iGlass: Apple vai fabricar óculos computadorizados?

Já ouviu falar no Project iGlass, os “óculos futuristas” do Google? Recentemente, durante a conferência anual Google I/O, a empresa mostrou um protótipo do aparelho, que será capaz de gravar vídeos e rodar diversos aplicativos, como GPS, bate-papo e redes sociais.

Por enquanto, o projeto não tem um concorrente à altura, mas a situação deve mudar: a Apple acaba de conseguir uma patente para criar um produto como esse. Embora nada tenha saído do papel ainda, já é possível fazer algumas previsões, seguindo o que está escrito na patente.

O novo iGlass

Teoricamente, os óculos da Apple serão capazes de projetar as imagens diretamente nos olhos do usuário – ao contrário do Project Glass, que exibe as informações nas lentes. Além disso, terá dois projetores (o do Google tem somente um) localizados nas laterais dos óculos. A ideia é criar uma sensação de imersão e evitar que o usuário sinta tontura quando se mover.

As duas empresas são mundialmente conhecidas por seus projetos inovadores, mas fica a dúvida: será que esses “óculos futuristas” vão emplacar?

Para Jesus Diaz, editor do site de tecnologia Gizmodo, os aparelhos correm o risco de ter o mesmo destino do “fone de ouvido” para celular via Bluetooth: poucas pessoas usam, e boa parte delas não se sente à vontade para usar o aparelho em público. Quem vê de fora pensa que a pessoa está falando sozinha, já que o fone é pequeno e não tem fio.

“Estou convencido de que, a menos que os aparelhos sejam muito parecidos com óculos comuns, as pessoas não vão comprá-los”, opina. “E, mesmo nesse caso, as vendas ficar limitadas, porque quem não precisa de óculos dificilmente usaria apenas para ter uma tela com o iLife [pacote de programas de áudio, foto e vídeo da Apple].”

E vocês, o que acham? Façam suas apostas![Gizmodo]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

9 respostas para “iGlass: Apple vai fabricar óculos computadorizados?”

    • É verdade meu amigo… a Maçã tem cada patente ridícula. Coisas absurdas que ainda nem existem ela já patenteou. Empresa ridícula, essa maçã podre. ¬¬’

  1. Esse produto é uma coisa óbvia, já li notícia de cientistas tentando fazer até em lente de contato.

    Eu acho que a Google e a Apple estão lançando isso só para ficarem na frente da próxima geração de smartphones e com a fama de pioneiras.

    Mas, na minha opinião, pelo menos a longo prazo, a moda vai pegar sim e vai desbancar os tablets e smartphones atuais.

    Afinal, quem não vai querer ter um óculos de sol com uma tela de cinema 3D que muda de tamanho na frente dos olhos, com som stereo nos ouvidos, com realidade virtual e realidade aumentada conectada à internet e que tem uma interface de KINECT e SIRI embutidas para não precisar ficar embaçando a tela e ainda de lambuja poder ficar com as mãos livres, etc., etc., etc.?

    Não sei se esses produtos da Google e Apple vão conter todas essas características nos primeiros lançamentos; mas o futuro, provavelmente, será esse!

    Depois, só algo que atue diretamente no cérebro mesmo!

  2. A Sony e a Nintendo bem que gostariam de usar algo como isto em novos consoles… (e não aqueles cartões bobos)

    O que me faz pensar se a Apple também irá começar a fabricar os seus próprios consoles com isso aí. o_õ

  3. Eu discordo do Jesus Diaz, pois o fone para celular via Bluetooth sempre foi muito caro para ter apenas UMA função (quem usa apenas um lado pra escutar músicas?). São coisas completamente distintas… Esses óculos tecnológicos abrem um outro patamar, onde você terá uma gama de utilidades que ainda podem nem ter sido descobertas. Eu mesmo não ligo de usá-lo se eu puder ter acesso a informação instantânea sem ter que tirar meu celular do bolso pra acessá-las (o que pra mim é mais incoveniente).

    • Pois é… Imagina se conseguissem projetar coisas de realidade aumentada diretamente dos óculos? Como exemplo, um gps onde você não precisa carregar um aparelho a mais. Você está no carro vendo as direções e as marcações de pontos de interesse diretamente sobre o “mundo real”. Aí estaciona, sai do carro e continua vendo tudo e sendo orientado. Eu acharia muito bacana…

  4. como foi falado no artigo ai em cima, também acho pouco provável uma boa venda de óculos grandes e desconfortáveis, no cinema os óculos 3D incomodam com filmes longos, e eles são leves, imagina óculos com câmera, bateria e projetor embutidos. ainda não existe tecnologia suficiente para uma miniaturização destes equipamentos, quem sabe nossos netos poderão gostar de uma coisa assim. O do Vedita era legal.

Deixe uma resposta