Explosão de raios-X cega brevemente observatório da NASA

Por , em 19.07.2010

Uma violenta explosão cósmica desencadeou a mais brilhante explosão de raios-X já detectada vinda do espaço. O sinal foi tão brilhante que cegou temporariamente o telescópio espacial da NASA.

A forte explosão de raios gama – estreitos feixes de radiação intensa que disparam quando as estrelas explodem em supernovas – foi detectada pelo observatório Swift da NASA. Além da luz de raios gama, essas explosões também produzem raios-X e outras formas de radiação, incluindo a luz visível.

Este evento recente, apelidado GRB 100621A, foi particularmente poderoso. Os astrônomos disseram que esta rajada de raios gama é de longe a mais brilhante luz jamais vista em comprimentos de onda de raios-X a distâncias cosmológicas.

A explosão foi tão brilhante que causou o desligamento do software de análise de dados da NASA. A luz desta explosão viajou através do espaço por cinco bilhões de anos antes de bater no Swift. O observatório, lançado em novembro de 2004, foi projetado especificamente para caçar explosões de raios gama, embora os cientistas não contavam com uma explosão tão forte.

As medições do Swift mostraram que a explosão emitiu 143 mil fótons de raios-X por segundo durante o seu curto período de maior brilho. Isso é mais de 140 vezes mais brilhante do que uma fonte brilhante contínua de raios-X no céu, uma estrela de nêutrons.

Explosões de raios gama não se destacam em comprimentos de onda ultravioleta, emitindo uma quantidade mediana de luz em relação a outros objetos no céu. Os cientistas se surpreenderam, dizendo que essa explosão veio para desafiar suas suposições sobre quão poderosas as emissões de raios-X podem ser. [MSN]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

2 comentários

  • Alberto Carvalhal Campos:

    Só que voce se esqueceu do tempo para se formar uma estrela.
    Que neste tempo, bilhões delas seriam destruidas. O universo no passado era pequeno e não teria crescido com tantas destruições acontecendo. Isto existe a bilhões de anos. Pense bem.

  • Alberto Carvalhal Campos:

    Qual a origem dos raios gama? Choque entre estrelas de neutrons? de buracos negros? de estrelas super massivas, etc? Se fosse devido a isto não existiria mais corpos celestes no universo. São cerca de 30.000.000 de descargas de raios gama por ano ou cerca de uma descarga por segundo e o universo já teria desaparecido, porque ele foi pequeno no passado e não teria tempo de crescer até o tamanho atual. Não nasce uma estrela por segundo, como pode ser destruída uma estrela por segundo. Existe uma explicação detalhada sobre isto em:
    http://www.olhandoouniverso.blogspot.com ou simplesmente “olhando o universo”.
    Para explicar a origem dos raios gama é necessário que se admita descargas eletromagnéticas do espaço extra universo.

Deixe seu comentário!