O seio da mulher humana é uma flor simétrica, perfeita e assustadora? Não é bem assim

Por , em 29.04.2019

Na semana passada, a imagem acima viralizou na internet e causou diversas reações, principalmente em mulheres, chocadas com o que supostamente seria o interior de seus corpos. A ilustração foi compartilhada no Twitter e causou tanta polêmica por causa destes pequenos tubos simétricos que aparecem em volta dos seios, que seriam os dutos de leite que o corpo humano feminino utiliza para alimentar seus filhotes.

Seios: 8 coisas que você provavelmente não sabia sobre eles

Embora a maioria de nós tenha visto o sistema muscular por dentro nas aulas de biologia, nos acostumamos a ver a versão masculina dele. Então não é nenhuma surpresa que a imagem rapidamente tenha se tornado viral, recebendo mais de 43 mil compartilhamentos. Algumas pessoas acharam a imagem linda por mostrar uma suposta perfeição simétrica da natureza no corpo de uma mulher, enquanto outras a acharam aterrorizante e perturbadora – coisas como “eu não quero mais ter seios” e “meu desejo de ter meus seios cirurgicamente removidos aumentaram muito depois de ver essa imagem” foram ditas no Twitter.

Se você faz parte desse segundo grupo, pode parar de se preocupar – a imagem e seu contexto não estão inteiramente corretos.

A imagem apareceu pela primeira vez na internet em um post no site Imgur em 2016, mas como a maioria dos conteúdos virais, quem postou não era o autor original da foto. Ela é na verdade uma captura de tela de um aplicativo, e não representa fielmente o sistema muscular feminino. Os seios não contêm músculos esqueléticos. Existem na região algumas células e tecidos que são semelhantes a músculos lisos, mas não é isso que a imagem mostra.

Essas formas semelhantes a pétalas são descritas vagamente como “glândulas mamárias”, mas essa não é uma informação muito útil, já que o peito inteiro é, na verdade, uma glândula mamária.

Por que as mulheres têm peitos?

A imagem abaixo mostra como é realmente estruturado o seio humano. Dentro de uma boa dose de gordura, o tecido mamário contém uma série de células responsáveis ​​pela produção de leite para quando os hormônios da pessoa sinalizam para que elas se preparem para alimentar um recém-nascido.

Essas células, chamadas alvéolos, se agrupam em grumos conhecidos como lóbulos, que por sua vez se conectam ao mamilo por meio de um grupo de ductos lactíferos (ou canais de leite), canais estreitos que basicamente direcionam o leite para o mamilo, que funciona como um bocal para o bebê. Dessa forma, essas coisas em forma de flor na imagem que viralizou definitivamente não são dutos. Elas provavelmente representam os lóbulos – em um peito humano real, porém, eles não são organizados em um padrão tão correto. Além disso, a forma e o tamanho dos lóbulos variam dependendo se a mulher está amamentando ou não – um detalhe importante que também deve ser levado em consideração.

Muitos internautas reagiram dizendo que o fato de nunca terem visto uma imagem parecida era culpa da educação que receberam, mas eles provavelmente viram uma imagem parecida com esta abaixo. Nela, a dispersão de lóbulos é bastante mais variada e bagunçada do que a imagem 3D mostra. O aplicativo de anatomia do qual a captura de tela foi tirada não é obra de uma editora médica ou educacional respeitável e não possui nenhuma referência científica.

Um post em uma popular página de ciência no Facebook afirma que “a foto [sic] é baseada em dutos de leite que foram recuperados de cadáveres em 1800, injetados com cera e organizados em um círculo perfeito”, mas essa informação também não está correta. A imagem original de 1840 da dissecação injetada com cera tem pouca semelhança com a renderização 3D viralizada:

Por que homens são tão obcecados por seios?

A mama feminina não é uma área fácil de se estudar, uma vez que a maioria dos métodos de imagens médicas não é recomendada para uso em mães que amamentam. Este desenho abaixo da anatomia macroscópica da mama lactante com base em observações ultrassonográficas feitas do sistema de dutos de leite e distribuição de diferentes tecidos dentro da mama é, sem dúvidas, nem um pouco assustador e, portanto, tem menos potencial viral, mas é muito mais preciso do que as estranhas flores simétricas que pipocaram por toda a internet. [Bored Panda, Science Alert]


1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (21 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!