,

Fim do Calendário Maia: 7 maneiras que o mundo pode ser destruído hoje

Por , em 21.12.2012

Embora muita gente leve na brincadeira a ideia do Apocalipse Maia, não há como negar que, da mesma forma que tantas outras, essa previsão do “fim do mundo” ganhou repercussão.

Contudo, mesmo que o fim do mundo não aconteça em 21/12/2012, não significa que a Terra estará 100% livre do apocalipse. Confira a seguir 7 razões para se preocupar.

7 – Impacto de asteroide

Se nem os poderosos dinossauros sobreviveram ao impacto de um asteroide gigante sobre a Terra, o que nos faz pensar que a humanidade conseguiria? Felizmente, para acabar com a raça humana, seria necessário um asteroide muito grande, com pelo menos 1,6 km de diâmetro – e um impacto com um desse tipo acontece a cada 10 milhões de anos ou mais.

Acredita-se que o asteroide que desencadeou a extinção dos dinossauros tinha cerca de 10 km de diâmetro, e dificilmente um corpo celeste dessas proporções passaria despercebido pela NASA. Porém, se eventualmente um desses se dirigir à Terra, não haverá nada que possamos fazer para detê-lo.

6 – Guerra nuclear

Com o fim da Guerra Fria, muita gente parou de se preocupar com a ameaça representada por armas nucleares – o que não significa que o risco desapareceu. Em um artigo publicado em 2008 na revista Physics Today, cientistas explicam que 100 bombas nucleares seriam o suficiente para provocar um “inverno nuclear” (em que seriam registradas as temperaturas mais baixas dos últimos mil anos) e que mil bombas iriam “provavelmente eliminar a maior parte da população humana”.

Atualmente, sabe-se que pelo menos 9 países têm um arsenal nuclear, mas apenas cinco deles são membros do Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares. Algo a se ter em mente.

5 – Erupção vulcânica

Em 2010, o vulcão Eyjafjallajökull deixou a população da Islândia em pânico (e muitas pessoas ao redor do mundo curiosas quanto à ortografia do nome). Há cerca de 2 milhões de anos, ocorreu no Parque Nacional de Yellowstone (EUA) uma erupção que deixaria a do Eyjafjallajökull no chinelo, produzindo 965 mil km³ de cinzas (em suma, 10 mil vezes pior que a do vulcão da Islândia). Mais algumas dessas, ocorridas em intervalos curtos, seriam o suficiente para criar um verdadeiro apocalipse.

4 – Guerra biológica

Já faz alguns anos que quase não se fala sobre o antraz, mas, da mesma forma que ocorre com armas nucleares, não significa que a ameaça deixou de existir: se a toxina fosse pulverizada sob a forma de partículas de aerosol com dimensões de 1,5 a 5 microns, poderia matar 90% da população humana. De modo similar, doenças fatais como a gripe aviária, se espalhadas artificialmente, podem matar bilhões de pessoas em questão de dias. Oficialmente, seis países (em especial os Estados Unidos) fazem pesquisas de armas biológicas – e, não bastasse isso, deve haver dezenas de laboratórios clandestinos dedicados a tanto.

3 – Tempestade solar

Não parece (pelo menos para quem olha daqui da Terra sem usar um telescópio), mas o sol tem fortes erupções o tempo todo em sua superfície, lançando no espaço partículas altamente energizadas que podem atingir nossa atmosfera a 6,5 milhões de km/h. Felizmente, faz um bom tempo que não somos atingidos por uma tempestade solar especialmente intensa – a última ocorreu em 1859, e chegou a tocar fogo em linhas de telégrafo. O problema é que, com tantas redes elétricas atualmente em funcionamento, um fenômeno similar (ou pior) causaria um estrago inimaginável.

2 – Buraco negro artificial

Desde o desenvolvimento da primeira bomba atômica, há mais de 60 anos, cientistas se perguntam o que aconteceria se uma reação desse tipo saísse do controle. Na época do LHC (Grande Colisor de Hádrons, que podia gerar microscópicos e efêmeros buracos negros), surgiu um rumor de que a máquina poderia criar um buraco negro capaz de absorver matéria e crescer até engolir a Terra. A ideia foi desmentida por diversos especialistas, mas ninguém tem 100% de certeza de que isso não pode acontecer.

1 – Reinício da realidade virtual em que vivemos

Soa como paranoia de quem ficou impressionando depois de assistir a Matrix, mas vale lembrar que jamais foi comprovado totalmente que a realidade em que vivemos não é uma simulação de computador. Se esse for o caso, um “reboot” acabaria com tudo o que (achamos que) conhecemos. Tomara que esse suposto super computador tenha pelo menos um bom anti-vírus…[Gizmodo]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

30 comentários

  • Jonas Lopes:

    Que história de acabar o mundo se agora está melhor com tanta tecnologia tão avançada facilitando a nossa vida. Nâo acredito que vai acabar agora.

  • Rone Firmino:

    Muitos comentarios aqui foram inteligentes. E a matéria também, foi apresentada enxuta, resumida. Provavelmente muitos dos que acessam o site sejam religiosos ou não, ficaram com um pouco de receio nestes dias. (Não usaria a palavra medo, é muito pesada.) Receio de que os planos na vida de cada um fossem abruptamente interrompidos como em um grave acidente de carro. Mas a vida segue. É notório que mesmo depois de ler na Biblia ou mesmo em enciclopédias ou livros que falam da Biblia que o Planeta Terra continuará para sempre, muitos não acreditam. Porque? Por causa dos perigos citados no artigo. Em pequena escala eles podem ocorrer com a excessão de alguns, (sem entrar em detalhes.) Mas o que dizer de daqui á bilhões de anos? … Observações de outras estrelas similares ao Sol em diferentes idades, mostram um cilclo de nascimento e morte das estrelas. (Isso é fato comprovado.) Agora imagine que voçe contruiu uma bela casa em uma chácara cheia de árvores, muitas delas frutiferas, em um ambiente com rios de água doce, cristalina e até cachoeiras.. Voçe decide permitir que pessoas ocupem aquela bela propriedade. Pede á elas que simplesmente cuidem bem dela e vivam em harmonia com outras pessoas e animais. Mas depois de um tempo voçe percebe que as pessoas não estão cuidando daquela bela casa, estão deixando tudo em desordem, estão brigando entre si e até se matando. O que voçe faz? Expulsa as pessoas e derruba a casa, destrói toda a propriedade e constrói outra? O mais sensato seria voçe apenas se despedir daquelas pessoas. O mesmo vai acontecer com o planeta em que vivemos. Mesmo daqui á bilhões de anos. o Criador deste sistema de planetas e do Sol irá simplesmente energizar novamente o Sol para que ele continue novamente por bilhões de anos, ou quem sabe irá nos ensinar e capacitar para fazermos isso. (Muitos aqui já assistiram documetários do History Channel. Um exatamente sobre a expansão do Sol e necessidade de mudança de todos da Terra para um planeta próximo como Marte depois de o ” terraformarmos “. Mas depois de um tempo, teríamos ainda que procurar outro sistema solar..Que trabalhoso isso). Talvez isso sejá utopia hoje para alguns, mas de uma maneira ou de outra a vida no Planeta continuará…

  • crys:

    É por isso quê temos quê ter mais pressa em explorarmos,para vermos a possibilidade de colonizarmos a lua,marte ou alguma lua de algum planeta,pois se caso algum asteroide(o quê não é raro)vir a atingir a terra,possamos levar alguns (sortudos)seres humanos,animais plantas,bancos de dados geneticos,para futuramente voltarmos a repovoar a terra?

  • D. R.:

    Entre todas essas possibilidades catastróficas, acredito que a erupção de Yellowstone é a mais factível e urgente; pois, segundo um documentário que assisti, ele entra em atividade, em média, a cada 600 mil anos e já faz 640 mil anos que está inativo.

    Penso que os cientistas do mundo deveriam se unir para encontrar uma solução para isso a longo prazo. Não sei se fazendo vários buracos para tentar aliviar a pressão aos poucos, ou fazendo túneis subterrâneos para vazá-lo para o mar, ou sei lá o quê?

    Mas, segundo o que um cientista disse no documentário, eles têm medo de tentar fazer qualquer coisa e acabar acelerando a explosão do mesmo. Só que, apenas ficar medindo sua atividade para tentar descobrir quando o mesmo entrará em atividade, não vai adiantar nada; pois, quando isso ocorrer, já será tarde demais para tentar fazer qualquer coisa.

    Além dessas, podemos incluir também a possibilidade de sermos atingidos por um raio mortal de um quasar (que, neste exato momento, pode estar vindo em nossa direção sem sequer notarmos) ou de um futuro ‘choque’ com um buraco negro ambulante à deriva no espaço!

    Mas, para quem acredita em Deus, temos que confiar na divina providência que colocou a humanidade no mundo num tempo propício e não permitirá que algo assim aconteça até termos tecnologia para enfrentar tal ameaça.

    Seja lá o que for, coincidência ou providência, a verdade é que a humanidade tem tido relativa sorte desde que surgimos no mundo.

  • Matianelus:

    Às vezes ainda temos que conviver com a idéia, já descartada pela ciência, de que os dinossauros foram dizimados pelo impacto de um meteoro. Já surgiram novas evidências de que eles ainda sobreviveram por muito, muito tempo depois do grande impacto. Ainda não se sabe ao certo como eles deixaram de existir, mas a hipótese de uma grande epidemia infecciosa ganha cada vez mais força. Ah, quanto a idéia de que eles evoluíram para as atuais aves também acaba de cair por terra pois foram encontrados fósseis de aves como as atuais, contemporâneas e até mais antigas que os dinossauros! O que intriga os cientistas é por que os dinossauros foram extintos mas as aves não. Li vasto material científico sobre isso na internet…

    • Costa:

      Matianelus,
      É isso aí. Mas também não podemos descartar a possibilidade de uma terceira grande guerra.

  • Costa:

    Não ponham a culpa nos Maias. Eles nunca disseram que o mundo iria acabar. Isso é coisa dos alarmistas de plantão que não tem o que fazer. Entretanto não se animem. Quando menos se esperar, sem data marcada mesmo, a Terra vai dar o troco pelas barbaridades que o homem vem cometendo contra a natureza.

  • George Martins:

    Os Maias previram mudanças, e elas estão aí.
    Só não vê quem não quer.

  • Luis Carlos Santana:

    Primeira frase sa sétima maneira: “Se nem os poderosos dinossauros sobreviveram ao impacto de um asteroide gigante sobre a Terra, o que nos faz pensar que a humanidade conseguiria?” NOSSA TECNOLOGIA!! Muito simples, ora!

    • Guilherme de Souza:

      Pensei nisso também, Luis, mas me lembrei de vários estudos que mostraram que mesmo com nossa tecnologia dificilmente sobreviveríamos às consequências do impacto de um asteroide similar ao do que extinguiu os dinossauros

  • Jana Almeida:

    Imagina a vergonha alheia de quem fez o favor de traduzir o hieróglifos dos maias como o fim do mundo… kkkk se eu fosse esta pessoa estaria um tanto quanto acanhada

  • Johnny Ramos Araujo:

    Tava até comentando ontem a noite dia 20/12, “- se o mundo acaba amanhã mesmo (que seria hoje dia 21/12), tomara que não seja de madrugada quando eu estiver dormindo, porque se não eu vou mim retar, pois quero ver como vai se acabar!” Kkkkkkkkkkkkkkk

    Ja São 18:50 (horario de Brasilia) e até agora nada.

    Esses maias não dão uma dentro heim?

  • Joni Estevo Estevo:

    sao 18,12 ate agoran tudo bem eu nao acredito q o mundo vai acabar quem vai destruir o planeta vai ser o homen

  • Lucas Rodrigues:

    Se o sistema operacional foi atualizado para o Windows 8 corremos grande risco de Tela Azul ou erro inesperado! Ai vai tudo pro sac o!

  • xXLUCASXx:

    será que o fim do mundo será pelo horário de brasília?e os países GMT+8,o fim do mundo vai começar primeiro que aqui? rsrsrsrs :3

  • Lucas Noetzold:

    de certo o chuck ainda tinha assuntos pendentes por aqui

  • enegreiros:

    Não se preocupem, confirmado! O fim do mundo foi cancelado no Brasíl por falta de verba.

    • Acácio Salgueiro:

      kkkkkkkkkkkk
      Muito criativo!!!!

    • Costa:

      Falta de verba não foi. A verba foi desviada. Quero uma CPI urgente.

  • Tayane Batista Dos Santos Barros:

    até agora tudo bem em palmas tbm, graças a Deus tudo está em seu devido lugar!!!!

  • Gabriela Mota:

    bom na minha opnião se nem o filho de Deus poderá acabar com o fim do mundo, como poderiamos ter essa duvida? essas pessoas mesmos pensando assim não haveria duvida alguma si fosse pra acontecer si fosse para acabar acabaria em 2004 e etc de anos que eles constataram. Essa é a minha opnião ñ uma suposta agresão… desculpe ai jente o mode do uso de minhas palavras.

    Grata: Gabriella MOta

  • Neto Alves:

    Loucura, Loucura.

  • Henrique Telles Dos Santos:

    kkkkk gostei dessa matéria agora é 13:10 e não acabou o mundo(ainda). sobre o texto acima não citarei que um asteróide distruira a humanidade pois não acredito q isso destruiu os dinossauros

  • Juliane:

    “Tomara que esse suposto super computador tenha pelo menos um bom anti-vírus…”

    e um beckup 😉

  • Glauco Ramalho:

    O Professor McCanney estará hoje no History Channel às 21:00 falando sobre A Estrela Azul dos Índios Hopi. Infelizmente o animador errou feio nas explicações dele sobre o Planeta-X, mas serve para mostrar que o Professor já está chamando bastante atenção.

  • Robson Junior:

    Porra, os caras no MIT descobrem um novo estado da matéria e um novo tipo de magnetismo e vocês postam pseudociência? Não, não dá pra criar a porra de um buraco negro em um acelerador de partículas e não, não tem como a gente não ver um asteróide gigante vindo pra cá, inclusive, em 2029 o Apophis vai dizer oi e sete anos após isso ele vai voltar e talvez nos extinguir, que tal postar isso? Pelo menos é científico.

    • Guilherme de Souza:

      O curioso, Robson, é que muitos leitores gostariam de mais matérias sobre “pseudociência”. Não dá pra agradar a todos, infelizmente…

      p.s.: a matéria do novo tipo de magnetismo já está no forno. Aguarde

  • Nara Sena:

    ñ vai haver fim do mundo isso é tolice

  • Falcone Big:

    São 10:50 e até agora pelo menos por aqui o mundo não deu nenhum sinal de querer ir pro saco! rss

    • Jhonn Willker Freitas Frazão:

      E se os maias erraram no calculo e na verdade é dia 22/12/12rsrs

Deixe seu comentário!