Espada antiga feita com dentes de tubarão revela cultura perdida

Por , em 7.04.2013

Fugindo da milenar tradição de fazer armas de madeira, pedra ou metal, habitantes das Ilhas Gilbert (localizadas no Oceano Pacífico) usavam dentes de tubarão, de acordo com estudo publicado recentemente no periódico PLoS ONE.

“Não sabemos exatamente quando as primeiras foram feitas, mas sabemos que quando os primeiros ocidentais escreveram sobre os habitantes das Ilhas, nos anos 1840, mencionaram suas armas”, explica o pesquisador Joshua Drew, da Universidade de Columbia (EUA). Drew e sua equipe analisaram 122 artefatos (armas e similares) da região.

Ao observar os padrões dos dentes, os pesquisadores conseguiram identificar oito espécies de tubarão que eram caçadas para a produção de armas – duas, inclusive, já não são mais encontradas nas águas das Ilhas (Carcharhinus obscurus e Carcharhinus sorrah), possivelmente por causa da caça.

Tubarões e guerras

Relatos analisados pela equipe revelaram como seriam as caças: dois homens arranjavam uma canoa com 3 a 4,5m de comprimento e, em seguida, navegavam até um local apropriado. “Um deles usava cascas de coco como isca. Quando o tubarão viesse para ‘investigar’, ele enfiava um pedaço de madeira em sua boca, forçando o animal a manter as mandíbulas abertas”, conta Drew. “Ao mesmo tempo, o outro homem amarrava uma corda em torno da cauda do tubarão”.

Levado a terra firme, o animal era morto, sua carne era consumida e sua pele e seus dentes eram usados na produção de armas – que, de acordo com relatos de missionários, eram usadas em guerras entre tribos.

Dois guerreiros principais, protegidos por roupas de fibra de coco e elmos de pele de baiacu, duelavam com espadas, enquanto seus respectivos assistentes usavam lanças para acertar o oponente. Algumas espadas, por sinal, eram longas como lanças (foi encontrada uma com 4,5m de comprimento).

Além de revelar hábitos culturais intrigantes, o estudo mostrou a importância de controlar a caça de animais para evitar extinção local. “Kiribati, o país do qual as Ilhas fazem parte, já é um dos mais progressivos, e eu acredito que destacar como sua cultura tradicional pode ser ligada a preservação irá ajudá-los a continuar à frente no que diz respeito à conservação marinha”.[io9, Discovery News, PLoS ONE]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

2 comentários

  • otavio junior:

    é a Samehada do Kisame… o próximo passo é anunciarem que acharam a Kiubi.

  • grasisuperstar:

    Os homens sempre deram um jeito de andar armados, …dizem que Deus criou as arvores o homem criou as armas…… e pelo jeito criou o tubarão os homens criaram armas…..Dias atrás vi na televisão um homem fabricando facas em uma impressora 3D eles começaram fabricando armas de pedra, e hoje já tem armas que pode destruir o planeta. Não estou falando do homo sapiens e sim do homem….ainda bem que sou mulher e não tenho nada a ver com isso

Deixe seu comentário!