Médicos usam microondas para destruir tumores

Por , em 7.02.2009

Uma nova opção para o tratamento de tumores no fígado está disponível nos hospitais dos Estados Unidos. O procedimento faz uso da tecnologia de microondas para destruir os tumores, e é muito menos arriscado e invasivo do que os métodos tradicionais.

De acordo com Marquis Hart, cirurgião do Hospital de San Diego, diz que a cirurgia pode ser facilmente explicada: “Simplesmente encontramos o tumor e emitimos as microondas. O calor derivado das emissões o destrói facilmente” afirma. Não é uma cura para o câncer definitiva. Mas para o médico, essa é uma alternativa para o tratamento que chegou em boa hora. Nem todos os tumores de fígado podem ser parcialmente removidos e é difícil encontrar candidatos para o transplante.

Os tratamentos mais populares para câncer de fígado são: transplante, remoção parcial do fígado, quimioterapia, radioterapia, ou tratamentos que envolvem o congelamento do tecido danificado.

A nova tecnologia remove o tumor com calor intenso (a temperatura da região que está sendo tratada chega a 60 graus Celsius),
causando a morte celular em até 10 minutos e deixando uma pequena cicatriz – os raios são emitidos por um pequeno aparelho inserido no paciente. O acompanhamento médico é feito através de imagens geradas por tomografia ou ultra-som.

Segundo Hart, o método parece mais eficiente do que os outros, ou seja, destrói mais facilmente os tumores e o paciente precisa ficar menos tempo sob anestesia geral. Além disso, o tratamento pode destruir mais do que um tumor por vez.

A comunidade científica tem esperança de que o método também possa ser usado em tumores localizados nos pulmões, rins e até mesmo nos ossos. [Science Daily]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 4,33 de 5)

1 comentário

  • Marcia:

    Até então tinha o conceito de que qualquer neoplasia era acelerada com a ultilização do calor profundo. Como se esplica esse fato no tratamento de elevar a temperatura?

Deixe seu comentário!