Cientistas criam “micro-bombas” para combater o câncer

Por , em 25.08.2010

Cientistas israelenses criaram uma maneira de tratar as células cancerosas com remédios pesados sem danificar as células saudáveis. Dois pesquisadores da Universidade de Tel Aviv criaram um “nanoveículo” que carregam partículas minúsculas de quimioterapia pelo corpo, e as liberam nas células doentes.

As drogas são liberadas apenas quando o nanoveículo entra em contato com o câncer. Os inventores do aparelho afirmam que ele é muito parecido com uma bomba.

Uma molécula de açúcar, que é “reconhecida”, de certa forma, por muitos receptores de células cancerosas forma a “cobertura” do nanoveículo. Coberto de açúcar, o remédio engana o câncer, como um cavalo de Tróia, entregando os soldados no meio da cidade, disfarçados de presente.

Quando a cobertura interage com as células cancerosas, a carga de quimioterapia é entregue diretamente no seu alvo, potencializando seu efeito e deixando de danificar células saudáveis. Esse tratamento pode ser usado para curar vários tipos de câncer e, como o nanoveículo é feito de material orgânico ele é mais seguro do que os tratamentos atuais, já que o que não é absorvido pelo câncer é expelido pelo corpo normalmente.

Os pesquisadores esperam iniciar os testes em humanos nos próximos dois anos. [DailyTech]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

2 comentários

  • Betão:

    Muito show, mas e com relação ao custo tanto pra quem está desenvolvendo quanto pra quem quer ter esse tratamento?Será que é viável?

  • Rosângela:

    Fantástico!

Deixe seu comentário!