Falar no celular ao volante pode não ser tão perigoso assim

Por , em 24.11.2011

O Departamento de Transportes dos EUA publicou, recentemente, um estudo que pode desconstruir a essência de uma das maiores campanhas dos últimos anos. Eles afirmam que uma pessoa, ao falar no celular enquanto dirige, pode na verdade estar diminuindo suas chances de acidentes.

Os pesquisadores americanos apresentaram números para provar sua tese: nos últimos quatro anos, quando aumentaram os recursos tecnológicos para se comunicar por telefone enquanto se dirige, diminuiu sensivelmente o número de acidentes por 100 milhões de milhas (cerca de 160 milhões de quilômetros) viajadas nas estradas.

A explicação para isso, segundo os autores do estudo, é simples. Na estrada, o motorista que dirige sozinho passa muitas horas sem interagir com ninguém. Isso é especialmente perigoso nos Estados Unidos, onde as estradas costumam ser traçadas por quilômetros em linha reta, e profissionais como os caminhoneiros podem acabar pegando no sono durante a viagem. Falar ao celular, nesse caso, é uma medida para manter o motorista acordado.

As leis em vários países do mundo, incluindo os EUA e o Brasil, têm tentado reprimir a prática de usar o telefone na direção. Os pesquisadores criticam duramente essas resoluções, porque elas aumentaram o número de motoristas usando o celular para mandar mensagens ao invés de falar.

Essa tendência, segundo eles, é nociva: além do fato de que mandar mensagens também tira uma das mãos do motorista do volante, assim como as ligações, esse recurso exige que você desvie os olhos da estrada por várias vezes até terminar de escrever. O número assusta: a chance de uma colisão com o carro é 23 vezes maior através de SMS do que de ligações.

Os estudiosos explicam que não defendem o uso do celular normal, que continua tirando uma das mãos do volante. O ideal, explicam eles, é que os fabricantes procurem maneiras de melhorar as formas de comunicação no carro sem que o motorista precise segurar ou olhar para algo.

Já existem dispositivos tecnológicos destinados a permitir que a pessoa possa apenas falar enquanto dirige. Os sistemas de GPS com áudio, que evitam que você precise olhar para o mapa na tela, são uma das iniciativas positivas que eles defendem. [DailyTech]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

26 comentários

  • Mílton Lima:

    Na estrada, creio que funcione essa tese de falar para não dormir, mas na cidade, vejo com um absurdo, principalmente por que, movimenta-se muito + o volante e o câmbio… e portanto, tanto a distração c/ a conversa, quanto uma mão ocupada [c/ celular], seriam determinantes para acidentes.

    Os fabricantes de celular poderiam adaptar o conceito de headphone para celulares, de forma que o motorista não precisaria ter qualquer contato manual com o aparelho, nem se atrapalharia com cabos de fones atrapalhando a direção.

  • jerson martins:

    acho que as mulheradas gostosonas sao muito mais perigosas para os condutores do que celular. a um mes atras eu tava dirigindo na avenida da copacabana deparei com um grupo de loiras bronzeadas de pernas daqueles que voce so ve nas telenovelas, cinemas etc, ainda por cima de biquini. quase bati com o carro no muro que tava na minha frente, so de olhar pra perna das gostosudas. olha que situaçao!! acho que o governo deve tomar previdencias. assim na ta certo gente.é perigo na estrada. valeu

  • José Elias:

    A questão não é o falar, mas sim procurar e manusear o celular enquanto dirige, uma distração de dois segundos a 100 Km por hora, pode resultar em décadas numa cadeira de rodas, isso na melhor hipótese. Não é pessimismo, mas PRUDÊNCIA.

  • Falcone:

    Fico pensando também naqueles motoristas profissionais (taxistas, caminhoneiros, instaladores, etc) que tem um rádio-amador e que tem frequentemente que andar com apenas uma mão no volante enquanto se comunicam e também olham para o rádio para alternar entre canais de comunicação, será que a lei não caberia a eles também????

  • Marte:

    É perigoso sim. É uma das coisas que mais distração traz ao volante. Se não for a maior.

    E mesmo não estando atrás de um volante, continua perigoso. Use o celular apenas o necessário.

  • yuicki:

    Sssshhhh!!! Eles não sabem!!!!!

  • Regina:

    E hoje eu já não posso fazer mais croche enquanto dirijo o guarda multa…

  • Andrearruth:

    Acho que qualquer coisa que tire a atenção do motorista do volante é prejudicial e o ato de atender o celular é extremamente nocivo pois diminui sua concentração e seus reflexos o que pode ocasionar acidentes

    • Bueno:

      Você não conversa com quem está no banco do carona? Que diferença faz se a pessoa está a 1000km de distância se vc não precisa tirar as mãos do volante… cada uma…

  • Zirco:

    Vejam bem isso é supostamente válido para rodovias,na cidade a realidade é outra,o motorista já está sobrecarregado de informações!!

    • Daniel Caldeira:

      Exatamente Zirco!

      Essas pesquisas isoladas com resultados “surpreendentes” dificilmente refletem a realidade e chegam até a ser perigosas!

      Uma coisa é manter o motorista acordado, outra coisa é manter ele distraido! Celular distrai. (até existem pessoas com capacidade de dirigir e manusear um celular, mas são uma pequena minoria).
      Varias outras coisas podem manter um motorista acordado, desde uma trilha sonora bem escolhida até elementos dispostos estrategicamente na paisagem (sim, existem formas de colocar objetos na beira da estrada que interferem no subconsciente e facam o motorista acelerar, diminuir a velocidade, prestar mais atenção, etc)

    • Marcos-DF:

      OLá Daniel !
      Concordo inteiramente com voce.
      Tentar manter o motorista acordado é uma coisa mas o que se vê nas ruas é distração pura e simples, onde voce pode andar cerca de 60 metros sem ver por onde vai e é isso que causa acidentes.
      E também acho temerário este tipo de pesquisa pois aqui sem apoio já dá um monte de caca, imagina com “respaldo científico” …
      Abraços

  • Flavia:

    Eu frequentemente dirijo falando no telefone. Uso o viva voz ou fones de ouvido. É a mesma coisa de conversar com alguém que está ao seu lado.Deixo o telefone no modo de comandos de voz e quanto vou ligar pra alguém é só dizer “Ligar para Fulano”.
    Sinceramente nunca tive nenhum problema com isso.

    Acho que o problema real mesmo seria ter que tirar as mãos do volante para segurar o aparelho ou ter que olhar pra tela para discar o numero.

    • Bueno:

      O problema real é que 90% dos motoristas não sabe nem SÓ dirigir, quanto mais conseguirá fazer outra coisa junto…

    • Falcone:

      Então segundo seu raciocínio todos motoristas deveriam ser isolados em uma cabine sem acesso aos passageiros nem mesmo o rádio para ter capacidade de conduzir o veículo…

  • Falcone:

    Essa doeu no calo desses legisladores incompetentes que são totalmente manipulados pela mídia… Para que eles reflitam antes de criar leis extremas.

  • Elizabeth:

    Pois é… parece que não adianta ter leis e fiscalizações quando lidamos com pessoas sem noção, que ao invés de fazer as coisas certas, procuram sempre um jeito de burlar tudo.

  • Cesar:

    Eu ainda prefiro que meus colegas motoristas não atendam telefone ao mesmo tempo que estão fazendo conversões para a esquerda em cruzamentos movimentados. Isto me deixa meio nervoso.

  • Márcio M:

    Nossa, eu nunca tinha parado pra pensar através dessa ótica. Realmente, esse argumento dos cientistas é certo. Eu sou motorista, mas confesso q ao atender um celular no carro, isso atrapalha um pouco ao trocar as marchas, pq vc precisa segurar o volante, segurar o celular e trocar as marchas na medida em que vc acelera. Nesse sentido, não concordo com os cientistas, pois atrapalha sim. Já com os recursos tecnológicos para evitar vc segurar o celular, aí sim!!! Mas não acredito q seja somente isso q atrapalha, e sim o “desvio de concentração” no trânsito e na estrada, por vc ficar “focado” no assunto em que se fala no celular. Vc tem 2 realidades ao mesmo tempo: o trânsito em q vc está e a “vida” de que se fala no celular (assunto de que se trata). Acredito tbm q diminua o risco de acidentes por VC, ao estar no celular, REDUZIR a velocidade para falar no celular, isso sim! Eu fico P… da vida com um cara no celular na minha frente e devagar, kkkkkkkkk.. deixei minha opinião!!! 😉

    • Zezin:

      Verdade. Pior é quando você leva fechadas quando está no celular.

  • Rudolf:

    É preciso muito cuidado com estas pesquisas de instituições ou pesquisadores americanos.
    O mundo todo está vacinado, desde que um indivíduo destes apresentou um “estudo acadêmico”, defendendo o uso de óleos vegetais ao invés de gorduras animais. Descobriu-se depois que as empresas que produziam óleos vegetais foi quem subsidiou o estudo o qual apresentava números ou conclusões não muito confiáveis.
    Existe a minha verdade, a verdade de outrem, e a verdade verdadeira que se sobrepõe às duas primeiras.

  • sergio:

    EU FUI CAMIONERO ANOS E USAVA O RADIO PX E E ERA OQUE ME SALVAVA NAS HORAS DE SONO SEMPRE TINHA AMIGO PRA ME ACOMPANHAR NAS HORAS DE SONO E NUNCA TIVE PROBLEMAS EM FALA OU MUDA DE FRECUENCIA NO RADIO E FRESCURA ISSO DE FALA NO TELEFONE QUEW CAUSA ACIDENTE E DURANTE TODA MIMHA VIDA DE ESTRADA NAO VI NEM UM ACIDENTE POR CAUSO DO RADIO;E O RADIO PX E MUITO MAIS COMPLICADO PRA OPERA EM MOVIMENTO .

    • CAIPIRÃO:

      -Fala Sérgio!Não sei em que época VC foi caminhoneiro,mas as coisa mudaram um pouco,os caminhões estão mais rápidos por causa dos recursos de turbinas e intercoolers e até mesmo aerodinamica;O volume de automóveis aumentou nas estradas e um grande no.de jovens que tiram a permissão pra dirigir o que ainda não é a ‘carteira de habilitação’e ainda consomem àlcool,veja bem,tem nego velho no volante que bebe,e os automóvel estão cada vez mais rápidos,o SSC ULTIMATE AERO alcança a velocidade de 411.99 KM por hora,isso nas pistas brasileiras e nas mãos de uns malucos é uma fábrica de acidentes.

  • feio:

    -Tenta mandar um torpedo dirigindo,por menor que seja.

    • Lulu:

      Em tempos de teclado qwerty não é algo assim tão dificil para pessoas com Q.I. superior a 60

  • Alex:

    interessante

Deixe seu comentário!