Implante de células animais em humanos é aprovado pela primeira vez

Por , em 20.12.2010

Pela primeira vez, um xenotransplante foi aprovado: o implante de células animais para o corpo humano. Autoridades russas consentiram o tratamento no país, realizado em pacientes de diabetes tipo 1.

A diabetes tipo 1 ocorre quando as células produtoras de insulina do pâncreas são destruídas. Sendo assim, as pessoas que sofrem da condição têm que injetar insulina em sua corrente sanguínea para regular seus níveis de glicose. Isso pode causar oscilações de açúcar no sangue, que por sua vez podem levar a outras complicações.

O xenotransplante russo envolve a inserção de células produtoras de insulina de porcos, revestidas com uma capa protetora, no pâncreas humano, a fim de substituir as células nativas esgotadas lá.

O tratamento reduz a necessidade de injeções de insulina. A camada protetora de algas marinhas evita que o sistema imunológico do paciente ataque as células animais “estrangeiras”.

Apesar de ser aprovado na Rússia, o tratamento foi desenvolvido pela Living Cell Technologies, na Nova Zelândia. Nos testes realizados até agora, o tratamento se saiu razoavelmente bem. Seis dos oito pacientes diabéticos apresentaram melhora e foram capazes de reduzir as suas injeções diárias de insulina. Dois deles absolutamente não precisaram mais de injeções. [POPSCI]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

8 comentários

  • JESSÉ HESPANHA DA CRUZ:

    Só quem tem o problema, sabe da importancia dessas descobertas.Que Deus os abençoe e abram suas mentes cada vez mais.

  • Alex:

    Guilherme Ferreira e Arlon Cossetin, o que interessa é que achem a cura e os doentes sejam curados, os religiosos que vão plantar linguiça…4..3..2..

  • Valdir Freitas da Luz:

    O bom senso é o que diferencia o homem do proprio homem.

    Transformar e criar e uma condiçao natural, ou seja, tudo aquilo que o homem puder fazer ele vai fazer, so a sua consciencia é que dira ate onde ele vai.

  • Det. Henry:

    Muito boa esta maravilhosa invenção da nossa ciência.

    Tenho amigos diabéticos e eles passam verdadeiros sufocos por causa da doença.

    Pode não parecer, mas a diabetes é uma doença terrível.

    Grande abraço,

    Det. Henry

  • Arlon Cossetin:

    Hahahaa ..Perfeito seu comentário dos religiosos Guilherme !
    7..6..5..

  • yuji:

    Muito interessante.

  • Guilherme Ferreira:

    Esperando xnetransplantes de células reconstrutoras de membros das salamandras…=]

    Contagem regressiva para algum troll fanático religioso dizer “O homem quer brincar de Deus e vai acabar se ferrando.”: 10…9…8…

    • Jean P. Carvalho:

      Bom, q. o homem, ao “brincar de Deus”, pode se ferrar, isto pode sim… (não, não sou um fanático religioso, sou inclusive ateu!!), como exemplo poderíamos citar a questão dos transgênicos, q. ainda não sabemos no q. vai dar – mas já tem gerado problemas sim, ocultados por pesquisas financiadas pela própria indústria dos transgênicos).
      Agora, é óbvio q. as pesquisas precisam continuar, pois vamos precisar de muita tecnologia até mesmo p/ recuperar a natureza… o q. é preciso tbém é criar conselhos de bioética, conselhos estes q. contenham cientistas envolvidos c/ a questão de preservação da saúde de ambientes e de comunidades… é preciso tbém investir em educação, principalmente científica, p/ q. o cidadão comum tenha + noção do q. ocorre à sua volta, e possa opinar e interferir nos processos tbém, em termos de escolha do q. deverá ser feito… ao menos, esta é minha opinião…

Deixe seu comentário!