Cidade egípcia engolida pelo mar é redescoberta depois de 1.200 anos: fotos

Por , em 18.06.2013
Modelo computacional de como teria sido a cidade no seu tempo

Modelo computacional de como teria sido a cidade no seu tempo

Arqueólogos redescobriram uma cidade egípcia envolta em mitos, engolida pelo Mar Mediterrâneo e enterrada na areia e na lama por mais de 1.200 anos.

Conhecida como Heracleion para os antigos gregos e Thonis para os antigos egípcios, a cidade foi encontrada em 2000 pelo arqueólogo subaquático francês Franck Goddio e sua equipe do Instituto Europeu de Arqueologia Subaquática, depois de um levantamento geofísico de quatro anos.

As ruínas da cidade perdida estavam 9,4 metros abaixo da superfície do Mar Mediterrâneo, em Aboukir Bay, perto de Alexandria. Vários artefatos surpreendentemente bem preservados foram recuperados, e contam um pouco da história do povo que lá viveu.

Esta estela foi ordenada pelo faraó Nectanebo I, que viveu entre 378 e 362 aC. É quase idêntica à estela de Náucratis, que fica no Museu Egípcio do Cairo

Esta estela foi ordenada pelo faraó Nectanebo I, que viveu entre 378 e 362 aC. É quase idêntica à estela de Náucratis, que fica no Museu Egípcio do Cairo

A deusa Ísis era adorada como mãe e esposa, bem como patrona da natureza e da magia

A deusa Ísis era adorada como mãe e esposa, bem como patrona da natureza e da magia

Porto da era clássica

Durante a escavação de 13 anos de Thonis-Heracleion, emocionantes descobertas arqueológicas ajudaram a descrever uma cidade antiga que não era apenas um centro comercial internacional vital, mas, possivelmente, um importante centro religioso.

A pesquisa sugere que Thonis-Heracleion serviu como uma porta de entrada obrigatória para o comércio entre o Mediterrâneo e o Nilo.
Até o momento, 64 naufrágios e mais de 700 âncoras foram descobertos a partir da lama da baía. Outros achados incluem moedas de ouro, pesos de Atenas (que nunca foram encontrados em um site egípcio) e tábuas gigantes inscritas em egípcio e grego antigos. Os pesquisadores pensam que esses artefatos apontam a proeminência da cidade como um centro de comércio movimentado.

LostCity4 LostCity3 dd0de2de47

Também foi analisada uma variedade de artefatos religiosos na cidade submersa, incluindo esculturas de pedra de cerca de 5 metros de altura, que provavelmente adornaram o templo central da cidade, e sarcófagos de pedra calcária que se acredita terem contido animais mumificados.

Uma das descobertas mais importantes na área do templo foi esta capela monolítica, pois serviu como uma chave para identificar o resto da cidade

Uma das descobertas mais importantes na área do templo foi esta capela monolítica, pois serviu como uma chave para identificar o resto da cidade

Os pesquisadores descobriram uma estátua de 5,4 m que representa o deus Hapi, que era o deus das inundações do Nilo e um símbolo da fertilidade e da abundância. A estátua decorava o templo de Heracleion

Os pesquisadores descobriram uma estátua de 5,4 m que representa o deus Hapi, que era o deus das inundações do Nilo e um símbolo da fertilidade e da abundância. A estátua decorava o templo de Heracleion

Especialistas se maravilharam com a diversidade de objetos localizados e com o quão bem eles estavam preservados. “A evidência arqueológica é simplesmente impressionante”, disse Sir Barry Cunliffe, arqueólogo da Universidade de Oxford (Reino Unido).

Apesar de toda a excitação sobre a escavação, um mistério sobre Thonis-Heracleion permanece em grande parte sem solução: por que exatamente a cidade afundou?

A equipe de Goddio sugere que o peso de grandes construções em uma região de barro e solo de areia pode ter feito a cidade afundar após um terremoto. Segundo Goddio, pode levar mais 200 anos antes de os cientistas descobrirem todos os segredos da cidade perdida.[HuffingtonPost, SFR, IBT]

Mergulhadores inspecionaram uma estátua de um faraó de 5 metros de altura. Feita de granito vermelho, foi encontrada perto do templo em Thonis-Heracleion

Mergulhadores inspecionaram uma estátua de um faraó de 5 metros de altura. Feita de granito vermelho, foi encontrada perto do templo em Thonis-Heracleion

LostCity7 LostCity6 LostCity5 f163bc7e6c LostCity0 be11246b61 b54267518e

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (6 votos, média: 4,67 de 5)

12 comentários

  • Julio Barone Neto:

    Aí, narizes quebrados. Na Esfinge, nariz quebrado. Hum…

  • Arionaldo:

    Não deixa de uma grande descoberta para arqueologia, e para humanidade.

  • Nathan Otacilio Turcatto Rathke:

    acharam até uma lampada magia ;-; infiéis malditos nem pra me emprestar

  • Marne:

    Lindas, impressionantes e culturais as matérias do Hypescience, das quais sou fã!
    As mesmas acima, demonstram que a natureza não respeita nem mesmo as religiões
    criadas pelo homem, para exploração do próprio homem!

  • Wilton Carlos Sampaio:

    Fantástica a reportagem.

  • Mozart Forasteiro:

    Para quem não se contenta com explicações simplistas e vãs, geralmente promulgadas pelas religiões, eis aqui mais uma excelente matéria da Hype. Sensacional.

  • Marcia Duarte Penido Andrea:

    Reportagem extremamente importante…para a História e cultura da humanidade…

  • Anne Spiel:

    Que impressionante!!! amei a matéria!

  • grasisuperstar:

    Que reportagem maravilhosa essa…fico pensando no que deve ter acontecido na época pra cidade ter afundado.
    As pessoas teriam tido tempo pra fugir, ou morreram todos?
    Terremoto? maremoto? nunca vamos saber. Esses arqueólogos merecem meu respeito….

  • Flor de Lis:

    Excelente post. Mais um pedacinho da nossa história ressurge, literalmente do fundo do mar. Grata ao Hype pelas matérias sobre Arqueologia e descobertas arqueológicas (uma paixão pra mim). Parabéns, pelo post, Natasha.

  • Andson Figueiredo:

    Muito interessante mesmo essa descoberta,os arqueólogos estão de parabéns.

  • Lucas Samuel:

    Isto parece me dar a possibilidade da existência de Atlântida…

Deixe seu comentário!