Decida quem o carro autônomo deveria matar

Por , em 18.09.2016

Os carros autônomos, também chamados de carros de autocondução, são veículos que podem dirigir sozinhos, sem ajuda humana.

Cada vez mais empresas, incluindo gigantes como a Google, estão desenvolvendo e experimentando com a tecnologia, de forma que não deve demorar muito para vermos esses carros nas ruas de todo o mundo.

No entanto, à medida que as companhias vão estudando esses veículos, surgem novas perguntas sobre como eles deveriam responder a determinadas situações.

Quando estamos dirigindo, fazemos uma série de decisões que possuem suas próprias consequências. Mas como programar um carro para fazer tais decisões? Por exemplo, se alguém corre para o meio da rua, o carro deve desviar e possivelmente matar o motorista ou os passageiros, ou deve manter-se em sua direção atual e possivelmente matar o pedestre?

Máquina Moral

Estes são alguns dos dilemas morais mais difíceis que os pesquisadores estavam enfrentando. Assim, os cientistas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos EUA, criaram um site chamado “Moral Machine” (em português, “Máquina Moral”) para permitir que seres humanos decidam o que os carros deveriam fazer em diversos cenários.

Por exemplo, no cenário abaixo, o freio do carro falha. Você pode escolher entre desviar de uma barreira de concreto, matando uma mulher, uma idosa, um criminoso e um bebê, ou deixar o carro bater na barreira, matando três gatos e um cachorro.

cenario-1

Existem outros cenários que bagunçam ainda mais a cabeça das pessoas no quesito de “qual vida vale mais”, como a escolha entre desviar de uma barreira de concreto, matando uma mulher, um sem-teto e um criminoso, ou deixar o carro bater na barreira, matando um homem, uma médica e uma mulher. (Como o carro saberia quem é criminoso e quem é médico é algo que não faço ideia.)

Há ainda cenários bizarros que te obrigam a escolher entre matar um atleta e um homem grande, ou uma atleta e uma mulher grande:

cenario-3

A meta dos pesquisadores é obter um senso a partir de várias fontes de como as pessoas lidam com esses dilemas. Eles chamam a ferramenta de uma “plataforma de coleta de perspectiva humana sobre decisões morais feitas por inteligência artificial”.

Faça o teste

Depois que você fizer o teste, a plataforma mostra quem você protegeu mais e quem matou mais, e o quanto cada coisa importou para você em comparação com outras pessoas que também responderam às perguntas.

Você ainda pode acrescentar quantos cenários quiser para outras pessoas os julgarem. O site está todo em inglês.

Clique aqui para fazer o teste. [BusinessInsider]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 5,00 de 5)

17 comentários

  • Dinho01:

    E que história é essa de especificar se a pessoa é um sem-teto ou criminoso,etc? Vamos colocar rótulos na vida humana?Sério?

  • elieltavares:

    a vida de humanos esta acima da vidas de animais, o carro deve priorizar a vida do motorista.

  • Jorge MC:

    Para Cesar Grossmann: Seria imoral deixar ao passageiro-motorista a opção de escolher que morram outras pessoas fora do carro e não ele.

  • Jorge MC:

    Digo motorista pelo responsável, no caso que junto subam outras pessoas ou o fazam depois.

  • Jorge MC:

    vocês querem ser o twitter da ciência? hehehe

  • Jorge MC:

    por quê não mudam a opção de 140 caracteres para 1000 por exemplo em que já da para dizer alguma coisas com base argumentativa…
    ou vocês q

  • Jorge MC:

    Gente 140 caracteres não dão para fazer um comentário mínimo com qualidade num tema tão interessante…

  • Jorge MC:

    Eu penso que a única opção moral em qualquer cenário de risco de vidas é que o carro proteja primeiro a vida das pessoas fora do carro

  • Jorge MC:

    e em segundo lugar minimize o risco para quem está dentro do carro

  • Jorge MC:

    tanto o motorista como os passageiros ou seus responsáveis devem firmar uma declaração en que confirmam que conhecem esta situação.

  • Jorge MC:

    Alem disso deve existir a opção segundo a ideologia pessoal do motorista de ele optar por minimizar primeiro o risco da vida de animais fora

  • Jorge MC:

    (isso para aqueles que acreditam que qualquer vida animal vale tanto quanto a humana),

  • Jorge MC:

    neste caso o caro deveria ter a opção de avisar desta escolha a passageiros que subam no carro).

    • Cesar Grossmann:

      Ou deixar o passageiro escolher a diretriz a ser adotada quando está subindo no carro.

  • Eduardo Hernandes:

    com esse tipo de problema e procuraria outras situações . possíveis.

  • Eduardo Hernandes:

    Se eu fosse o dono da empresa de carro autônomo ,e se o problema fosse esse eu faria um freio de emergência. assim eu não iria perder tempo.

    • Cesar Grossmann:

      Se o tempo de reação do motorista for menor que o necessário para tomar uma decisão, então o freio de emergência e nada…

Deixe seu comentário!