O laser que derruba aviões

Por , em 8.01.2013

A empresa alemã de defesa Rheinmetall Defence testou um sistema de armas a laser que pode derrubar dois aviões a uma distância de mais de um quilômetro.

O equipamento de alta energia pode atirar mesmo em aviões em movimento rápido. As duas armas laser também podem ser usadas para cortar uma viga de aço, novamente a mais de um quilômetro de distância.

A empresa planeja tornar o sistema de armas móvel, e integrá-lo com um canhão automático.

O teste

A série de exercícios aconteceu na Suíça em novembro passado. A arma laser de 50 kW foi testada contra uma série de alvos para mostrar as melhorias em relação a versão de 2011, de 10 kW.

Projetado para defesa aérea, os dois lasers do sistema são combinados usando uma tecnologia de sobreposição para focar um laser de 30 kW e um laser de 20 kW no mesmo local. Isto lhe confere o poder destrutivo de um laser único de 50 kW. A empresa diz que uma futura arma de laser 100 kW é totalmente viável.

Três testes foram feitos contra três alvos diferentes.

O primeiro usou o laser de alta energia para cortar através de uma viga de aço de 15 mm de espessura. A viga de aço foi cortada ao meio de uma distância de 1.000 metros.

O segundo teste foi contra dois veículos aéreos não tripulados (drones), voando a 50 metros por segundo, que foram detectados a uma distância de três quilômetros e derrubados a dois quilômetros, em poucos segundos.

O sistema de armas a laser 50kW usou sistemas de radar e ópticos para detectar e rastrear dois aviões. Eles foram abatidos quando atingiram o setor programado.

O sistema de armas os identificou usando radar para conquistar uma aproximação grosseira da localização dos alvos, em seguida, aperfeiçoando o rastreamento com um sistema óptico.

O terceiro teste foi um ataque simulado, utilizando uma “bola de aço” de 82 milímetros de diâmetro, movendo-se a 50 metros por segundo, destinada a imitar um morteiro. O sistema de laser imediatamente rastreou e destruiu o alvo. O tempo necessário para derrubá-lo foi rápido o suficiente para engajar e destruir morteiros de longo alcance, mesmo em climas ruins.

A empresa testou o sistema de laser em uma variedade de condições de clima, incluindo neve, luz solar e chuva.

A Rheinmetall planeja testar suas armas a laser para serem montadas em diferentes veículos, além de integrar um canhão revólver de 35 milímetros ao sistema.[BBC, GizMag]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

8 comentários

  • francisco nunes de araujo:

    A humanidade vai destruir seu próprio habitat,isso é triste.

  • Rust Piza:

    A técnologia está evoluindo cada vez mais…

  • Guilherme Domingos:

    E se meu avião for espelhado ? euauaeuae

    • Cesar Grossmann:

      Infelizmente a maioria dos espelhos não tem 100% de reflexão. Então, mesmo que seu avião reflita mais luz do que absorva, ainda assim ele vai absorver. E tem outro problema, ele tem que ser espelhado para a mesma faixa do espectro eletromagnético de funcionamento do laser. Quer dizer, se for um laser infravermelho, teu espelho tem que refletir infravermelho. O que pode não ser o caso…

  • Costa:

    O pior é que são praticamente crianças brincando com fogo.
    Vão acabar se queimando e vai sobrar pra muita gente.

  • Orlando Rios:

    Cara, complicado…

    Antes nos matavam a pauladas, depois com facas e espadas, depois com aviões “invisiveis” e armas nucleares, passando por derrubarem predios inteiros ou destruirem cidades inteiras, agora querem me fritar com lasers de 50kW…

    Podemos dizer que a humanidade está evoluindo ?

    • Adilson Santana:

      se estiver evoluindo vai ser para a extinção.

  • Marcos-DF2:

    A reinvenção de uma antiga arma indiana citada no Bhagavad-Gita.
    É, lá vamos nós de novo …
    Abraços

Deixe seu comentário!