fecundação de Maria, lembrei de mitos gregos em que Zeus também fecundava quem ele queria de maneira misteriosa! O que quero concluir é que ainda precisamos pesquisar bastante, estudar e abrir a mente! Ainda mais, quando em Teologia, você descobre que os textos bíblicos foram manipulados!

  3. O que mais Esta revista eletrônica que se declara científica gosta de publicar, são artigos sobre a Bíblia, Jesus, Deus e outros assuntos religiosos. Dai é mais que lógico que nós que defendemos a nossa crença postamos aqui a nossa opinião.
    Quando fazemos isso, os da religião de Darwin, os ateus graças a Deus e os de cima do muro, (Jhonatan) cai matando dizendo que o o site é cientifico e não religioso. Acho melhor vcs ateus de plantão irem para um site de ciências porque nós vamos continuar nesse religioso.

  4. Eu já penso diferente, porque se acreditamos na ciência ou na religião isso não nos faz maiores nem melhores que ninguem, eu sou evangélico e claro queremos que as pessoas venham a acreditar em Deus, mas na verdade o livre arbítrio ainda está em funcionamento, Jesus mesmo disse nesta passagem:

    Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me; mateus 16:24

    “SE ALGUEM QUISER” vejam Jesus não obriga ninguem a segui-lo, mas ama a todos igualmente!

    • Nisso concordo plenamente. Ninguem é obrigado a nada que não queira (fazer, falar, acreditar, etc…) Se até Ele disse “se alguém quiser”, é porque sabia que alguns não iriam querer. Se temos o poder do livre arbítrio, só temos que saber usá-lo.

    • Pois é, Victor. Agora, tente explicar isso aos pastores famigerados loucos pelo dinheiro dos pobres fiéis e amedrontados pelos gritos.

  5. A ciência diz que nada pode ter existido pelo sempre no passado e um Criador pressupõe outro que o criou e assim em diante, mas a ciência também diz que a energia não se cria apenas se transforma, então também se pressupõe que sempre existiu, se sempre existiu por que Deus também não o pode; ou a energia teve um início? Mas o que a teria iniciado? passou por um portal vindo de outra dimensão?

  6. Acreditar em Deus não exclui a ciência, muito menos vice versa; acontece que a ciência ainda não sabe tudo, nem nesta dimensão. Eu também não sei nada, só posso acreditar, mesmo sobre ciências, acredito em livros e cientistas por que fui treinado para isto desde pequeno, tecnicamente não difere muito de crer em monges apesar de não entrarem tanto em consenso quanto cientistas, mas o mecanismo é parecido. Nunca vi Deus e nem tive um “sinal” mas também nunca vi um quarks ou Boson de Higgs e acho que levaria um 30 anos para eu entender as equações complexas e funcionamento do acelerador de partículas para confiar com conhecimento, mas os cientistas dizem que entendem e provam, obviamente só entre eles; o mesmo fazem monges que também estudam por décadas e alguns até ciências; foi um padre jesuíta que formulou a teoria do BIG BANG e não há como negar que há muitos intelectuais nas religiões. Numa hipótese de que cientistas provassem com máquinas e fórmulas que Deus existe, nós leigos só poderemos continuar a acreditar como em monges até agora, jamais entenderíamos o raciocínio. Eu particularmente, até agora, acho difícil de acreditar que foram só coincidências as bilhões de combinações de condições desde o Big Bang até hoje para que simples matéria inanimada criasse vida e evoluísse até ter inteligência própria e só num ser e só na terra pelo que se sabe até agora. Ao menos para meus conhecimentos limitados de probabilidades, mas vislumbrar viagem no tempo, multiversos, portal em buraco de minhoca parece tão insano quando religião.

    • “A diferença é que a ciência não pede pra vc acreditar nela”, de certo modo, ela te força, levando em consideração que somos obrigados a ir para a escola, e nela temos que aprender coisas como a teoria da evolução, e descreve-la como se aceitando-a e concordando com ela, neste caso obriga. sinto muitas saudades da escola, e acho certo ela ser obrigatoria, mas nela voce tem que aceitar tudo que for ensinado, não ha muito espaço para escolha, e por isso digo que esta frase acima esta errada, pois tenta desmerecer as religiões por te dizerem um caminho que voce deve seguir, não sendo obrigatorias e de sendo livre escolha na qual acreditar (sei que tem paises onde é sim obrigatoria a aceitação, mas não é o caso do pais em que vivemos onde ha muitas religiões diferentes) sendo que a ciencia te impõe sua ideia de maneira bem mais autoritaria, tendo que ser ouvida/entendida de uma forma ou de outra.

    • O que ensinam na escola é fato e comprovado. Não há como discutir com algo que se tem provas, testes, relatórios e documentação. EX: matemáica, geografia, historia, e por ai vai

  7. A parte da Biblia mesmo em que fala que Maria teve uma “visão” que anjos chegaram avisaram pra ela que ia ser mãe de Jesus e depois ela estava grávida sendo Virgem, pra mim diz tudo. Inseminação artifícial…
    Uma pessoa que quer ficar gravida ou fica, não fica grávida porque dois anjos vem dizer que ela vai ficar! Se eles sabiam, é porque ali já foi feita a inseminação.

  8. Ai, che! Terça era o quinto dia da semana para os judeus! O novo dia deles começava ao por do sol… Sabado era o primeiro dia da semana, mas o dia de sabado começava ao anoitecer de sexta… Dai e so fazer a conta pra ver que depois de anoitecer terça começava o quinto dia deles, bem na hora que Jesus e Pilatos tavam começando a churrasquear, na Ceia! Tenho dito!

    • o problema não é a hypescience, mas sim uma parte dos leitores e talvez alguns escritores, mas neste caso não vi nenhum desrespeito, pois o texto foi escrito de forma neutra, ele não apresenta a opinião de que estes registros relatam toda a verdade nem que a biblia é uma completa mentira, seria um desrespeito da hype se fosse algo puramente da opinião de quem escreve, e todos estivessem em conjunto para tentar derrubar qualquer opinião contraria, mas a maioria dos textos, ate dos que falam sobre assuntos religiosos, falam de forma neutra, como tem que ser quando se trata de assuntos jornalisticos, o desrespeito que vejo são de origem de leitores, não de todos, mas de alguns que por acharem sua opinião certa não aceitam que existam outras.

    • Meu caro Jonatas, sei que vc é ateu ou, no mínimo agnóstico (como vc é inteligente e atento, talvez agnóstico lhe seja mais justo atribuir).
      Mas vou lhe dizer uma coisa, na “honesta” : ou Deus existe ou sou uma espécie de bruxo poderoso, pois toda vez que me concentro de verdade e peço algo pertinente e justo com a força do coração puro… ah, velho… pode
      crer que acontece. Peço e recebo. E não é de hoje.
      Não é necessário dizer que não peço banalidades, dinheiro, mulheres… vc sabe a que me refiro – pedidos que tenham um caráter nobre, é claro.
      Seria apenas o poder da minha mente ? Difícil dizer…

    • Interessante, lembre de Einstein, tudo é relativo…
      Se for religioso, sente que é Deus (letra maiúscula, é nome próprio, seja ele existente ou não)
      Se você fosse das áreas paranormais, seria de sua mente.
      Se fosse espírita, seria de seus entes queridos espirituais.
      Se budista, a concentração e o foco de sua vontade fazendo o Universo, extra e intra – mais o intra – conspirar a teu favor.
      Eu sou ateu, mas estudo e aplico algumas áreas do Budismo, como a meditação.
      Mas lembre, existem dois tipos de ateu:
      1 – O Ateu que não acredita em Deus, mais parece um religioso revoltado contra e que faz questão de ser ateu e prega ateísmo, fala tanto que se convense que SABE que Deus não existe e faz camapanha pra convencer os outros daquilo que já convenceu a si mesmo.
      2 – E o Ateu que não acredita que Deus exista. Eu sou bem claro quando falo, “não Acredito que exista”, em lugar de “sei que não existe e pronto”. Esse simplesmente segue sua vida sem querer que os outros tenham opinião igual a sua, eu não prego ateísmo, não sigo os ensinamentos de Dawkins e tenho inúmeros amigos que pensam de outro jeito, que acreditam em divindades. Esse cara sou eu… rsrs 😀 abraço.

    • Gostei de seu comentário, velho ! Vc pode não ser O cara, mas é um deles… rsrs
      Ah, não errei quando disse agnóstico.
      Valeu !

    • Kid Redman…Todos nós somos ‘bruxos poderosos’ qdo sabemos o que queremos e usamos a intensidade pra direcionar esse pedido ao Universo. Lei da atração é o nome disso. Continue direcionando suas vibracões para coisas dignas, pertinentes e justas e continuará recebendo. E isso não é dádiva de Deus, é sua dádiva. Todos nós somos deuses, a divindade está verdadeiramente em nós e quando estamos alinhados com o Universo, recebemos tudo que emanamos. Seja bom ou ruim, o que emanamos ao mundo, recebemos de volta. Namastê!

    • Acredito nisso, Sofia.
      Só estava provocando um pouco o Jonatas – gosto dos comentários dele ! hehehe…
      Deixo aqui meu carinho.

    • Tem razão! O curioso é que na fonte está escrito “quinto dia da semana”, embora o autor do livro que fala sobre esses manuscritos tenha falado que a refeição com Pilatos foi na terça-feira. Deve ter sido uma falha de digitação… vamos averiguar!

    • Posso estar falando uma grande besteira, mas:

      Nos países que ficam ali no oriente médio… Arábia, Emirado EGITO etc… o dia de descanso não é o DOMINGO.. e sim a QUINTA .. sendo assim, pode ser uma explicação para que a nossa TERÇA FEIRA seja o quinto dia da semana deles, já que a semana deles tem ínicio na SEXTA e não na Segunda.

      Nossa semana: dom seg ter qua QUI sex sab

      Semana Egito: sex sab dom seg TER qua qui

Deixe uma resposta