Nem os corações mais gelados resistem a esta foto super fofa

Por , em 9.08.2015

Nós, essa grande comunidade que compõe a internet, dificilmente somos unânimes em alguma coisa. Tem gente que não gosta nem mesmo de vídeo de gatinhos ou de bebês dando risada. Mas essa foto de um pequeno canguru bebê cinza oriental abraçando um ursinho de pelúcia promete amolecer os corações até dos mais durões.

Esse é Doodlebug, um canguru bebê órfão australiano que ganhou as mídias sociais desde o último dia 4 de agosto. A imagem foi postada no Twitter por Tim Beshara, explicando que o registro foi feito pela sua mãe, que trabalha como voluntária na manutenção da vida selvagem, no quintal de sua casa na região Northern Rivers de New South Wales, estado no sudeste da Austrália.

Depois que a imagem foi compartilhada em todo o mundo, Beshara disse ao “Daily Mail Australia” que ficou surpreso com tanta popularidade – só o tuíte original foi favoritado mais de 1.800 vezes e retuitado outras 2 mil. “Achei que [a foto] seria compartilhada na Austrália, mas fiquei chocado ao ver a imagem chegar tão longe como o Brasil e a Rússia”, contou, acrescentando que até um programa de TV matinal dos Estados Unidos pediu a sua autorização para usar o conteúdo.

canguru orfao urso pelucia

Doação de pelúcia

Gillian, a responsável pelo clique, percebeu que os animais órfãos respondiam bem a ursinhos de pelúcia que ela pendurava em torno do quintal. “Eles parecem responder aos brinquedos de forma muito semelhante a uma criança. Eles os tratam como companheiros”, explica.

Beshara disse sua mãe mais tarde o corrigiu quanto a espécie do animal, que ele tinha originalmente chamado de wallaby (um marsupial pequeno), mas era na verdade um canguru. “Foi muito constrangedor dada a minha experiência em ciência”, revelou. Além de entusiasta de marsupiais, ele é assessor de comunicação do senador australiano Peter Whish-Wilson.

Quando Doodlebug foi abandonado, recém-nascido, Gillian assumiu a responsabilidade de tomar conta dele. “Ele pode ter caído da bolsa de sua mãe ou sua mãe pode ter morrido. Ele tinha uns dois meses de idade quando chegou aos cuidados da organização de resgate da vida selvagem da minha mãe, WIRES”, disse Beshara. A WIRES existe há 30 anos e já resgatou e cuidou de centenas de milhares de animais.

Apesar de estar com a saúde debilitada quando Gillian o acolheu, o animal está totalmente recuperado e agora desbrava a natureza. Como a imagem mostra, às vezes ele dá uma parada em seus passeios saltitantes para abraçar um ursinho. [Bored Panda, io9, Mail Online]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!