Conheça o “laptop” de 35 dólares

Por , em 26.07.2010

Escrevemos a palavra laptop com aspas, no título, porque não se trata exatamente de um laptop. Mas é quase isso. É um aparelho, criado por uma companhia de engenharia da Índia, que funciona com tela sensível ao toque (touch screen) e tem recursos como navegador de internet, leitor de PDF e suportes para vídeo, entre outras funções.

É claro que, devido ao baixo custo (35 dólares, o que equivale atualmente a cerca de 60 reais), não é tão completo quanto um laptop. Sua principal utilidade, segundo o ministro de Recursos Humanos da Índia, é auxiliar estudantes de baixa renda, em suas tarefas diárias, de forma que eles possam acrescentar o sistema educacional do país à inclusão digital.

Esse novo computador foi desenvolvido por institutos tecnológicos da Índia em parceria com a Linux, e estará disponível para compra pela população a partir de 2011. Os fabricantes dizem que pretendem, futuramente, baixar ainda mais o preço do aparelho, primeiro para 20 dólares (algo como 35 reais) e depois para apenas 10 dólares (cerca de 17 reais na conversão atual).

A Índia está ampliando suas bases de estrutura educacional, que atualmente absorve 3% do PIB do país. O desenvolvimento deste novo computador e de outras medidas para ampliar a qualidade da educação estão primariamente destinadas às pessoas perto ou abaixo da linha da pobreza, que constituem a maioria dos 1,1 bilhão de habitantes. [msnbc]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

14 comentários

  • Rafa:

    Bom, acho que deve ser destinado ao ensino publico Gabriel, pois o particular geralmente e mais rigido mesmo, entao devemos deixar alguns recurso para igualar um pouco a qualidade do publico em relacao ao privado

  • Rodrigo:

    Se somar com os impostos isso não sai por menos de 200 reais aqui…

  • Nanda:

    Finalmente alguem pensou nas pessoas humildes, enquanto a maioria só presta atenção em tecnologias caras como a do ipad

  • Rodrigo:

    Muito util para tarefas simples

  • Gabriel:

    Como ja foi dito, é mais fácil trazer tecnologia para o Brasil do que ser feito aqui, isto depende não apenas do governo, mas pela vontade da população, já que, o governo pode investir, por exemplo, milhões de reais na educação pública, mas com a falta de vontade dos estudantes, que sabemos que existem muitos desse tipo, o Brasil não anda. Agora imagine, se o governo colocasse carteiras almofadadas, quadro digital, televisão, e notebooks para os estudantes de ensino público usarem, sinceramente, acham que essas coisas ficariam DENTRO DA ESCOLA? Haha! acho que não!(apesar que existe as exceções, eu não conheço nenhuma)

    Mas acho interessante essa idéia, já imaginaram se fosse usado esses “laptops” nas escolas? Apesar de que se fosse usado em colégios em vez de escolas, seria muito mais aproveitado, já que o ensino particular é mais rígido que o público(pelo menos todas os colégios que conheço em minha cidade tem o ensino beeeeeem mais rígido que os das escolas.)

    Se alguém concorda comigo, responda ae ^^’

  • Natália:

    Muito legal isso, ainda vai ajuda os estudantes de baixa renda, pois não é todo mundo que pode ter um pc…

  • Rosângela:

    Não é incrível como podem ser encontradas soluções para disponibilizar tecnologia às camadas de baixo poder aquisitivo.
    A Índia acertou com este “laptop”, visando auxiliar estudantes de baixa renda.Investir na educação do povo é investir no desenvolvimento do país.

  • Gustavo:

    1. “em parceria com a Linux” auhauhau, nem precisaria comentar… Linux é o sistema operacional utilizado no equipamento.

    2. O que a foto acima tem a ver com esse note de U$35,00? A foto acima é de um protótipo que nem existe, haha.

  • Manoel:

    Um detalhe: tecnologia indiana… No Brasil é mais fácil trazer uma tecnologia de fora do que desenvolver algo aqui e aumentar a capacidade do nosso próprio país!

  • Rogerio:

    Em outra notícia sobre o assunto, a imagem do laptop é bem diferente: http://www.physorg.com/news199083092.html

  • josé figueiredo:

    Penso a mesma coisa no brasil não existe uma politica real
    de educação a medio e longo prazo , mais um jogo de empurra
    empurra com o ensino sem uma meta real com um feedback para
    melhorar o ensino.Grande iniciativa da India.

  • Kerensky:

    “…em parceria com a Linux…”

    ????

    Linux não é uma entidade. É um kernel, do qual surgem suas variantes (algumas de código aberto e outras de código fechado), mas em si o kernel é open-source.
    Por favor! Na se dirijam “a Linux” como se fosse uma empresa!

  • Aníbal N.:

    Mais barato que os eBook readers atuais, se lançar aqui no Brasil e tiver um preço bom, comprarei um.

  • Lucas:

    Nossa genial, incrivel o que a India fez dessa vez, tenho que aplaudir de pe enquanto tiro meu chapeu… por que o Brasil nunca fez nada nem parecido??

Deixe seu comentário!