Consumo de doces não significa guerra com a balança

Por , em 14.05.2011

Se você tentava não comer chocolate e outros doces para evitar excesso de peso no corpo e na consciência, temos uma boa notícia. O consumo dessas guloseimas não está diretamente associado ao aumento de massa. Pelo contrário: um estudo de uma instituição científica em Louisiana (EUA) afirma que ingerir doces está relacionado com um baixo Índice de Massa Corporal (IMC).

Obviamente, como explica a pesquisa, essas gostosuras não são um agente para emagrecimento. Tampouco você pode se empanturrar de doces esperando não engordar, a ingestão deve ser com parcimônia. De qualquer modo, como explicam os cientistas, uma quantia moderada de chocolate não faz mal a ninguém, mesmo que a pessoa em questão tenha a tendência a engordar.

Em uma pesquisa nutricional comum nos EUA, chamada de “regressão de 24 horas”, o paciente relata tudo o que comeu no dia anterior. Embora os pesquisadores considerem a possibilidade de que as pessoas tenham omitido ou diminuído a quantidade verdadeira de cada alimento, o que se percebeu é que o doce em quantidade moderada simplesmente não engorda.

Dividiram-se dois grupos de pessoas, os que consomem doces e os que não o fazem. O IMC médio dos “doceiros” ficou em 27,7, enquanto esse número foi de 28,2 para os não-consumidores. Ou seja, uma diferença de apenas 0,5 na escala e com os que não comem doces sendo um pouco mais gordos. A pesquisa aconteceu com 15 mil adultos americanos acima de 19 anos. [Live Science]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

20 comentários

  • Leo Martins:

    O açucares em geral são como se fossem os combustíveis do corpo humano, só que muitas pessoas acabam consumindo muita açúcar e acabam não transformando esse açucares em energia e o resultado final é a gordura que muitas pessoas temem.

  • Everton Carlos da Costa Cardoso:

    Ganhar ou perder peso não é uma simples questão de matemática. Depende de uma série de fatores. Os aspectos genéticos e metabólicos são muito importantes na avaliação. Porque o metabolismo varia muito de uma pessoa para outra. Importante salientar que o excesso de carboidrato (massas e doces) vai fazer diferença. Mas é claro que não é proibido comer chocolates e doces todo dia. Desde que o faça moderadamente.

  • claudemir da silva:

    o negocio é comer de tudo mas moderado

  • António:

    Isso é uma pura treta. Os doces engordam e muito! Aliás, se quisermos emagrecer devemos reduzir muito nos carboidratos e aumentar nas proteínas, preferencialmente carnes vermelhas.

    • Ezio Jose:

      Os doces não engordam. Quem engordam são as pessoas que tem deficiências glandulares e que também geneticamente são propensas a engordar.
      Alimento é para o corpo tal qual a religião é para o espírito. Para uns faz bem e para outros faz mal e Graças à Deus temos o livre arbítrio de escolher e testar aquilo que nos faz bem ou não, independente se para alguns não foio que se esperava.
      Como disse o Raul Seixas: “Cada um de nós é um universo”.

    • Flor de Lis:

      isso aí, Ezio,,, boas palavras…

  • Raton:

    Toda hora alguém contradiz algo que alguém falou. Acreditar em que pesquisa agora?

  • Alex Keher:

    Evitar doces aumenta a ansiedade o que faz com que as pessoas consumam muito mais calorias nas refeições básicas.
    Já há pesquisas nesse sentido.

    Além disso os ‘doceiros’ geralmente beliscam entre as refeições, o que, ao contrário do que a vovó dizia, ajuda a perder peso.

  • Evandro:

    Quem no EUA hj não é gordo, fora a ingestão de fast-food constantemente?

    Pesquisa totalmente contestável.

    A fórmula é bem simples:

    Calorias + Gorduras ingeridas = x

    Calorias + Gorduras queimadas = y

    Se y > x a pessoa engorda
    Se Y ~ x a pessoa mantém o peso
    Se Y < x a pessoa emagrece

    A quantidade calórica de gorduras dos doces em geral são elevados. CLaro, nada que uma corridinha de 40min. no parque não resolva. Mas e se a pessoa for sedentária?

    Sem contar os outros males dos doces e açucar refinado.

  • lhana:

    açucar,ja li o livro SUgar bblue, gostei, fui tão influencida pelo livro que passei autilizar adoçantes, mas de fato
    açucar da pra fazer muita coisa, até tomar copo da agua com açucar quando j se passou fome ena vida, como eu ja passei.
    em minha casa não tina nada pra comer minha familia estava sem mantimentos enem dinheiro, eu comecei afivcar gorda pois so tina pra comer fuba comagua e açucar, senão ci]copo de agua com acuçar, que lemrança maravilhosa ,não émesmo?
    então vai a minha rceita fuba, farinha de fuba e acuçar,senão agua com rapadura.boa sorte acertem areceita

  • joao:

    OBA!!!!TÔ SAINDO PRA COMER UM QUINDIM!!!!

  • j p:

    parabens pelo estudo apresentado.gostaria de saber como fazer para ganhar um pouco mais de peso?

  • Flor de Lis:

    graças a Deus nunca fiquei sem comer doce por ter medo de engordar… mas fico feliz pela reportagem; assim o pessoal q não come doce pra não ganhar uns quilinhos pode sair dessa psicose!

  • ROSE:

    meu trabalho meu mundo é com os doces estive pesando 123 quilos hoje .estou com 85,graças a uma dieta rigorosa remédios antedepressivos muita oração,e muita academia.sójesus para me salvar.mas vcale a pena me sinto outra pessoa.amo estas dicas.

    • Guilherme Euripedes:

      Você me fala que tomou remédio, fez academia que nem um louco e a culpa de ter emagrecido é de Jesus… Porque na próxima você não só ora? =]

      Se você emagreceu a culpa é sua. Não meta Deuses nisso.

    • Ezio Jose:

      Concordo com você, Gulherme. E acho uma chatice desses religiosos fanáticos que levam nome Santo nome de Jesus em vão. Na verdade, devemos fazer um pouco de chacota com essas pessoas e melhor do que isto e dizer por exempolo que “emagreceu porque não sobra mais dinheiro para comer demasiadamente o que quer e de qualquer jeito, pois tem que sustentar a boa vida dos pastores!

    • Flor de Lis:

      concordo com vcs, meninos… Deus não tem nada a ver com isso…

  • Carlos:

    IMC de 27.7 já entra na faixa de “obesos”; claro que há que verificar também a medida da cintura.

  • Débora:

    Deve ser verdade… eu nunca abri mão dos docinhos após o almoço, e algumas vezes até mesmo após o jantar. Tenho 37 anos e exatamente o mesmo peso desde os 25 (tenho 1.69 e peso 59Kg). Depois desta notícia fiquei ainda mais feliz. Nada como um doce. Eu amo!!!!… rs. Bom, claro que sem exageros, preservar a saúde é o principal.

  • Nathan:

    rsrsr eu adoro doces

Deixe seu comentário!