10 polêmicos fatos sobre mamilos

Por , em 16.07.2014

Todo mundo tem mamilos: uns maiores, outros menores, de diferentes jeitos, tipos, formas… E isso é o máximo que sabemos sobre eles. Até agora:

10. Atelia

10
Atelia é uma doença genética rara que impede o desenvolvimento dos mamilos no útero. Sendo assim, pessoas com a doença nascem com apenas um mamilo ou nenhum. Atelia pode surgir por conta própria, mas, na maioria dos casos, é um sintoma de uma condição médica como displasia ectodérmica (DE) ou síndrome de Yunis-Varon (SYV). DE é uma doença genética que pode interferir com o desenvolvimento ou a função dos dentes, cabelo, unhas e glândulas sudoríparas. Há cerca de 7.000 casos diagnosticados em todo o mundo. Já SYV, além dos problemas causados pela DE, também afeta o sistema esquelético, o sistema respiratório e o coração. A doença foi reconhecida pela primeira vez na década de 1980, e menos de 15 casos foram relatados desde então. Enquanto pacientes de DE podem viver uma vida relativamente normal se sua condição é gerida, muitos dos que têm SYV não sobrevivem à infância.

9. Próteses

9
Para aqueles que desejam aumentar seus mamilos, há uma grande variedade de próteses no mercado. Apesar de poderem ser usadas para fins estéticos, elas foram criadas por uma causa muito mais nobre: para alívio emocional e psicológico do câncer de mama. A melhor maneira de eliminar o câncer e impedir sua volta é com uma cirurgia chamada mastectomia, que envolve a remoção completa ou parcial de uma ou ambas as mamas. Mulheres que se submetem à mastectomia podem sofrer muito após a perda de seus seios e mamilos, incluindo um desejo diminuído por sexo. Próteses são uma alternativa livre de risco e barata à reconstrução de mama, e têm crescido em popularidade nos últimos anos.

8. Cosméticos

8
O Japão é o lar de algumas subculturas e tendências da moda muito bizarras, como a recente obsessão por mamilos cor de rosa. Como métodos permanentes de alteração de cor do mamilo, como tatuagem, podem ser dolorosos e caros, alguns se voltam para a maquiagem. Os clientes podem escolher entre uma variedade de cores para atender a preferências específicas, mudando o tom de seu mamilo todos os dias se quiserem. E não pense que esse tipo de coisa só existe no Japão. Eles não são nem mesmo os primeiros a inventar tal opção cosmética.

A busca por mamilos rosados remonta séculos, até o Renascimento. Durante esses tempos de cavalaria e romance, cortesãs venezianas tinham alguns truques na manga para deliciar seus cavaleiros de armadura brilhante. Um desses truques era chamado de “pezzuola di Levante”, um pequeno pedaço de tecido tingido com pigmento e usado para adicionar um belo tom avermelhado aos lábios, bochechas e mamilos.

Na idade moderna, uma das empresas pioneiras na produção de cosméticos para mamilo é dos Estados Unidos. Em 1977, a empresa de cosméticos de São Francisco chamada Benefit decidiu atender os pedidos de uma dançarina exótica que queria um produto para “fazer seus mamilos se destacarem”. O resultado foi Benetint, normalmente usado em lábios e bochechas, que foi adaptado para uso em qualquer parte do corpo que o usuário desejar dar um tom a mais de vermelho.

7. Koro

Shocked asian young woman closeup
Já falamos aqui no Hype da síndrome do Koro, ou simplesmente “koro”, um distúrbio psicológico que afeta principalmente homens do Sudeste Asiático. A condição se caracteriza por uma intensa paranoia de que o pênis está se retratando para dentro de seus corpos. O koro pode afetar mulheres também, embora isso seja muito mais raro. Elas se convencem de que os seus mamilos estão sendo sugados para dentro de seus seios. O mesmo sentimento pode estar ligado aos lábios da vagina. A condição é real, mas a maneira como é tratada tradicionalmente é bem fantasiosa: os sofredores acreditam que a posse por um fantasma feminino malévolo ou um espírito de raposa é a causa do koro, e o tratamento recomendado é fazer ruídos altos, geralmente com um gongo ou fogos de artifício, para assustá-lo.

Se assustar o fantasma não funcionar, o próximo passo é exorcizá-lo através da dor. A cabeça da doente é coberta antes da pessoa ser severamente espancada com galhos. Os mamilos são puxados enquanto o exorcismo acontece para garantir que não desapareçam, o que se acredita ser causa de morte instantânea.

Tudo isso parece estranho, mas se resume a yin e yang, as respectivas forças masculinas e femininas, positivas e negativas, da filosofia chinesa. Um desequilíbrio destas forças resulta em numerosas doenças, dependendo de que parte do corpo foi prejudicada pelo desequilíbrio. Koro é uma dessas condições que resulta de um desequilíbrio de yin e yang, de acordo com esse pensamento.

6. Orgasmos

6
Orgasmos provocados exclusivamente pela estimulação dos mamilos soa como “uma daquelas mentiras”, mas um estudo de mapeamento cerebral revelou que é algo bastante verdadeiro. Pesquisadores da Universidade de Rutgers (EUA) utilizaram ressonância magnética funcional para visualizar a atividade cerebral de mulheres se tocando em vários lugares. Quando as mulheres foram convidadas a estimular seus mamilos, os dados revelaram que a mesma parte do cérebro relacionada com a estimulação genital foi ativada. Homens não estão necessariamente em desvantagem: análises iniciais indicam que eles também são capazes de ter essa resposta.

5. Recordes


Sage Werbock, notoriamente conhecido pelo seu nome artístico, “O Grande Nippulini”, construiu sua carreira como um homem de força – em uma região estranha do corpo. Werbock se inspirou para fazer dinheiro com seus mamilos hercúleos quando viu vídeos de artistas levantando coisas com seus peitos. Ele notou que tinha mamilos maiores do que esses caras, e que poderia fazer melhor. Ele estava certo: Werbock é capaz de levantar 32 kg de cada lado, o que lhe valeu o recorde mundial para maior peso levantado com os mamilos, em 2009. Aparentemente insatisfeito com apenas um recorde mundial em sua carreira, Werbock ganhou outro em 2011 puxando um veículo de quase 1.000 kg por uma distância de 20 metros. O Grande Nippulini alcançou esses feitos apesar de ter sofrido um acidente em 2004, em que um de seus mamilos foi parcialmente arrancado durante uma performance. Ele jura que seus atos não lhe causam dor.

4. Exibição

4

Quando imaginamos mulheres de séculos passados, sempre pensamos em vestidos compridos, cobertos, nada decotados – definitivamente não havia mamilos à mostra, certo? Errado. Estudos recentes sobre moda medieval deram uma nova luz sobre esse assunto. Parece que os nossos antepassados não eram tão diferentes de nós. Talvez fossem até mais ousados. Por exemplo, seios nus em plena vista eram uma tendência entre os séculos 14 e 18.

Tudo começou com Agnes Sorel, a amante do rei Carlos VII da França. Como a esposa do rei preferia ficar em casa para cuidar de seus filhos, Agnes logo assumiu as funções “de rainha”, frequentando cerimônias e atuando em funções públicas. Com seu controle sobre o rei e sua presença constante na corte, Agnes exercia grande influência sobre a nobreza, especialmente as mulheres. Sendo uma das mais belas de sua época, ela gostava de mostrar seus encantos femininos, principalmente seus seios maravilhosos. Ela era conhecida por encomendar seus vestidos de forma que intencionalmente permitissem que um ou ambos os mamilos fossem exibidos. Muitos seguiram seu exemplo. O ato tornou-se tão preocupante para a Igreja que um bispo que apresentou uma queixa para o rei.

Várias décadas após a morte de Agnes, uma mulher nobre influente de Mântua, na Itália, chamada Isabella d’Este reviveu a moda nas cortes italianas e francesas. Ela foi tão bem sucedida que até mesmo a rainha da França juntou-se à diversão, descobrindo seu mamilo. As nobres durante este período ficaram tão preocupadas em ter mamilos perfeitos que contrataram amas de leite para amamentar seus filhos, a fim de não “estragar” o look.

3. Drogas

dv1436040
A Tailândia tornou-se um dos destinos mais visitados nos últimos anos, o que faz da sua indústria de turismo uma das mais bem-sucedidas. Uma parte considerável desta indústria atende aos apetites sexuais dos estrangeiros, graças às leis liberais de prostituição do país. Gangues tailandesas logo levaram sua atenção a esse “poço de dinheiro”. Para ludibriar turistas ricos, quadrilhas usam um modus operandi bizarro, descoberto em 1997, depois que vários membros de gangues foram presos em um resort de Pattaya devido à morte de mais de uma dúzia de turistas por overdose de drogas: mulheres transsexuais aplicam drogas em seus mamilos, atraem turistas para um quarto de hotel ou outro local isolado, encorajam a pessoa a lamber seus mamilos e, mais tarde, quando a vítima acorda, está sem nada. A polícia tailandesa nega que isso ainda está acontecendo no país, mas #ficaadica.

2. Politelia

2
Mamilos humanos crescem geralmente em pares, mas cerca de 1 a 5% da população tem mais do que dois. Os mamilos extras são resultado de uma condição chamada politelia e geralmente aparecem ao longo das linhas do torso. Eles são um “resquício evolutivo” de nossos antepassados, que tinham mais mamilos.

Apesar de estarem normalmente no torso, também podem crescer em outras partes do corpo. Por exemplo, uma mulher relatou ter um mamilo bem formado, completo com aureola, em seu pé. Como a maioria dos mamilos supranumerários não são totalmente formados, são muitas vezes confundidos com pintas ou verrugas, o que significa que algumas pessoas nem sabem que os têm.

Durante a época medieval, mamilos extras eram considerados “marcas” de bruxas, um “sinal” de que seu portador era “aliado” de forças diabólicas.

1. Sacramento e sacrifícios

1
Cerimônias reais são esplêndidas – pelo menos na nossa imaginação e nos filmes de Hollywood. No entanto, se as monarquias modernas seguissem os mesmos rituais e tradições que os antigos irlandeses, teríamos que usar classificação indicativa para sua exibição. Para os antigos celtas, os mamilos do rei eram considerados sagrados. Súditos mostravam sua obediência chupando ritualmente os mamilos do seu governante, durante as cerimônias reais.

Aliás, a Irlanda não era um lugar muito seguro para os mamilos de um rei. Cientistas encontraram corpos em pântanos irlandeses que apresentavam uma mutilação ritual, sinal de que eram membros da realeza. A mutilação ocorria porque os mamilos do rei eram tão importantes que pretendentes ao trono frequentemente tentavam cortar os mamilos de seus rivais. Quando um rei reconhecia derrota na guerra ou seu povo o derrubava, seus mamilos também eram cortados antes de ele ser morto. Além disso, o rei era considerado uma espécie de “representante” da deusa da fertilidade celta, o que significava que fome ou pestes eram o resultado de seu descontentamento com ele. Só um sacrifício poderia ajudar a melhorar a situação da população. Como resultado, qualquer infortúnio que se abatia sobre o reino era resolvido com uma eliminação de mamilos reais. [Listverse]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (4 votos, média: 3,75 de 5)

5 comentários

  • Dynho Souza:

    – Mim Ajudem , É verdade que quando mulher fica pegando no mamilo do homem pode crescer? , mito ou vdd , queria saber isso

  • Dinho01:

    Ah! E outra coisa: Homens podem ter sim, câncer de mama.

  • Dinho01:

    Faltou explicar porque homens tem mamilo. Se não me falha a memória os embriões tem um desenvolvimento idêntico até que o cromossomo Y se manifeste e comece a produção de testosterona.Daí se desenvolvem o pênis e os testículos. Então aquela música do Chico César “Mulher eu sei” até que faz algum sentido,né? 😉

  • Darkhill LEET:

    Quando eu estava ajudando a reformar a casa da minha Mãe, eu trabalhava com uma camisa que tinha um desenho feito de um material de plástico de um lado só da camisa. Ela ficava suja de massa aí batia um sol do cão e eu ficava suado isso tudo queimou o meu mamilo direito. Hoje eu tenho um mamilo mais escuro que o outro.

  • Nuno Domingues:

    Dependendo da mulher dá pra que ela tenha um orgasmo apenas pela estimulação dos seios. Eu já consegui essa façanha algumas vezes.
    Ou seja, não é “mentira”.

    Mas como disse antes, tudo depende mais da mulher que do homem. A prova disso é que enquanto com uma eu consegui que ela chegasse simplesmente com estímulos nos mamilos, outra sentia cócegas qdo beijava os seios.

    Ou seja, não existem 2 mulheres iguais. E ainda bem! :0)

Deixe seu comentário!