Conheça o primeiro animal com esqueleto da Terra

Por , em 27.03.2012

Um depósito natural de arenito, no sul da Austrália, foi palco de uma descoberta que pode redefinir algumas postulações sobre biologia e evolução. Dentro de uma área que supostamente teria sido coberta pelo mar em um passado muito distante, paleontólogos americanos localizaram fósseis do que teria sido o primeiro vertebrado do mundo, um animal que viveu há mais de meio bilhão de anos.

O nome científico de nosso personagem é Coronacollina acula. Ela teria habitado a Terra entre 550 e 560 milhões de anos atrás, no que é classificado como Período Ediacarano. Foi um tempo de mudanças, no qual a vida animal passou a ser grande o suficiente para ser vista a olho nu, e o aspecto destas primeiras espécies era tão incomum que fica difícil classificá-los nos grupos animais de hoje.

No caso deste pioneiro dos mares australianos, a reconstituição computadorizada mostrou que o Coronacollina acula possuía um corpo de formato bizarro. Seria algo semelhante a um cone com base redonda, mas que teria a metade de cima cortada para ficar com o topo também redondo. Da parte mais alta, saem espículas, que dariam sustentação ao corpo e comporiam o primitivo esqueleto.

Fotografias foram tiradas abrangendo o animal em 3D. Não era uma grande espécie: teria medido algo em torno de 1,5 centímetros de altura por 2,2 centímetros de largura. Suas espículas de sustentação, contudo, poderiam ultrapassar os 37 centímetros. Até hoje, é o primeiro animal de que se tem registro cuja estrutura corporal deixou de ser essencialmente mole.

Uma descoberta como esta, no entanto, representa mais do que um recorde: significa uma nova gama de possibilidades no estudo desta trajetória em que os corpos dos animais passaram a ganhar uma consistência mais sólida, abrindo caminho para os realmente vertebrados. [MSN]

Reconstrução 3D

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

4 comentários

  • Henrique:

    Quase ninguém sabe, mas o animal mais antigo com esqueleto sempre foi de um fóssil brasileiro. É o Corumbella werneri, um cnidario. Vários exemplares foram escavados em Corumbá, MS e ele é conhecido desde 1982. Essa nova descoberta mostra um fóssil de animal de mesma idade, que empata com o Corumbella. Devemos verificar a idade detalhada de cada um para verificar qual é o mais antigo.

  • Marte:

    Que design!!!

  • Jonatas:

    Isso é simplesmente demais, parece ser um elo perdido de todo o filo dos Cordados. Em biologia, o filo dos cordados se divide em três subfilos: Os Tunicatos, que acho os mais parecidos ao ser da reportagem, os Cephalochordatas que também são seres marinhos piciformes e devem ser a origem dos vertebrados, o subfilo dos cordados ao qual pertencemos.

    São como peças de um quebra cabeças de centenas de milhões de anos, esperando em algum lugar do mundo para serem encaixadas. Só resta aos biólogos e paleontólogos torcerem para conseguirem montar o jogo da história evolutiva antes que a intensa industrialização marítima que está por vir sele a sorte de achar esses sinais do passado.

    • Elias:

      Realmente ainda tem muita coisa pra ser descoberta. Mas como você disse, o tempo é curto. A indústria do petróleo passa por cima de tudo e de todos… triste

Deixe seu comentário!