Garotas afetam-se mais com ofensas de amigos

Por , em 27.11.2011

As garotas talvez sejam mais doces que os garotos, mas isso termina quando os amigos às põe para baixo.

Em um estudo da Universidade de Duke, pesquisadores descobriram que garotas pré-adolescentes não são mais “fáceis” no quesito amizade, contrariando a maioria das pesquisas, que atestam o contrário. O trabalho sugere que quando há sérias violações na amizade, as garotas sofrem tanto, ou mais, do que os rapazes.

No estudo, elas afirmaram que agem como eles no quesito vingança contra um amigo ofensor. Ataque verbal e ameaças de encerrar a amizade, além de dizer segredos para os outros.

Elas também afirmaram sentir mais incômodo, raiva e tristeza, e pensavam mais que o ex-amigo não ligava para elas ou estava tentando controlá-las.

Uma ex-aluna de doutorado em Duke, Julie Paquette MacEvoy, hoje professora, e o professor do Departamento de Psicologia e Neurociência de Duke, Steven Asher, participaram do estudo.

MacEvoy e Asher mostraram a 267 crianças da quarta e quinta série 16 histórias hipotéticas onde os participantes deveriam imaginar um amigo que violou uma expectativa chave da amizade. Essas histórias incluíam um amigo falhando em manter as responsabilidades de um trabalho escolar em grupo, resultando em nota baixa para ambos, e um amigo fazendo pouco caso do animal doente do outro, dizendo não “ser nada demais, só um animal de estimação”.

Para cada história, as crianças de 9 a 10 anos disseram o que sentiriam se o incidente realmente acontecesse com elas, como interpretariam o fato, o que fariam e quanto o fato iria chateá-las.

“Pesquisas anteriores sugerem que as meninas talvez tenham os amigos mais em conta do que os meninos, o que nos leva a pensar que elas tenham uma dificuldade maior de lidar com um desapontamento”, afirma MacEvoy.

Outros estudos sugerem que elas são melhores amigos do que os meninos, porque são mais envolvidas emocionalmente na amizade, ajudam mais, e estão prontas pra resolver conflitos no grupo.

Mas também já foi afirmado que as amizades dos rapazes duram o mesmo que as femininas, têm a mesma satisfação, e que lees não sentem-se mais sozinhos do que elas.

Os pesquisadores quiseram testar a possível explicação para esse paradoxo: que as garotas têm mais dificuldade em lidar com uma quebra de expectativa.

“Encontramos que as garotas seriam tão vingativas e agressivas com os amigos como os garotos, contrariando pesquisas antigas que mostravam eles como mais negativos em conflitos menores, como qual jogo jogar depois”, comenta Asher.

De acordo com o estudo, quanto mais raiva a pessoa sentia, menos queria concertar a relação. Mas os sentimentos de tristeza geram o contrário: maior desejo de tentar resolver o problema e manter a amizade. Para os autores, a tristeza pode, algumas vezes, servir como uma “cola social” que mantém as relações.

O estudo traz reflexões sobre como ajudar os jovens a manter suas relações de amizade de maneira saudável.

“Quando tentamos ajudar crianças com dificuldades nas amizades, talvez precisemos focar em algo diferente do que garotos versus garotas”, afirma MacEvoy. “Para elas, talvez seja crítico ajudar a aprender como lidar com uma situação ruim”.[ScienceDaily]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

7 comentários

  • >.:

    Nossa hoje em dia os meninos ficam mas brutos , eu to na pré adolecencia já aconteceu comigo várias vezes , como :meduza,et,e outros mas eu sempre me vingo !

  • Herm:

    Tradução ruim.

  • GUILHERME:

    A FRÁGILIDADE DE FUTURAS MULHERES,SÃO VISTAS DESDE PEQUENAS. AS MENINAS SÃO MAIS DÓCEIS,QUE MULUKES, SÃO MAIS APEGADAS,TEM MAIS TENDÊNCIA DE SER EMOTIVAS.SE OLHARMOS
    POR FORA,POUCAS DIFERENÇAS EXISTEM ENTRE MENINOS E MENINAS,MAS A VIDA SENTIMENTAL E EMOCIONAL TEM GRANDES DIFERENÇAS ENTRE MENINOS E MENINAS.POR EXEMPLO:MENINOS APRENDEM DESDE PEQUENOS QUE HOMEM NÃO CHORA,JÁ MENINAS CHORAM E NÃO ACHAM UM ATO NORMAL.

    • Alan Barbosa Loyola:

      Elas só querem mordomia, assim até eu.

  • gloria:

    Meninos e meninas são feitos do mesmo material e da mesma forma, então tem sentimentos e reações parecidas, c\ a luta das mulheres para q sejam reconhecidos seus direitos e deveres ,nos últimos anos, vemos q as meninas partem p\ briga para se impor como os meninos,xingam,falam palavrões e tem vícios tal qual os meninos, igualdade social p\ todos, ñ fosse assim de q valeriam tantas lutas e tantos estudos p\se entender a alma humana.

    • Ezio José:

      Meninas e meninos são feitos do mesmo material (em parte), porém, nunca da mesma forma. Os hormônios são diferentes. A educação recebida é diferente. O corpo (forma) é diferente. As finalidades são diferentes.
      O comportamento de algumas meninas não são porque a sociedade tem contribuido para o progresso feminino. Joana D’Arc foi heroína na Guerra dos Cem Anos. Joana Angélica (brasileira) foi outra heroína dos anos 1822. Maria Quitéria de Jeus Medeiros, uma baiana nascida em 1792, saiu para lutar no Batalhão dos Piriquitos. Bárbara Heliodora Guilhermina da Silveira nasceu em São João Del Rei, Minas Gerais, em 1759. Primeira poeta brasileira, culta e revolucionária, Bárbara foi uma mulher que, em toda sua vida, agiu com coragem e fibra, Aos 20 anos se apaixonou pelo poeta Alvarenga Peixoto. Da paixão, nasceu Maria Ifigênia.
      O casamento só aconteceu depois do nascimento da menina e Bárbara manteve o nome de solteira. A ligação entre os dois foi marcada pela harmonia e companheirismo. O casal teria, ainda, outros três filhos. Bárbara e Alvarenga Peixoto participaram da organização da inconfidência do país.
      ANITA GARIBALDE, nasceu em Morrinhos, SC, então município de Laguna, em 30 de agosto de 1821, filha de Bento Ribeiro de Silva e Maria Antônia de Jesus Antunes. Faleceu na Itália no dia 4 de agosto de 1849. Embora os pais de Anita fossem pobres, deram-lhe excelente educação. Casou-se em Laguna no ano de 1835 com Manuel Duarte de Aguiar. Quando surgiu a Revolução Farroupilha, deixou o seu marido e ligou-se a Giuseppe Garibaldi que a unira ao movimento. Deu o seu primeiro tiro de canhão, na Batalha de Laguna.

    • Igor:

      Tem q ser entendida uma coisa, homem eh homem e mulher eh mulher sempre existirão diferenças profundas entre os 2.(e por sinal vc eh feita do mesmo material que qualquer outro ser orgânico, material n significa nada, e sim a maneira que ele eh organizado.

Deixe seu comentário!