No mundo subterrâneo, a fauna é tão rica nos polos como nos trópicos

Por , em 23.10.2011

Pesquisadores de três universidades americanas rodaram o mundo recolhendo amostras de solo. Do Alasca ao Quênia, das florestas tropicais da Costa Rica às estepes do sul da Argentina, eles coletaram pedaços de terra. A ciência, de maneira geral, sempre acreditou que há mais vida animal perto da linha do Equador do que nas regiões polares. Esta coleta de pedaços de terra, aparentemente, mostra o contrário.

Os cientistas encontraram ampla diversidade de seres microscópicos em todos os ambientes. Mesmo em amostras retiradas de lugares remotos e de baixa temperatura, como o norte da Suécia, foi encontrado um conjunto característico de espécies de nematoides e pequenos artrópodes, como o ácaro e os colêmbolos.

A biodiversidade debaixo da Terra ainda é um campo científico com muito a ser explorado. Os pesquisadores americanos constataram, através de exames moleculares e de DNA, que a fauna desses pequenos animais subterrâneos também se diferencia muito conforme a região do planeta.

Um ácaro que habita a zona tropical tem características que não pertencem a um morador de regiões polares, e vice-versa. No total, 96% dos animais encontrados nas amostras de terra existiam apenas naquela amostra. Os fatores que colaboram para essa diversidade, além da temperatura, são a composição química do solo, o nível de nutrientes e a biodiversidade acima da terra. [NationalScienceFoundation]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 4,00 de 5)

2 comentários

  • tibirica maciel:

    Esta questao e super importante pois demonstra que a vida e um processo super complexo e ainda pouco conhecido desta maneira podemos supor se sabemos tao pouco sobre o nosso planeta imagina sobre os outros planetas

  • José Calasans:

    Pois é,a vida é assim,onde menos se espera ela aparece.

Deixe seu comentário!