5 descobertas incríveis feitas por acidente

Por , em 18.09.2016

Quando as pessoas fazem coisas por acidente, geralmente isto significa algo que elas preferiam que todo mundo esquecesse. Mas a história da humanidade mostra que, às vezes, os resultados acidentais de tarefas rotineiras, como levar o seu cão para um passeio ou parar em uma venda de garagem, podem acabar desenterrando sem querer algumas das descobertas mais significativas da humanidade. Nesta lista estão cinco vezes em que as pessoas quase literalmente tropeçaram na história e fizeram descobertas incríveis.

5 – Os famosos guerreiros de terracota foram acidentalmente descobertos por um homem cavando um poço

Os guerreiros de terracota são 8.000 soldados subterrâneos feitos de cerâmica em roupas de batalha com seus cavalos, prontos para proteger o cadáver do Imperador Qin Shi Huang. Eles foram criados por 700.000 trabalhadores e começaram a vigiar o túmulo do imperador em 246 aC.

24 descobertas científicas acidentais

É de se supor que uma exposição cultural impressionante como essa seria um dos lugares mais visitados na Terra, algo parecido com as Grandes Pirâmides ou o Taj Mahal. Em vez disso, ela só foi saqueada por ladrões de túmulos por um período de tempo até que foi perdida no tempo.

Foi aí que apareceu o chinês Yang Zhifa. Em 1974, Yang foi cavar um poço para uma fazenda próxima, quando revelou casualmente uma estátua em tamanho real sem cabeça de um homem. Ele imaginou que havia tropeçado em algum tipo de oficina de artesanato antiga e pensou: “Talvez eu encontre alguns potes legais para vender”.

Depois de encontrar diversos itens de bronze espalhados e estátuas quebradas, ele carregou vários carrinhos e foi até o museu mais próximo para ver se conseguiria vender tudo aquilo.

O museu reconheceu as amostras como sendo do período do imperador Qin, conhecido como o imperador que uniu todo o país, padronizou a linguagem e de quem a China recebeu o seu nome. Depois disso, um museu foi construído em cima das descobertas, deslocando Yang e os outros moradores, o que não foi exatamente uma coisa boa a acontecer com a comunidade.

Em uma reviravolta do destino, entretanto, o museu se tornou um enorme sucesso. Ele começou a receber milhões de visitantes por ano, o que acabou realmente beneficiando todos os moradores. Yang começou a assinar autógrafos para os frequentadores do museu, o que lhe rendia até 1.000 yuan por mês (muito mais do que ele ganhava cavando buracos no chão e, acidentalmente, recuperando a história perdida). Ele até se encontrou com líderes mundiais, incluindo Bill Clinton.

4 – Uma menina comprou trabalhos artísticos originais de 50 anos de Os Vingadores em uma venda de garagem

97c1ff03-03b2-45e9-8150-e7c59a4d99d2

Qualquer pessoa que goste de quadrinhos e estivesse vasculhando velhas caixas de sapatos em uma venda dessas de garagem e viesse a encontrar uma velha revista dos Vingadores por 2 dólares, provavelmente iria comprar. Agora imagine que você encontrou um original de uma das primeiras revistas de Os Vingadores por dois dólares em uma venda de garagem, e você nem sequer teve que brigar com ninguém para conseguir ficar com suas descobertas. Isso é exatamente o que aconteceu com Rasheemah Bartley, uma menina de 12 anos de idade.

Rasheemah e sua mãe são frequentadoras regulares de vendas de garagem, e em um de seus passeios de rotina, Rasheemah viu uma folha de painéis dos Vingadores em preto-e-branco em uma pilha de alguns quadrinhos, e comprou todo o lote para levar para casa e usar como um livro de colorir.

As 9 maiores descobertas acidentais

Quando ela e sua mãe trouxeram as páginas para casa, seu padrasto olhou para elas e percebeu que pareciam muito, muito antigas. Uma vez que “muito antigo” no mundo das histórias em quadrinhos pode, ocasionalmente, significar “muito dinheiro”, eles fizeram as páginas ser avaliadas e descobriram que elas eram 100% originais e valiam cerca de 48.000 dólares. Infelizmente, eles também descobriram que as páginas recentemente tinham sido roubadas do aeroporto de Dallas-Fort Worth, que, aparentemente, tem uma ala sobre história dos quadrinhos. A polícia foi até a casa de Rasheemah e os forçou a devolver as páginas. Ainda não se sabe quem realmente roubou os quadrinhos ou como eles foram parar em uma venda de garagem.

3 – O fazendeiro que tropeçou na Vênus de Milo

14540848832_60b403f2fc_b

Imagine que você é um fazendeiro. Agora imagine que você está lá fora em um campo, cultivando-o, quando você se depara com uma bela estátua em uma parede, de aparência bem antiga. O que você faz?

A resposta, caso você não saiba, é de forma alguma relatar a sua descoberta a um oficial da Marinha Francesa.

Essa lição foi aprendida da maneira mais difícil por Yorgos Kentrotas, um camponês que descobriu a história em um campo, na forma da Vênus de Milo, uma das mais famosas estátuas já esculpidas.

Mas como é que uma magnífica obra de arte como a Vênus de Milo foi parar em um campo aleatório? Bem, como nós sabemos, a escultura remonta à Grécia Antiga, mas nós não sabemos ainda inteiramente quem é o seu autor. Quando a Antiga Grécia deixou de existir, em torno de 600 dC, ninguém realmente se preocupou em manter o controle de cada pedacinho da cultura grega antiga, e a Vênus de Milo foi uma das peças que se perderam e não foram descobertas pelos 1.200 anos seguintes. Foi quando Yorgos Kentrotas tropeçou nela em algumas ruínas na ilha de Milos, em 1820.
As 10 maiores invenções acidentais

Ao mesmo tempo em que uma das descobertas acidentais mais incríveis da história acontecia, Milos estava sendo generosamente explorada por um oficial naval francês, Olivier Voutier, que ajudou Yorgos a cavar a estátua para fora das ruínas. No entanto, em vez de devolver a estátua para o povo da Grécia ou compensar Yorgos de qualquer forma, Voutier e outro oficial decidiram que a descoberta seria um presente perfeito para seu rei, Luís XVIII. Eles enviaram a Vênus de Milo diretamente para a França, e o rei decidiu a colocar no Louvre, onde a estátua mantem-se até hoje.

2 – O homem que encontrou uma caixa com as mais valiosas histórias em quadrinhos no armário de sua tia

capas-antimonitor-Action-Comics-1

O Super-Homem é um dos super-heróis mais antigos e famosos de todos os tempos, o que de certa forma explica que seu “disfarce” seja uma capa, seu rosto nu e uma cueca por cima da calça, e seu super poder seja basicamente a capacidade de fazer absolutamente tudo. A primeira aparição do Super-Homem foi em Action Comics # 1, no qual ele destrói o carro de um motorista infeliz, para o horror de todos aqueles ao redor, e é um dos quadrinhos mais valiosos de todos os tempos. E o americano Michael Rorer encontrou-o em um armário velho.

A tia-avó de Michael tinha acabado de morrer, e ele estava ajudando a limpar a sua casa das décadas de recordações que cada pessoa idosa é legalmente obrigada a manter, quando ele encontrou um monte de quadrinhos perfeitamente preservados em um armário. Eles pertenciam a seu tio-avô, que tinha morrido anos antes. Michael estava vagamente consciente da existência dos quadrinhos, mas nunca soube detalhes a respeito deles e não tinha nenhuma razão para pensar que algum deles fosse valioso.

Somente quando ele mencionou casualmente a coleção para um de seus colegas de trabalho que ele decidiu observar mais atentamente sua descoberta. Seu colega de trabalho mencionou que seria louco se a coleção contivesse o referido Action Comics # 1, ou talvez a Detective Comics # 27 (a primeira aparição do Batman). Michael foi para casa para verificar novamente sua descoberta e se surpreendeu ao saber que a caixa que ele tinha encontrado no armário de sua tia-avó tinha ambas as revistas!

De acordo com alguns especialistas em quadrinhos, a coleção de Michael, que, para além das primeiras aparições de Batman e Superman também continha a primeira aparição do Tocha Humana e várias primeiras edições do Capitão América, era bastante especial. “O escopo desta coleção é, do ponto de vista de um historiador, vertiginoso,” disse um deles. O grupo de 200 histórias em quadrinhos, que tinha sido passada a contragosto de membro da família para membro da família, como uma lâmpada de mesa velha que ninguém quer manter, foi vendido em um leilão por 3,4 milhões de dólares em 2012, o que equivale a cerca de 50 milhões de dólares se convertidos para 1938, o ano em que Action Comics # 1 foi publicada.

1 – Uma das descobertas arqueológicas mais significativas da história foi feita por um grupo de adolescentes

Lascaux_painting

Um dia, em 1940, um garoto francês de 18 anos de idade chamado Marcel Ravidat saiu para uma caminhada com seus amigos e seu cão, chamado Robô, quando tropeçou em uma caverna, o que soa como o início de um filme de Steven Spielberg sobre a aventura e a amizade ou algo do tipo.

Arte mais antiga do mundo é (re)descoberta

A versão exata dos eventos varia – afinal de contas, estamos falando de um grupo de adolescentes brincando na floresta, portanto não é nenhuma surpresa que eles não tenham cuidadosamente documentado cada parte do seu dia, mas Marcel e seus amigos conseguiram acidentalmente descobrir o berço da arte humana.

Embora pinturas rupestres sejam bastante difundidas em todo o mundo, nenhuma delas eram tão bem preservadas como as encontradas por Marcel e seus amigos. A caverna foi selada contra os elementos da natureza por mais de 17.000 anos, por isso cada peça de arte pré-histórica estava mais ou menos intacta.

As pinturas rupestres foram chamadas de Lascaux, e o sítio tornou-se imediatamente um paraíso para os arqueólogos e turistas, todos desesperados para ver as 600 pinturas e mais de 1.500 gravuras contidas lá. Embora a caverna tenha sido fechada para visitantes em 1963 para evitar uma maior deterioração das obras de arte, ela ainda é considerada como uma das descobertas arqueológicas mais importantes de todos os tempos. [Cracked]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (7 votos, média: 3,86 de 5)

Deixe seu comentário!