Buracos de minhoca poderiam enviar mensagens para o passado ou futuro

Por , em 21.05.2014

Preparem-se, fãs de “De Volta Para o Futuro”. Como uma forma bizarra de fibra óptica, os longos e finos “buracos de minhoca” podem permitir que você envie mensagens através do tempo usando pulsos de luz.

Previstos pela teoria geral da relatividade de Einstein, buracos de minhoca são túneis que ligam dois pontos no espaço-tempo. Se algo pudesse atravessar um, abriria possibilidades intrigantes, tais como a viagem e a comunicação instantânea através do tempo.

Buracos de minhoca são mensageiros?

Mas há um problema: os buracos de minhoca de Einstein são notoriamente instáveis e não ficam abertos tempo suficiente para qualquer coisa para passar. Em 1988, Kip Thorne e seus colegas do Instituto de Tecnologia da Califórnia (EUA) especularam que buracos de minhoca poderiam ser mantidos abertos usando uma forma de energia negativa chamada de “energia Casimir”.

A mecânica quântica nos diz que o vácuo do espaço-tempo está repleto de flutuações quânticas aleatórias, que criam ondas de energia. Agora imagine duas placas metálicas paralelas paradas neste vácuo. Algumas ondas de energia são demasiado grandes para caber entre as placas, de modo que a quantidade de energia entre elas será menor do que em torno delas. Em outras palavras, o espaço-tempo entre as placas tem energia negativa.

Colapso lento

Tentativas teóricas para usar essas placas para manter buracos de minhoca abertos até agora se mostraram insustentáveis. Recentemente, porém, Lucas Butcher, da Universidade de Cambridge (Inglaterra), pode ter encontrado uma solução.

“E se o próprio buraco de minhoca pudesse tomar o lugar das placas?”, questiona. Em outras palavras, sob certas circunstâncias, a forma de tubo do próprio buraco de minhoca poderia gerar a energia Casimir. Seus cálculos mostram que, se a garganta do buraco de minhoca for, em ordens de magnitude, maior do que a largura de sua entrada, de fato, criaria energia Casimir em seu centro.

“Infelizmente, essa energia não é suficiente para manter o buraco de minhoca estável. Ele vai entrar em colapso”, conta o pesquisador. “Mas a existência de energia negativa permite que o buraco de minhoca entre em colapso muito lentamente”. Além disso, cálculos aproximados mostram que o centro do buraco de minhoca pode permanecer aberto por tempo suficiente para permitir que um pulso de luz passe.

Um buraco de minhoca é um atalho do tempo-espaço, por isso o envio de um pulso de luz através de um poderia permitir a comunicação mais rápida do que a luz. E, como as duas bocas de um buraco podem existir em diferentes pontos no tempo, em teoria, uma mensagem poderia ser enviada através do tempo.

Butcher adverte que ainda é necessário muito mais trabalho para confirmar que outras partes do buraco de minhoca, além do centro, permaneceriam abertas tempo suficiente para a luz viajar todo o caminho. Ele também admite que precisa descobrir se um pulso grande o suficiente para transmitir informações significativas poderia passar pela garganta que estaria lentamente em colapso. E, claro, estamos muito longe traduzir as equações teóricas em um objeto físico. [New Scientist]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (8 votos, média: 5,00 de 5)

6 comentários

  • Elysom Sol:

    Albert Einstein e Tesla conheciam a fórmula talvez

    • Cesar Grossmann:

      Albert Einstein não, e Tesla muito menos.

  • WalterZ:

    Caramba…
    Nunca se utilizou tanto os buracos de minhoca para viagens!! Viagens na maionese!!

  • Caleb Yamamoto:

    Esses assuntos sempre me fazem pensar.
    Esse tipo de tecnologia não foi desenvolvido ainda pois se não o ‘pessoal do futuro’ já teriam se comunicado com nós no presente. A não ser que o presente seja o futuro e o limite do tempo, neste caso seria nós que teríamos que nos comunicar com o passado ?
    Nossa, que confusão kkkk.
    Eu não entendi direito o artigo e estou viajando ou tem alguma lógica em tudo isso ?

    • Matheus Ev:

      Também já pensei sobre isso. Além disso, e se no futuro eles já tenham tecnologia para isso, mas não seja permitido a comunicação conosco para não alterar o presente deles?
      Eu já li em algum lugar sobre cientistas que ficam procurando sinais do futuro. Até mesmo queriam criar uma rede de monitoramento para identificar possíveis viajantes do tempo.
      Sei lá, viagem no tempo é complicado de se imaginar, beira o limite da nossa capacidade de pensar.

    • Cesar Grossmann:

      Existem várias hipóteses sobre o assunto “viagem no tempo”, uma delas afirma que só receberemos mensagens do futuro depois que conseguirmos criar uma máquina capaz de enviar tais mensagens.

      Eu não gosto muito disso, significaria que minha ideia de esperar meu eu futuro vir para me ensinar a fazer uma máquina do tempo não tem futuro…

Deixe seu comentário!