O apocalipse lunar pode acontecer?

Por , em 10.03.2011

No dia 19 de março, a Lua vai estar no ponto mais próximo da Terra em 18 anos. Logo, algumas pessoas resolveram espalhar que, por causa disso, iremos passar por furacões, erupções e uma série de outros desastres naturais.

O argumento desse pessoal é uma análise do passado, de todas as vezes em que a Lua se aproximou da Terra. Por exemplo, em outros eventos parecidos, aconteceram o grande furacão de 1938 na Inglaterra, as enchentes de Hunter Valley, em 1955, o furacão Katrina, em 2005 e o Tsunami da Indonésia, no mesmo ano.

Só que o que as pessoas esquecem é que os desastres acontecem o tempo todo, não só nas épocas de aproximação lunar. Então é natural que existam coincidências. É só recordar: não havia aproximação lunar no Rio de Janeiro esse ano. Nem no terremoto do Haiti no ano passado.

Segundo o astrônomo Peter Wheeler, do International Centre for Radio Astronomy, não acontecerá nenhum terremoto ou erupção por causa da Lua – pode ser que aconteçam, mas por outras causas. [Gizmodo]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

31 comentários

  • Roberto:

    Há lógica sim. Quanto mais próximos os corpos maior a força de atração entre ambos. Alguns fenomenos como aumento das marés e de movimentações tectonicas são esperadas.

  • Marcelo Martins:

    concordo com o Jayme Silva pode ter relaçao por causa do magnetismo, o terremoto no Japao, mas apocalipse é bobagem, ele ja esta acontecendo como um processo global e se ocorrer levara decadas ou seculos e nao sera um fenomeno isolado.

  • Isabella de Freitas Lima:

    gostei da matéria quem concorda comigo ???

  • Brenda:

    O povo faz muito auê.
    Catástrofes gigantescas e cabulosas já ocorriam há muito tempo atrás.
    Podemos acompanhar sempre notícias dizendo: essa foi a pior catástrofe em 40 anos… etc.

    O que tem de diverente hoje é a mídia e a globalização.
    Temos fontes de informações a qualquer lado, temos internet, jornais, revistas, tevê…
    Essas coisas sempre aconteceram no mundo e, vão continuar acontecendo em quantidades cada vez maiores devido ao aquecimento global, entre outros fatores.

  • Jorge:

    Imaginem uma bactéria vivendo sobre a superfície de um gigantesco relógio com inúmeros outros relógios espalhados sobre essa superfície e que essa bactéria pudesse fazer pequenas observações. O que ela veria?
    Dependendo de quanto ela observasse, como ela observasse e até onde pudesse observar, sua visão iria se alterando e criando paradigmas. Ela talvez não percebesse que em algum momento o ponteiro dos segundos estaria se aproximando. Talvez se percebesse isso, poderia ou não concluir a existencia de ponteiros de minutos e de horas.
    Por que essa bacteria foi colocada sobre a superfície desse relógio? Não acho que foi para se sentir pequena e viver perdida, mas sim para explorar e aos poucos entender a situação e seu propósito.
    Qual nossa real visão do grande relógio do universo? Somos a bactéria ou somos a célula da célula da bactéria?
    Nosso conhecimento é tão embrionário que somente a arrogância humana pode justificar afirmações categóricas de isso irá ou não acontecer.

  • Mario:

    posso não concordar com tudo que existe mas não duvido de nada.

  • ALVIM:

    Segundo um cientista da NASA o terremoto, que matou mais de 700 pessoas no Chile no dia 27 de fevereiro, provavelmente deslocou o eixo da Terra e encurtou o dia.

    Os terremotos podem implicar a transferência de centenas de quilômetros de rochas por vários metros, mudando a distribuição da massa do planeta. Isso afeta a rotação da Terra, disse Richard Gross, geofísico do Jet Propulsion Laboratory da NASA em Pasadena, Califórnia, que usa um modelo de computador para calcular os efeitos.

    A duração do dia deve ter começado mais curto em 1,26 microssegundos e o eixo, sobre o qual a massa da Terra é equilibrada, deve ter sido deslocado perto de 8 centímetros.

    O terremoto de 2004 em Sumatra, com magnitude de 9.1, gerou um tsunami no Oceano Índico e encurtou o dia em 6,8 microssegundos, deslocando o eixo vários centímetros.

    As ilhas também podem ter sofrido mudança. A Ilha de Santa Maria, por exemplo, perto de Concepcion, pode ter sido levantada 2 metros como resultado do último terremoto.

    Link: Chilean Quake Likely Shifted Earth’s Axis, NASA Scientist Says (businessweek.com)

  • Balacobaco:

    o cesar copia e cola texto da internet, e q da uma de sabichão. c eu copiar e colar um texto maior q o seu, serei mais inteligente?

  • lucas xavier:

    Nosso corpo tem 70/75% de água, será a lua capaz de influenciar no comportamento humano?

  • Thiago_czz:

    Li esse post no dia que saiu, no dia seguinte aconteceram os incidentes no Japão, fui obrigado à voltar aqui, sabia que estaria infestado de BABACAS atribuindo uma coisa à outra e falando do japão aqui.
    Na ciência há um ditado que diz:”post hoc, ergo propter hoc”(em latim, “aconteceu após um fato, logo foi por ele causado”) é desvio de linha de pensamento muito comum às pessoas que tomam conclusões sobre um assunto sem conhecimento técnico sobre o assunto ou mesmo por deixar desligado o seu “botão de ceticismo”, são pessoas que acreditam nesse tipo de coisa por que gostariam que fosse verdade, é muito mais confortável assimilar as coisas como gostaríamos que fossem do que ter de encará-las como realmente são, mas não se enganem, o argumento é tao falho e absurdo como dizer “antes dos negros poderem votar não haviam bombas nucleares”.

  • Ezio José:

    A simples apoximação da Lua com a Terra não é a única responsávelidade pelas desordens catastróficas que ocorrem ou podem ocorrer, mas tem suas contribuições para isto. Um complexo sistemático em que o universo está envolvido é o maior responsável por esses fenômenos. A Lua, particularmente, tem muita influência sobre as moléculas voláteis e líquidas. Isto pode colaborar para que fenômenos aconteçam em virtude de outras situações paralelas tais como o deslocamento do eixo da Terra e etc.
    A natureza é cíclica e tudo isto é uma necessidade para auto ajustamentos e correções de desvios de eixos, tando da Lua como da Terra.

  • Mochileiro:

    Bem até que me provem o contrario a tsunami japonês não teve relação alguma com a aproximação da lua com a Terra. Caso alguém me apareça com dados concretos e não apenas suposições eu mudo a minha opinião sobre o assunto.

    Agora por favor, dêem uma lida no comentário do Cesar: ele é muito esclarecedor a respeito da “influencia” da lua sobre o planeta terra.

  • HUGO SM:

    Sem chegar ao extremo de “profecia do apocalipse” como Mochileiro fala,acredito que minimas variações num sistema instável tem feitos relevantes.
    A força de atração da lua gera as marés,a proximidade deve afetar consideravelmente este fluxo e o peso que a massa de água exerce sobre as placas tectônicas.Talvez isto possa produzir deslocamentos ou seja terremotos e suas consequências Tsunamis Etc.

  • Leonardo:

    Perfeito para quem gosta de admirar a lua’ Que Nem Eu =D

  • ronaldo:

    so tenho uma coisa pra dizer…JAPÃO.

  • João Antonio Guarnieri:

    É coisa do passado que está no presente pelo que está ocorrendo no Japão,em outros países banhados pelo oceano Pacifico, o que resta saber é que “Será que até dia 19 ficará por lá ou irá se espalhar pelo resto do globo terrestre essas coincidências”. Será?

  • Luiz:

    Vamos pensar positivo que a força do pensamento é muito poderosa

  • ALX:

    Desculpem o erro… COINSCIDENCIA ainda?

  • ALX:

    Acabou de acontecer o desastre no Japão com terremoto em escala de 8.9 e Tsunami que matou mais de 300 pessoas. Cinscidencia ainda? Não duvido que mais aviões caem e outros desastres ocorra nesse periodo devido essas forças ocultas,.

  • lucas xavier:

    Vou tentar ganhar algum dinheiro fazendo profecias pro dia 19 ^-^

  • Lucyano Valdez:

    E esse do Japão que aconteceu hoje? Será que tem a ver?? Será que no dia 19 de março vai ter mais coisas desse tipo??

  • Deeedy:

    Pelo visto não são suposições, ja começaram os efeitos ..

  • HAARP:

    “Eles” podem provocar terremotos a hora que quiserem.

    Só que “eles” não podem fazê-lo sem deixar sinais (de luz, colorida ou não) no céu.

    É só pesquisar no YouTube.

    O que “nós” sabemos sobre essa tecnologia nefasta é só a ponta do iceberg.

    Pra quem quiser saber…

  • Cesar:

    O caso é que a órbita da Lua em torno da Terra é elíptica, e a cada lunação ela passa pelo perigeu e apogeu. Temos, todo o ano, 12 ou 13 perigeus e mais ou menos o mesmo número de apogeus. E temos todos os anos terremotos, enchentes, furacões, etc. Alguns destes eventos acontecem durante o perigeu, outros durante o apogeu, e outros ainda em momentos em que a Lua não está nem no perigeu, nem no apogeu. E aí, como é que faz para saber se a Lua tem influência nestes eventos? Usando uma análise estatística. Não é pegando um terremoto que aconteceu com a Lua no perigeu e dizer que isto prova que a Lua causa terremotos, é pegando todos os terremotos registrados em um determinado período, e tabular eles pela distância que a Lua se encontra, e a partir disto tirar conclusões se as houverem. O período analisado tem que ser o maior possível, para tentar ter uma idéia mais próxima da verdade: se a Lua tem um efeito sobre estes eventos, quantos mais forem analisados, melhor o entendimento do fenômeno.

    Destes que afirmam que com certeza a Lua tem alguma influência, quantos fizeram este tipo de estudo?

    Sobre a variação da gravitação lunar sobre a Terra pela distância menor, é possível saber isto. Basta usar a equação que Sir Isaac Newton desenvolveu há quase 400 anos:

    F = G . M . m / d²

    Se chamarmos de F a força exercida quando a Lua está mais afastada, e F’ a força exercida quando a Lua está mais próxima, a relação F’/F fica sendo:

    F’/F = ( d / d’)²

    as distâncias são

    d = 406.655 km (apogeu da Lua em 2 de abril)

    d’ = 362.132 km (perigeu da Lua em 15 de março)

    F’/F = (406.655/362.132)² ~ 1.261

    Ou seja, a força da Lua será cerca de 26,1 % maior que no apogeu. Isto é muito? Ou é pouco? 26,1% parece ser muito, só que se trata de uma porcentagem. Um acréscimo de 1/4 sobre uma força poderosa, vai dar um resultado enorme, mas 1/4 de acréscimo sobre uma força pequena, vai dar uma força ligeiramente maior.

    Vamos fazer outra pergunta: e nas outras lunações, qual a variação da força da Lua? Vamos pegar os dados para o mês de julho deste ano: perigeu em 369.565 km, e apogeu em 404.356 km:

    F’/F = ( 404356/ 369565)^2 ~ 1.197

    E em outros perigeus, qual a diferença da atração gravitacional da Lua nos outros perigeus? Vamos comparar o do dia 15 de março com o de 7 de julho:

    F’/F = ( 362.132/369.565 )^2 ~ 0,96

    Em outras palavras, a força da Lua neste perigeu será cerca de 4% maior do que nos outros perigeus, e a diferença da força de atração da Lua entre perigeu e apogeu é de cerca de 20%.

    Quero ver alguém provar que a Lua, com uma atração fraquíssima, conseguirá provocar furacões e terremotos só por que estará 4% mais forte que o valor típico…

    -oOo-

    Os dados de apogeu e perigeu lunar eu peguei nesta tabela aqui:
    http://www.fourmilab.ch/earthview/pacalc.html

  • Jaime silva:

    Uma vez que a diminuição da distância é menor, de acordo com a lei da atracção universal de Newton, a força mutua entre os corpos será maior, e uma pequena variação pode ter de facto impacto na deformação da crosta terestre ou nas massas de agua dos oceanos. Apesar de desconhecer o valor das acções em apreço, faz sentido a correlação entre este fenomeno cosmico e acidentes naturais na terra.

  • lucas xavier:

    Vim aqui só porque acordei e vi o bicho pegando no Japão… Where is your God?

  • telmo:

    bem se tem mesmo haver ou não eu não sei mas dia 11 já houve um sismo de 8.9 na escala de richter com tsunami de 10metros de altura… isso é no minimo preocupante

  • Cesar:

    Sabe, também acho esses tipos de previsões um tanto quanto estrapolantes porém não tenho como não pensar que realmente possa haver algum tipo de relação, claro que não de forma tão apocalípticas como as que são citadas, afinal, é como o artigo diz: desastres podem ocorrer a qualquer hora e em qualquer lugar com ou sem fatos astrológicos coincidindo, porém, eu penso que como a lua vai estar mais proxima da Terra a sua força gravitacional possa causar efeitos um pouco mais fortes sobre as marés, sobre as massas de ar (porém não acredito que essa potencialização da gravidade lunar sobre a Terra possa causar efeitos efetivos na própriamente terra, montanhas, etc.)modificando talvez os seus comportamentos, o que aliado com algumas variações naturais do comportamento dos ventos, das nuvens(como um dia com nuvens demasiadamente carregadas, ou com ventos mais forte que pode gerar variações no nivel e nas ondas do mar, etc)podem almentar o indice de pequenas (ou grandes)catastrofes “naturais”, como enchentes, chuvas e ventos fortes. Bom, isso é só uma idéia que me passou pela cabeça, é só o que eu penso.

  • Bob:

    O mochileiro tá certo,ficam iventando profecias que nem no apocalipse existem baseando em dados que não querem dizer absolutamente nada,falta do que fazer é pouco…

  • José Ricardo:

    A maldição lunar!!!!!!!!!!!

  • Mochileiro:

    “O argumento desse pessoal é uma análise do passado, de todas as vezes em que a Lua se aproximou da Terra.”

    Poxa esse pessoal não tem coisa melhor para se fazer do que ficar inventando esse tipo de coisa? Se querem tanto que a vida acabe por que não se atiram pela janela de uma vez? Acho que todo mundo já esta de saco cheio dessas “profecias do apocalipse” gente.

Deixe seu comentário!