Veja as primeiras imagens dos novos satélites de Elon Musk que prometem revolucionar a internet mundial

Por , em 23.02.2018

Elon Musk está tentando criar sua própria constelação de satélites para fornecer internet hiperrápida para o mundo todo. No último sábado (17), dois satélites foram lançados para iniciar a fase de testes da nova tecnologia que pode permitir a criação de banda larga 180 vezes mais rápida do que a atual média mundial.

As primeiras imagens dos satélites, até então mantidas em segredo, acabam de ser divulgadas pela SpaceX e Musk.

A câmera que registrou as imagens estava conectada ao foguete Falcon 9, e mostra a Terra ao fundo, o satélite espanhol Paz, e os dois satélites experimentais da SpaceX – chamados de Microsat-2a e Microsat-2b mas apelidados por Musk de Tintin A e Tintin B.

O satélite espanhol foi liberado 11 minutos depois do lançamento do foguete, seguido pelos dois satélites.

Musk publicou em seu Twitter que os dois satélites tentariam enviar a informação “Olá, mundo” nesta sexta-feira (23) quando passassem por cima de Los Angeles. Este teste é crítico, pois mostrará que os satélites conseguem se comunicar com as estações em solo.

A lista de outras estações na Terra foram publicadas no início do mês, e envolvem tanto centros da SpaceX quanto da Tesla, outra empresa de Musk. Confira a lista completa:

  • Headquarters da SpaceX em Hawthorne (Califórnia)
  • Headquarters da Tesla Motors em Fremont (Califórnia)
  • Centro de testes da SpaceX em McGregor (Texas)
  • SpaceX em Brownsville (Texas)
  • SpaceX em Redmond (Washington)
  • SpaceX em Brewster (Washington)
  • Três vans que viajarão pelos EUA
  • A constelação de Musk, chamada de Starlink, terá quase 12 mil satélites, o dobro do número de satélites já lançados em toda a humanidade. Veja a liberação dos satélites em movimento:

    Quando esta internet rápida estará disponível?

    Musk e SpaceX falaram pouca coisa desde o anúncio do plano em 2015, mas para ser colocado em prática, o projeto ainda precisa da aprovação da Comissão Federal das Comunicações (FCC) dos EUA, órgão que regula a internet no país.

    Sobre a logística de lançar milhares de foguetes na órbita da Terra em pouco tempo, a SpaceX tem provado ano após ano que nada mais parece ser impossível. Com o sistema de foguete reutilizável do Falcon 9, o custo desta ação ficou muito mais baixo. Atualmente 10 satélites já são lançados de uma só vez a cada lançamento do foguete.

    Além disso, com o histórico teste do Falcon Heavy do último mês (aquele do Tesla Roadster vermelho), o dobro da carga do Falcon 9 pode ser enviada para o espaço, possivelmente com 25% do custo atual. Então é possível que a SpaceX consiga lançar dezenas de satélites de uma única vez.

    Musk pretende tornar o Starlink operacional (apesar de ainda não completo) ao redor do ano de 2024, de acordo com o site de notícias Florida Today. O plano é que daqui a seis anos os primeiros clientes possam utilizar a internet mais rápida.

    O custo ainda não foi confirmado, mas em 2015 Musk afirmou que os equipamentos dos usuários teriam o tamanho de um laptop e que custariam entre US$100 e US$300 cada. [Florida Today, Business Insider]

    1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (29 votos, média: 4,83 de 5)

    Deixe seu comentário!