O Natal que você conhece é uma mentira

Por , em 23.12.2005

Feliz natal uma ova!

O Natal que você conhece é uma mentira.

É isso mesmo, eu não estou louco (pelo menos não mais louco do que o normal, claro), ao dizer que esta festa que você vai comemorar é uma mentira.

Você comemora a visita de um senhor vestido tal e qual uma lata de coca-cola.

Para comemorar a visita deste senhor vestido tal e qual uma lata de coca-cola, você se empanturra de iguarias finas, numa orgia moderna que ruborizaria até o próprio Incitatus na sua cadeira Senatorial.

Para sentir menos culpa dos seus abusos, você se reúne com outros igualmente conscios, junta uma porção de dinheiro, entrega a alguem necessitado, estufa o peito e diz, aliviado, “Feliz natal”. Feliz natal uma OVA!

Onde você estava nos outros trezentos-e-tantos dias do ano, quando esta pessoa se encontrava igualmente ou ainda mais gravemente necessitada?

Recentemente ouvi um profissional do terceiro setor desabafar que nesta época do ano, chegam a se formar filas de doadores, festas de natal de empresas, entregas de presentes e toda esta bobajada. Neste mesmo desabafo a pessoa falou que durante o ano falta feijao, mas no natal, ah, no natal, sobra peru. Feliz Natal uma ova!

Feliz natal é fazer do ano um ano feliz, coroado por uma festa feliz. Uma festa. Com a data marcada, data esta que a igreja catolica escolheu para comemorar o nascimento do seu messias apenas por que no dia 21 de dezembro acontece o solstício de inverno, uma festa pagã, de bruxas, mas muito popular na europa medieval. Apenas e tão somente uma festa.

Feliz daquele que tem a moral e a consciência limpa de ter agido eticamente durante o ano para, nesta festa, poder dizer “Eu fiz deste natal um feliz natal para mim e para as pessoas a minha volta”.

Eu reconheço que neste natal eu não posso dizer isto para todas as pessoas que eu gostaria, pois simplesmente eu não fiz tudo o que podia para fazer do ano um feliz ano para todas as pessoas que me importam.

Rogo que tenha forças para fazer do próximo natal um feliz natal para todas as pessoas que importam. Aí entao desejo mesmo uma boa festa de verdade, que coroe um feliz ano para todas as pessoas ao seu redor.

Anderson “Rava” Ravanello é um motoqueiro malvado, iconoclasta e descontente que trabalha e estuda nas horas vagas.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 4,67 de 5)

13 comentários

  • gloria:

    Que lixo de texto, fui lendo na esperança de q o assunto melhorasse na próxima linha, mas ñ, q coisa mais pobre , muitas pessoas gostariam de saber, há tantas evidencias verdadeiras e reais sobre as pantominas e pagelanças de natal q poderiam acrescentar algo no nosso intelecto, verdades essas q a igreja camuflou e maquiou p\ fazer de uma coisa “outra coisa”‘!

  • SIDNEY BATISTA AZEVEDO:

    podemos escolher qualquer data pra comemorar o nascimento de Cristo,pois não se tem certeza de nada.O natal não é uma mentira,as pessoas que são egoístas,individualistas e hipócritas,quando voce é voce mesmo pra todo mundo o tempo todo não tem problema.Mas a maioria não é assim ,nao se importam com o ser humano mas preocupam em se mostrar e aparecer

  • Bruno Marques:

    O Hypescience virou blog pessoal?

    Muito ruim esse colunista!

    PS- Já postei isso…devem ter deletado na 1º vez rsrs

  • leno maiki giacomini:

    Nao me importo com ninguem o ano inteiro,quem passa fome no natal nao me preocupo

  • Filipe:

    Realmente o sentido do Natal que está sendo representado nos dias de hoje é uma grande farsa mundana num dia pressuposto,feito parra mascarar o real sentido do natal que é o nascimento de JESUS CRISTO(natal em hebraico quer dizer nascimento)

    • Bruno Rosa:

      Simbólico nascimento de jesus, essa data foi firmada, não é a data real.

  • Cesar Rafael:

    O Natal é um mito, uma grande mentira.
    Todos os propósitos de sua existência envolver o dinheiro.

  • Victória.:

    Penso que a partir dessa idéia, ou dessa mentira, idéias ou mentiras humanas, contribuem para a evolução, em uma boa sociedade tecnicamente aceitavel, onde deveriamos fazer um “bom ano” nos 365, ou 366 dias. Porém o natal com aparencia necessaria ou não se não o existisse, talvez, a idéia “evolutiva” dessa artigo digamos não nos lembraria ou faria pensarmos dessa forma sem ter um porque, a humanidade precisa de porques, de idéia ou até mesmo mentiras para evoluirem, evoluirem seus pensamentos. A idéia de fazer um “feliz natal, ou feliz ano” todos os dias.Pode ser hipocrisia datas comemorativas, mas melhor que nada.

  • Barretti:

    O que esperar de um mundo onde os proprios homens se fazem santos? é so somar 3 milagres ki eles tiram sei la d ond e pronto, viro santo. é so votar se for considerado milagre BOA.
    As coisas nao deixam de ser oke sao só pq a ignoramos, elas estao ai e por bem ou por mal, sempre vao estar e fazer parte da sua vida ker vc keira ou nao.

  • Raphael:

    Feliz daquele que tem a moral e a consciência limpa de ter agido eticamente durante o ano para, nesta festa, poder dizer “Eu fiz deste natal um feliz natal para mim e para as pessoas a minha volta”.

    “Mim” não faz nada Ô Tarzan :/

    • Lia ¬¬:

      aff, errou feio, Raphael…
      Seria o quê no lugar do ‘mim’? eu?

      Mim, na frase, não faz papel de sujeito e somente então não se usa na conjugação de verbos.

      Exemplos?

      A professora pediu para EU sair ( e não para mim sair…).De fato, mim não sai, mim não vai ao quadro, mim não faz nada, etc.

      Outro ‘equívoco’ de quem acha ( só acha) que está errado o ‘mim’ em frases do tipo ‘ é difícil para mim andar depressa’. Se estudasse mais e praticasse menos ‘achismo’ veria que há mera inversão da ordem e que a ‘normal’ é ‘andar depressa é difícil para mim’…com pronome oblíquo após preposição, caso obrigtório. Com a inversão da frase, tem-se a impressão de que o ‘mim’ virou sujeito do verbo andar, mas não é verdade. Uma bela pegadinha por sinal…

      Embora não eu acredite na lenda, desejo um Feliz Natal para todos: para você, para mim, etc.

  • criancinha:

    Dar um “oi” aqui, na notícia mais antiga do HY…

    É isso aí o natal é uma mentira. Mentira gostosa, mas mentira!

  • Denis Lima:

    Por isso que eu prefiro o Halloween.

Deixe seu comentário!