O rastro de três cometas próximos formam chuvas de meteoros na Terra no mês de outubro

Por , em 7.10.2016

Neste momento, a Terra está cruzando o rastro de três cometas diferentes, e isso é uma ótima notícia para os observadores do céu. Mais uma vez, passamos pelas chuvas de meteoro Draconid, que em 2011 significou até mil meteoros por hora visíveis no céu.

Infelizmente para nós do hemisfério sul, o melhor ponto de visão está no hemisfério norte, entre o pôr do sol e meia noite. Os dias que terão mais meteoros visíveis são 7 e 8 de outubro, mas a manhã de outubro 21 (antes no nascer do sol) também será ótima para observação, com média de 20 meteoros queimando na atmosfera da Terra por hora.

Outubro de 2016 é um mês especialmente bom para ver meteoros porque estamos passando por três chuvas de meteoros simultâneas: a Draconid, a Orionid e a Taurid. A última será visível entre 30 de outubro e 30 de novembro, com pico na atividade em 12 de novembro.

Observação de nebulosa

nebulosa-tarantula
Além da chuva de meteoros, no mês de outubro será possível observar uma nebulosa – o local de nascimento de estrelas. Neste caso, a boa notícia é para os habitantes do hemisfério sul, que terão o melhor ponto de vista da nebulosa Tarântula (mostrada na imagem).

“Para localizá-la, olhe para o Sul e deixe seu olhar viajar do Cruzeiro do Sul até a única estrela brilhante acima da Achernar. Você vai ver uma região brilhante. Bem abaixo disso tem uma região brilhante um pouco maior”, explica Ian Musgrave, astrônomo amador australiano. Essa região brilhante de baixo é a nebulosa Tarântula, e ela estará visível a olho nu.

“Se você sair da cidade com um telescópio, você verá várias veias de luz passando por ela (por isso ela se chama Tarântula, já que elas parecem pernas de aranha) e um pequeno conjunto de estrelas”, descreve o astrônomo. [Science Alert]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 4,67 de 5)

Deixe seu comentário!