Homens, cuidado: mudar de país pode afetar sua libido

Por , em 18.10.2010

Caso você esteja de malas prontas para se mudar para o exterior, atenção. Faça sua escolha com cuidado- se você for um homem – porque a mudança pode afetar sua libido e sua suscetibilidade a doenças, já que seus níveis de testosterona podem se alterar.

Os hormônios sexuais, tais como a testosterona e o estradiol, estão envolvidos em uma série de problemas de saúde relacionadas com a idade, incluindo cânceres e perda de força dos ossos. No entanto, a suscetibilidade a estas doenças varia de país para país. Por exemplo, homens que vivem na Ásia são menos propensos a desenvolver câncer de próstata do que aqueles que vivem nos Estados Unidos ou na Europa.

Para descobrir se diferentes níveis de hormônios sexuais poderiam explicar essas diferenças, Jane Cauley, da Universidade de Pittsburgh, na Pensilvânia, e colegas compararam os níveis de testosterona e estradiol em amostras de sangue de 5.000 homens com mais de 65 anos de Hong Kong, do Japão, da Suécia, de Trinidad & Tobago e dos EUA.

Após o ajuste em relação à idade dos homens e à massa corporal, a equipe de Cauley identificou uma série de diferenças entre eles. Embora os níveis de testosterona total foram semelhantes em homens da Suécia, de Trinidad e dos EUA, os níveis eram 16% maiores nas localidades asiáticas analisadas.

No entanto, os homens asiáticos que se mudaram para a América do Norte apresentaram níveis de testosterona semelhantes aos residentes de ascendência européia, sugerindo que o ambiente exerça uma influência. “A dieta alimentar também pode desempenhar um papel nessa história”, lembra Cauley.

Quando a equipe analisou os níveis de estradiol livre, eles descobriram níveis entre 10 e 16% maior em homens de ancestrais africanos em Trinidad & Tobago e nos EUA do que em qualquer outro grupo. A equipe diz que isso sugere uma influência genética. Homens japoneses, por outro lado, apresentaram níveis relativamente baixos de estradiol livre.

Essa variação nos hormônios sexuais pode ter muitas implicações para a saúde dos homens. Os níveis de testosterona têm sido associados a doenças cardiovasculares e demência, como explica Christina Wang, do Centro Médico Harbor-UCLA, na Califórnia, enquanto que as mudanças nos níveis de testosterona e estradiol afetam a libido. “Os dados mais recentes também demonstraram a ligação entre o estradiol e diabetes tipo 2”, alerta Cauley. A equipe diz que futuros estudos de variação geográfica de outros hormônios deve apresentar novos resultados sobre o risco de doenças e a influência do ambiente e dos genes. [New Scientist]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

5 comentários

  • Su:

    Acho que Jerah tem mais razao.
    Acredito que tem-se maior ligação com “a terra de onde vem”.

  • geraldinho:

    Eu moro no Brasil, terra do sol, das praias e das mulheres bonitas, mas tenho a libido de uma alcachofra em coma. Portanto, não me preocuparei com isso.

  • dick:

    WOW e no brasil qual o nivel de testosterona, dependendo dos niveis eu vou embora kkk, abraço.

  • Jerah del Valle:

    PS.: Acho que utilizei mal a expressao “arcaica”. Leia-se “conservadora”, por favor.

    Peco desculpas.

    Abracos.

  • Jerah del Valle:

    Bem, como emigrante, o que posso garantir e que a condicao psicologica tambem afeta MUITO ( e isso, obviamente, influencia todo o resto ).

    Por mais que vc se adapte a outra cultura ( e eu ja tenho ate familia, aqui ), e sempre complicado conviver no dia-a-dia com pessoas completamente diferentes de vc. Alem do fato de que fica-se sempre com algumas sensacoes desagradaveis que vou tentar enumerar, rapidinho, porque to meio ocupado, agora ;

    1) Parece que vc NUNCA se expressa 100% corretamente, porque cada lingua tem suas colocacoes proprias, suas formas proprias de expressar aquilo que o indiviuo esta pensando e, mais importante ainda, suas REFERENCIAS HISTORICAS ( ! ). Acredite ou nao, aqui na Europa, principalmente, isso influencia muito e vc tem sempre que estar tomando cuidado para que nao entendam algo diferente daquilo que vc REALMENTE esta querendo dizer, MESMO em Portugal, aonde a lingua, supostamente, e a mesma.

    ( Ex.: mesmo que vc esteja com a melhor das intencoes de estabelecer uma conversacao intelectual, NAO comente sobre o passado historico ( Nazi ) da Alemanha, NAO fale sobre ciganos em Portugal, NAO chame toda loira de trancas de viking, porque alguns lugares foram devastados por eles, NAO fale ingles na Franca, etc, etc, etc.

    Uma serie de coisas que o brasileiro, por ser um povo novo e, digamos, “super bem disposto”, nao liga, mas que eles, aqui, ligam muito e e dificil da gente acostumar que nao pode falar de certos assuntos que aprendemos na escola porque tais assuntos fazem parte da heranca cultural desses povos, saca ? Logo, nao sao encarados com a mesma NEURTALIDADE que nos vemos.

    2) TODO MUNDO VE VOCE DIFERENTE. Isso e uma sensacao legal, quando vc sabe se aproveitar dela, POREM, as vezes, enche o saco ter que conviver com isso ( e saber contornar, porque o emigrante e VOCE e ninguem te chamou aqui, vc veio porque quis ) todos os dias.

    3) Agora, sim, falando mais sobre o artigo. Cara, parece que quando vc esta longe do solo aonde nasceu e cresceu, tudo em vc funciona diferente. Tipo, eu conheco RARISSIMOS brasileiros que durmam tranquilamente, por aqui. Sobretudo quem nao ta casado, etc. E uma insonia so ! Todo mundo toma remedio ou um vinhozinho ( ou coisa pior ).

    Ate a ausencia do SOL e drastica, para algumas pessoas. O clima, a geografia, a arquitetura monotona e a atitude arcaica das pessoas INFLUENCIAM MUITO. As vezes, nem da vontade de sair de casa.

    ATENCAO : Eu AMO viver na Europa ( Portugal e Suica, aonde mais conheco ) e me dou MUITO BEM com as pessoas daqui ( tanto que, como ja disse acima, constitui familia aqui ) !

    Alem disso, infelizmente, dada a situacao do meu pais, nao voltaria pro Brasil, ao menos, por enquanto, TODAVIA, o que to tentando defender e que o “ANIMAL HUMANO” tem MUITO MAIS LIGACOES COM A TERRA DE ONDE VEM do que aparenta, SIM. Nisso, posso apostar minha vida. Nao tem erro.

    E ainda ha muito a ser descoberto a respeito, podem crer…so quando se sente na pele e que se tem a ideia da veradeira proporcao da coisa.

    Abracos a todos.

Deixe seu comentário!