Foto: uma jovem cratera marciana

Por , em 19.08.2012

Por uma combinação fortuita, os planetas são todos velhos e os impactos são raros, o que tem um lado bom: a gente não precisa ficar se escondendo de asteroides. Por outro lado, os astrônomos e astrofísicos não tem uma cratera de impacto realmente recente para estudar. Por exemplo, a cratera mais recente da Terra tem dezenas de milhares de anos, e nesse meio tempo, sofreu erosão e desgaste pelos elementos.

Mas há pouco tempo tivemos uma boa surpresa: foi encontrada uma cratera novinha em Marte. Um dos motivos pelo qual sabemos que a cratera é nova é por que o material expulso dela continua bem visível ao seu redor. Alguns anos a mais e os ventos marcianos espalhariam esses “restos” e os cobriria com areias marcianas.

Mas este não é o único motivo que indica que a cratera é nova. A mesma região foi fotografada em 2009, e a cratera certamente não estava lá. Mais tarde, em 2011, ela “surgiu”. Quer dizer, sabemos que a cratera definitivamente não tem mais de 3 anos.

E este é um acontecimento extremamente raro e feliz. A primeira foto foi feita pela sonda Odyssey Mars, e a segunda pela Mars Reconnaissance Orbiter (MRO). Se só tivéssemos lançado a sonda Odyssey, nunca teríamos visto a cratera. Se só tivéssemos lançado a MRO, não saberíamos o quão nova ela é.

A foto acima teve as cores realçadas, para dar destaque ao material em volta da cratera. Uma versão em preto e branco pode ser conferida aqui. [Bad Astronomy Blog, UA HiRISE]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

2 comentários

  • Denzel Washigton:

    E qual foi o material que este cometa soltou?

    • Cesar Grossmann:

      Se foi um cometa, água. Mas pode ter sido um asteroide, e aí depende da composição do mesmo.

Deixe seu comentário!