Obesidade: conheça o implante que combate a doença sem cirurgia

Por , em 29.08.2013

Sem anestesia geral, sem cortes ou danos aos tecidos: alunos do programa de Biodesign da Universidade Hebraica de Jerusalém e do Centro Médico Hadassah desenvolveram um novo tipo de manga gástrica de plástico para bloquear a absorção de alimentos e combater a obesidade.

Nova solução para combater a obesidade

A epidemia de obesidade cresce rapidamente e estima-se que suas complicações custem mais de 140 bilhões de dólares (325 bilhões de reais) por ano à economia dos Estados Unidos devido à perda de produtividade e complicações médicas da população. No Brasil, levando em consideração apenas o custo com internações e tratamentos relacionados à obesidade na rede pública, o encargo foi de 490 milhões de reais em 2011.

As tentativas de resolver este problema por meio de programas de perda de peso, até agora, não tem surtido muito efeito devido à baixa adesão da população. Além disso, muitas vezes não se trata de uma questão de má vontade. Uma parcela considerável da população hoje em dia simplesmente não consegue emagrecer apenas com exercícios físicos ou reeducação alimentar e precisa se submeter a cirurgias.

Para resolver este problema, os estudantes da Universidade Hebraica de Jerusalém desenvolveram uma espécie inédita de tecido gástrico, chamado de Metabo Shield. A inserção da manga endoscópica não requer anestesia geral, nenhuma incisão ou dano aos tecidos do organismo. Ou seja, trata-se de uma alternativa que promete combater a obesidade sem efeitos colaterais – ou pelo menos com uma estratégia menos radical para o organismo do que as atuais operações cirúrgicas.

“A ideia era seguir a forma do duodeno, uma estrutura curva no início do intestino”, conta Ishay Benuri-Silbiger, gastroenterologista pediátrico do Centro Médico Hadassah, o especialista clínico do grupo. A anatomia natural da região em formato de C ajuda a manter o objeto no lugar certo, bloqueando a absorção de alimentos sem prejudicar o intestino.

O grupo acredita que este novo procedimento endoscópico será útil para milhões de indivíduos obesos que estão preocupados com a complicação dos atuais procedimentos de bypass gástrico. “Este é um enorme mercado inexplorado”, afirma Yair Timna, estudante de MBA e líder de desenvolvimento de negócios do projeto.

O Biodesign é um programa multidisciplinar que tem como objetivo a inovação médica. Criado pela Universidade Hebraica de Jerusalém e o Centro Médico Hadassah, em parceria com a Universidade de Stanford, o programa une profissionais de diversas áreas do conhecimento como médicos, bioengenheiros e estudantes de pós-graduação em administração e seus tutores para o desenvolvimento de inovações médica para o mercado. [Medical Xpress]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 2,00 de 5)

Deixe seu comentário!