Sorrento encontra anticorpo que bloqueia 100% da infecção viral por coronavírus em experimentos de laboratório

Por , em 15.05.2020
commercial illustrator

A companhia farmacêutica americana Sorrento anunciou recentemente que encontrou um anticorpo que fornece “100% de inibição da infecção pelo vírus SARS-CoV-2 em células saudáveis após quatro dias de incubação”.

Enquanto isso pode representar um enorme avanço no tratamento da Covid-19, vale observar que os resultados são preliminares, fazem parte de uma pesquisa pré-clínica e ainda não foram revisados por pares e publicados em uma revista científica.

Anticorpo STI-1499

O objetivo da Sorrento é criar um “coquetel” de anticorpos que ofereça proteção contra o SARS-CoV-2 mesmo no caso de mutações.

A pesquisa foi realizada in vitro, ou seja, em células cultivadas em laboratório e não em pacientes de verdade.

Entre diversos candidatos examinados a partir de um banco de dados de anticorpos humanos, o chamado STI-1499 foi o que se saiu melhor: ele pareceu ter a habilidade de bloquear completamente a proteína spike do SARS-CoV-2, o que impede que o vírus se anexe a células saudáveis, o que por sua vez leva à sua incubação e infecção.

O STI-1499 pode se tornar o primeiro anticorpo a fazer parte de tal coquetel, mas a empresa afirmou que também poderá desenvolvê-lo por si só, como uma terapia autônoma.

COVID-SHIELD

Uma das principais questões em torno do SARS-CoV-2 é quão mutagênico ele realmente é, ou seja, qual sua capacidade verdadeira de mutar.

Muitos coronavírus conhecidos, como o que causa o resfriado comum, têm a tendência de mutar rapidamente, o que torna o desenvolvimento de curas e tratamentos duradouros mais difícil.

É por isso que a Sorrento quer criar um coquetel – nomeado COVID-SHIELD – capaz de bloquear a anexação da proteína do SARS-CoV-2 de várias formas – assim, ele continuará efetivo mesmo quando o vírus mutar, seja por conta da transmissão entre pessoas ou no mesmo paciente.

A meta é que o COVID-SHIELD seja uma mistura potente de anticorpos que represente proteção contra diferentes cepas do SARS-CoV-2.

Aprovação e fabricação

De acordo com o portal Tech Crunch, a empresa já está discutindo seus resultados com agências reguladoras americanos para acelerar o desenvolvimento de um tratamento em potencial para a Covid-19.

No momento, a Sorrento busca a aprovação da Administração de Drogas e Alimentos dos EUA para usar o anticorpo.

Além disso, o laboratório está escalando sua capacidade de produção com o fim de poder fabricar até um milhão de doses ao mesmo tempo.

Enquanto nenhuma terapia ou vacina deve se tornar um “remédio mágico” contra o SARS-CoV-2, qualquer avanço deste tipo é uma boa notícia que deve ser comemorada em meio à atual pandemia mundial de Covid-19. [TechCrunch]

Último vídeo do nosso canal: A Terra não orbita exatamente o sol mas um ponto virtual no espao

Deixe seu comentário!