Como usar laser para transmitir áudio diretamente no ouvido de uma pessoa sem equipamento receptor

Por , em 28.01.2019

Um novo estudo do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, nos EUA) descobriu como usar um laser para transmitir áudio, de música a fala, para uma pessoa do outro lado de uma sala sem qualquer equipamento receptor.

A tecnologia representa um avanço para o futuro da comunicação.

“Nosso sistema pode ser usado a uma certa distância para transmitir informações diretamente ao ouvido de alguém”, disse Charles M. Wynn, pesquisador do MIT, em um comunicado à imprensa. “É o primeiro sistema que usa lasers totalmente seguros para os olhos e a pele para localizar um sinal audível para uma pessoa em particular em qualquer ambiente”.

Os métodos

A equipe desenvolveu dois métodos diferentes para transmitir tons, música e voz gravada através de um laser.

Ambas as técnicas tiram proveito de algo chamado de “efeito fotoacústico”, a formação de ondas sonoras como resultado de um material absorvendo luz. No caso da pesquisa do MIT, esse material era vapor de água no ar.

Em um dos métodos, os pesquisadores alteraram o comprimento de várias “varreduras” de um feixe de laser na velocidade do som, a fim de codificar diferentes notas sonoras. Essa técnica permitiu que transmitissem som para uma pessoa a mais de 2,5 metros de distância a um volume de 60 decibéis – a intensidade média de uma música de fundo ou de uma conversa em um restaurante.

No outro método, codificaram uma mensagem de áudio ajustando a potência de um feixe de laser. Segundo os cientistas, esta técnica produziu um resultado mais baixo, porém mais claro.

Aplicações

Seria interessante usar essa tecnologia em uma balada, quando você precisa falar alguma coisa para seus amigos, mas vocês estão bem ao lado da caixa de som. No entanto, a equipe do MIT tem em mente aplicações muito mais importantes para sua invenção.

Os pesquisadores acreditam que podem, no futuro, ampliar a distância da transmissão, o que poderia tornar a técnica útil em situações perigosas, como durante um tiroteio em massa. Neste caso, as autoridades poderiam enviar instruções diretamente aos indivíduos desejados sem que ninguém mais as ouvisse.

“Esperamos que acabe se tornando uma tecnologia comercial”, disse o pesquisador Ryan M. Sullenberger. “Há muitas possibilidades interessantes e queremos desenvolver a tecnologia de comunicação de maneiras úteis”.

Um artigo sobre o estudo foi publicado na revista científica Optics Letters. [Futurism]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (16 votos, média: 4,88 de 5)

Deixe seu comentário!